ONU oferece proteção a ‘Julieta da Arábia’

Aslan Media / Flickr

foto: Peter Hagyo-Kovacs / wikimedia

foto: Peter Hagyo-Kovacs / wikimedia

A história de Huda al-Niran, 22 anos, e do namorado, o iemenita Arafat Mohammed Tahar, 25, evoca a de Romeu e Julieta e tem motivado campanhas online e protestos de rua. Huda fugiu do seu país com o namorado e recebeu agora protecção da ONU enquanto tenta obter asilo.

Huda conheceu Arafat há três anos atrás, numa loja de telemóveis na Arábia Saudita, e os dois apaixonaram-se.  Arafat pediu a mão de Huda em casamento, mas o pedido foi negado pelo pai de Huda.

A minha família queria que eu me casasse com um outro homem“, diz Huda, “mas recusei-me. Disse que ninguém me tocaria senão Arafat. Foi aí que pensei que tinha que fugir.

Huda saiu de casa e cruzou a fronteira entre a Arábia Saudita e o Iémen, disfarçada de trabalhadora iemenita.

Segundo um comunicado da ONG Human Rights Watch, que conversou com o advogado do casal, Arafat também fugiu; planeavam casar-se no Iémen, mas foram ambos detidos na fronteira. Hura foi acusada de imigração ilegal.

Asilo

A Human Rights Watch diz que a Arábia Saudita está a pressionar o Iémen pela deportação de Huda, mas alertou que a jovem correria risco de sofrer violência por parte de sua própria família.

No domingo passado, representantes da Acnur, o braço da ONU para os refugiados, afirmaram à BBC que foi aberto um pedido de asilo para a jovem, aceitando a ideia de que a sua vida correria risco se ela voltasse para casa.

Enquanto o pedido é estudado, Huda está sob protecção da ONU e não pode ser deportada. A Acnur revelou à BBC que é grande a possibilidade de que ela receba o status de refugiada nos próximos dias – o que significaria que ela e Arafat ficariam livres para se casar.

Apoio

A história do casal teve grande repercussão no Facebook no Iémen, e diversas páginas foram criadas para apoiar os jovens apaixonados. Dezenas de pessoas saíram às ruas da capital do país, Sanaa, para protestar a favor de Huda e Arafat.

Muitos iemenitas têm apoiado a causa não apenas por ser uma história de amor, mas porque o caso desafia a Arábia Saudita – país vizinho com o qual o Iêmen tem relações por vezes tensas.

Segundo a France Presse, a Justiça iemenita ainda não decidiu sobre o caso. Uma nova audiência será realizada no dia 1 de dezembro.

As acusações que recaíam sobre Arafat foram retiradas, mas ele recusou-se a deixar a prisão onde está Huda. O casal encontra-se uma vez por semana, durante as audiências.

A empatia com Huda é porque ela se revoltou contra a sua cultura“, diz Fahad, funcionário público de 33 anos que organizou um dos protestos de apoio ao casal, que acrescenta que “ela enfrentou uma sociedade patriarcal que lhe ordenava que se casasse. Isso mostra a necessidade de termos Estados modernos, com liberdades e direitos e onde as pessoas possam, por exemplo, escolher com quem querem se casar.”

A história de Romeu Montéquio e Julieta Capuleto não terminou propriamente bem. Será que Julieta da Arábia e Romeu do Iémen vão ter direito a um final feliz?

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …

Fé nos números. Foi o voto não religioso que Donald Trump perdeu em 2020 

Em novembro de 2020, Joe Biden foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América. Uma análise revelou recentemente que a derrota de Donald Trump dependeu daqueles que não se identificam com nenhuma religião. Ryan Burge, professor …