ONU alerta para recorde de 137 mil refugiados na Europa só este ano

Um recorde de 137 mil pessoas atravessaram o Mediterrâneo no primeiro semestre do ano, a maioria das quais fugida de guerras, conflitos e perseguições, revelou esta terça-feira o Alto-comissário para os Refugiados da ONU (ACNUR).

O valor traduz um aumento de 83% face aos primeiros seis meses de 2014.

“A Europa depara-se com uma crise de refugiados, que chegam por via marítima, de proporções históricas”, alerta o ACNUR.

Esta situação deve, no entanto, agudizar-se no verão, altura em que normalmente se regista um aumento das viagens clandestinas no Mediterrâneo. Em 2014, por exemplo, o número de migrantes passou de 75 mil no final de junho para 219 mil em dezembro, segundo o ACNUR.

À mercê das redes de tráfico, a maior parte dos migrantes executa a perigosa travessia em barcos e condições precárias.

“A maior parte dos que chegam por via marítima à Europa é refugiada e procura proteção contra a guerra e as perseguições”, realça em comunicado, o alto-comissário da agência da ONU, António Guterres.

Um terço dos homens, mulheres e crianças que alcançaram as costas da Grécia ou da Itália desde o início do ano é oriundo da Síria, palco de uma guerra civil desde 2011.

As pessoas que fogem da violência contínua no Afeganistão e do repressivo regime da Eritreia representam 12% do total, segundo o relatório do ACNUR.

A Somália, a Nigéria, o Iraque e o Sudão são outras das principais proveniências dos migrantes.

Segundo o ACNUR, no primeiro semestre do ano 1.867 pessoas morreram a tentar cruzar o Mediterrâneo, das quais 1.308 só no mês de abril.

No final da semana passada, em resposta à crise, os chefes de Estado e de Governo dos 28 países da União Europeia (UE) aprovaram repartir entre si 60 mil refugiados nos próximos dois anos.

No entanto, os Governos dos 28 aceitaram apenas que o acolhimento desses refugiados seja feito com base em quotas voluntárias, rejeitando a proposta da Comissão Juncker de quotas obrigatórias, com o número de pessoas a acolher definido à partida.

O método de repartição dos migrantes vai ser discutido e decidido este mês.

“Com uma boa política, apoiada por uma resposta operacional efetiva, é possível salvar mais vidas no mar”, observou o chefe do ACNUR.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. 137 Mil Refugiados na Europa a 28 … Acolhe-los é possível!
    Em Portugal nos anos a seguir ao 25 de Abril acolhemos das ex colónias mais de Meio Milhão de refugiados!
    Feito histórico, sem dúvida para um país tão pequeno, que parece não ter a merecida relevância.
    Agora na Europa a 28 a atitude é o que se vê… Levantam-se muros, cercas de arame farpado, etc, etc. Ninguém se entende. E no entanto os conflitos que geram estes imigrantes ,foram gerados ou apoiados por alguns dos países europeus que tantas reticencias colocam ao seu acolhimento,
    Orgulho-me de ser portuguesa!
    Orgulho-me de alguns dos nossos governantes que em tempos tão conturbados souberam gerir o êxodo dos refugiados das ex colónias! Que pena que alguns portugueses tenham tão fraca memória!

    • Em 1974/75 deu-se a maior deslocação de massas na Europa após guerras devido ao êxodo de concidadãos das ex-colónias para Portugal… Meio Milhão.
      Afirmar agora que os que fogem da síria e outros países é devido a “alguns países europeus” não passa de uma triste tentativa de ilibar a tremenda brutalidade do autoproclamado EI, seria o mesmo que sobre aquele êxodo um europeu qualquer ter dito em 1975 que os retornados nacionais fugiram daqueles estados, então colónias, por culpa do alto comando das forças armadas portuguesas!
      Acresce, numa busca www é fácil constatar que muitos milhões de “ajuda à integração” daqueles, provenientes dos 4 cantos do mundo (início da grande corrupção em Portugal?) foram gastos em hotelaria de 5, 4, 3, estrelas – Comparemos o que é comparável.

RESPONDER

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …