92% da população mundial respira ar contaminado

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que 92% da população global vive atualmente em áreas onde os níveis de qualidade do ar ultrapassam os limites mínimos estabelecidos pela entidade.

Os dados integram o mais completo relatório global já divulgado pela organização sobre zonas de perigo para poluição do ar, com base em informações de medições por satélite, modelos de transporte aéreo e monitores de estação terrestre de mais de três mil localidades rurais e urbanas.

A estimativa é que cerca de três milhões de mortes anuais estão associadas à exposição à poluição do ar exterior e alerta que, juntando a poluição do ar interior, a mortalidade sobe para 6,5 milhões anuais (11,6% de todas as mortes).

A poluição do ar é por isso o maior perigo ambiental para a saúde, sublinha a OMS no relatório “Poluição do ar ambiente: Uma avaliação Global da Exposição e do peso da doença“.

“O novo modelo da OMS mostra aos países onde estão os pontos perigosos da poluição atmosférica e fornece uma base para monitorizar os progressos no combate a este problema”, disse a vice-diretora adjunta da organização Flavia Bustreo, citada num comunicado.

O estudo, desenvolvido pela OMS em colaboração com a Universidade de Bath, no Reino Unido, apresenta dados por país e conclui que quase 90% das mortes associadas à poluição atmosférica acontecem nos países de baixo e médio rendimento e quase dois terços estão nas regiões do sudeste asiático e do pacífico ocidental.

É também nos países de baixo e médio rendimento que se verifica uma falha na monitorização e registo dos poluentes atmosféricos, especialmente em África e na Ásia, alerta a OMS, que considera crucial reforçar a capacidade das cidades de verificar a qualidade do seu ar com modelos padronizados, instrumentos de qualidade.

Os autores do relatório sublinham ainda ser necessário mais estudos epidemiológicos sobre os efeitos de longo prazo nos países pobres, onde a poluição atinge “níveis inaceitáveis”.

A grande maioria (94%) das causas de morte associadas à poluição do ar são doenças não transmissíveis, como as doenças cardiovasculares, acidentes vasculares cerebrais, doença pulmonar obstrutiva crónica e cancro do pulmão.

“A poluição do ar continua a afetar a saúde das populações mais vulneráveis – mulheres, crianças e idosos”, disse Bustreo, acrescentando que “para as pessoas serem saudáveis têm de respirar ar puro desde que respiram pela primeira vez até à última”.

Entre as maiores fontes de poluição atmosférica estão os meios de transporte ineficientes, combustível doméstico, queima de resíduos, centrais a carvão e atividades industriais.

Mas nem toda a poluição atmosférica tem origem humana, alerta a OMS, exemplificando com as tempestades de areia, que também influenciam a qualidade do ar.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 1-1 Rio Ave | Vila-condenses "pescam" ponto em Alvalade

O Sporting não conseguiu melhor do que um empate a um golo na recepção desta sexta-feira ao Rio Ave, numa partida relativa à 14ª jornada da Liga NOS.  Pedro Gonçalves inaugurou o marcador ainda na primeira …

CIA revela online milhares de documentos confidenciais sobre OVNIs

A Agência Central de Inteligência (CIA) revelou online milhares de documentos relacionados com avistamentos de Objetos Voadores Não-Identificados (OVNIs).  A CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos) revelou, esta semana, milhares de documentos secretos online, …

"Burocracia enlouquecida" do pós-Brexit está a "matar" empresas escocesas que exportam marisco para a UE

Desde que a Grã-Bretanha concluiu o processo de negociação do Brexit, a vida dos exportadores britânicos mudou de forma drástica. Apesar de ter havido um acordo comercial com a União Europeia, há várias empresas a …

Manifestantes que invadiram o Capitólio terão recebido uma transferência em bitcoins em dezembro

A Chainalysis, uma empresa de dados de criptomoedas, informou recentemente que grupos e personalidades envolvidos na invasão do Capitólio, nos Estados Unidos, receberam mais de 500 mil dólares em bitcoins de um doador francês, no …

Programador esqueceu-se da password para recuperar 236 milhões de dólares em bitcoin. Já só lhe restam duas tentativas

Um programador alemão que vive em São Francisco, nos Estados Unidos, não se recorda da sua password do disco que lhe dará acesso à sua carteira digital, onde tem 7.002 bitcoins, que valem, segundo a …

PGR abre inquérito ao caso do procurador europeu José Guerra

O Ministério Público instaurou um inquérito ao caso da nomeação do procurador europeu no seguimento da participação criminal apresentada pela Ordem dos Advogados e de uma denúncia anónima. "Na sequência de denúncia apresentada pela Ordem dos …

Donald Trump diz que "reconstruir o Exército foi uma honra"

O Presidente cessante dos Estados Unidos enviou, esta quinta-feira, uma mensagem às tropas norte-americanas, dizendo que "reconstruir o Exército foi uma honra", destacando o investimento da sua administração no Pentágono. "Foi uma honra reconstruir o nosso …

Julgamentos de Tancos e do homicídio no SEF suspensos após caso de covid-19

As próximas sessões do julgamento de Tancos e do homicídio do cidadão ucraniano nas instalações do SEF foram suspensas depois de o advogado Ricardo Sá Fernandes, que representa arguidos nos dois casos, ter testado positivo …

"Uma tragédia anunciada". Manaus não tem oxigénio para tratar doentes

Manaus, capital do estado do Amazonas, no Brasil, está a atravessar uma situação caótica devido ao aumento de casos covid-19 e à falta de oxigénio dos hospitais. Imagens que circulam nas redes sociais mostram as próprias famílias …

Wayne Rooney termina carreira de jogador para treinar Derby a tempo inteiro

O antigo internacional inglês terminou a carreira de futebolista, aos 35 anos, para assumir o cargo de treinador do Derby County, anunciou, esta sexta-feira, o clube da segunda divisão inglesa. Wayne Rooney, que assinou contrato até …