A análise dos olhos de um peixe acabou numa impressionante descoberta evolucionária

(dr) Ingo Braasch

Peixe gar da família dos Lepisosteiformes, uma família de peixes de água doce com mandíbulas compridas

A rede de nervos que conecta os olhos ao cérebro é muito sofisticada. Uma equipa de cientistas mostrou agora que evoluiu muito antes do que se pensava.

A sofisticada rede de nervos que conecta os olhos ao cérebro evoluiu cerca de 100 milhões de anos antes do que se pensava. Esta é a conclusão da investigação de uma equipa de cientistas do Departamento de Biologia Integrativa da Faculdade de Ciências Naturais da Universidade do Michigan, que identificou a rede em peixes ancestrais.

De acordo com o Europa Press, a investigação revela também que a conexão olho-cérebro é anterior aos animais que vivem na terra. Até agora, pensava-se que a conexão tinha evoluído, num primeiro momento, em criaturas terrestres e, a partir daí, continuou em seres humanos, tendo ajudado na nossa perceção de profundidade e visão 3D.

Além de alterar a nossa compreensão, este trabalho tem implicações médicas futuras.

O portal explica que estudar modelos animais é uma forma muito valiosa para os cientistas aprenderem sobre saúde e doença, mas fazer conexões com as condições humanas a partir desses modelos pode ser desafiador.

O peixe-zebra, por exemplo, é um animal-modelo popular, mas a conexão olho-cérebro é muito diferente da do ser humano. Na verdade, isso ajuda a explicar por que motivo os cientistas pensaram que a conexão humana se desenvolveu primeiro em criaturas terrestres de quatro membros (tetrápodes).

O especialistas decidiram estudar o peixe gar, da família dos Lepisosteiformes. Este peixe evoluiu mais lentamente do que o peixe-zebra, o que significa que é mais semelhante ao último ancestral comum partilhado por peixes e humanos.

As semelhanças podem fazer deste peixe um poderoso modelo animal para estudos em saúde.

A equipa usou uma técnica inovadora para ver os nervos que conectam os olhos ao cérebro em várias espécies diferentes de peixes.

No peixe-zebra, cada olho tem um nervo que o conecta ao lado oposto do cérebro. Nos peixes mais “antigos”, existem projeções visuais ipsilaterais ou bilaterais: cada olho tem duas conexões nervosas, uma de cada lado do cérebro, tal como nos seres humanos.

O artigo científico foi publicado no dia 8 de abril na Science.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting atira-se ao VAR e reclama dois penáltis e uma expulsão

O Sporting contestou a atuação do VAR do encontro frente ao FC Porto, João Pinheiro. Em causa estão dois penáltis por assinalar e um cartão vermelho por mostrar. Rúben Amorim já só pensa no próximo jogo …

Exclusividade dos médicos ao SNS "nunca irá passar do papel", diz ex-ministro da Saúde

O antigo ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes considera que a questão da exclusividade dos médicos ao SNS "nunca irá passar do papel". Em contexto da pandemia de covid-19, a saúde tem sido um tema bastante …

Rosto de Neandertal que viveu há mais de 50 mil anos foi reconstruído (e pode ser visto ao vivo)

Krijn, o primeiro Neandertal encontrado na Holanda, ganhou agora uma nova vida, depois de uma equipa ter reconstruído o seu rosto. Em 2009, o Museu Nacional de Antiguidades da Holanda apresentou um fragmento de crânio do …

Em julho, quase 20% das chamadas para o SNS24 ficaram por atender

A linha de SNS24 atendeu 736 mil chamadas em julho, mas ficaram por atender quase 20%. De acordo com o jornal Público, que divulga os dados do Portal do Serviço Nacional de Saúde, no mês de …

Vamos lá contar os recordes de Emma Raducanu

Feito impensável? Maior momento de sempre no desporto britânico? Personalidade do ano? Abundam as análises à nova campeã do US Open, que não quer largar o troféu. Foi um dos maiores momentos da história do desporto …

"Assassino" e "ordinário". Ferro Rodrigues insultado por dezenas de manifestantes negacionistas

Um grupo de negacionistas insultou o presidente da Assembleia da República, 71 anos, no interior de um restaurante em Lisboa. Vários negacionistas, reunidos no sábado, 11 de setembro, em mais uma manifestação, desta vez com o …

Afinal, o número ideal de passos diários não é 10 mil

Um estudo publicado recentemente defende que, afinal, não é preciso dar 10 mil passos diários para se ser mais saudável. A partir dos sete mil já se notam melhorias. A maioria das pessoas pensa que deve …

Alojamento local cai a pique. Porto e Lisboa têm pouco mais de 5 mil imóveis ativos

O número de imóveis dedicados ao alojamento local no Porto e em Lisboa têm caído a pique. Há pouco mais de 5 mil imóveis ativos nas duas cidades. Há um tremendo abismo entre o número de …

Recandidatos às autarquias partem com vários pontos de avanço - mesmo quando não cumprem todas as promessas

Os presidentes de câmara que se recandidatam têm, à partida, uma vantagem de 15 pontos percentuais sobre os seus adversários diretos, indica novo estudo. No momento de eleger o presidente da Câmara, quem é a pessoa …

Jerónimo diz esperar do PS "manobras" para "condicionar e chantagear eleitores"

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, espera que o PS tente, nas próximas semanas, “condicionar e chantagear os eleitores”, com o “agitar de novas promessas” e “o acenar dos milhares e de milhões”. “Não faltarão, …