OCDE: Portugal gastou menos 2,2% em saúde quando chegou a crise

Tânia Rêgo / ABr

foto: Tânia Rêgo / ABr

foto: Tânia Rêgo / ABr

Portugal gastou menos 2,2% na saúde entre 2009 e 2011, os primeiros anos da crise, revertendo a tendência de aumento médio entre 2000 e 2009 de 1,8%, revela o relatório “Health at a Glance 2013”, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

Segundo a OCDE, os primeiros anos de crise económica internacional inverteram  a tendência de aumento constante dos gastos com a saúde, com 11 dos 33 países da organização a chegarem a gastar menos neste setor.

A despesa total em saúde caiu em um em cada três países da OCDE entre  2009 e 2011, com os mais atingidos pela crise a serem os mais afetados”,  lê-se no relatório agora divulgado.

Entre as áreas mais afetadas por esta mudança na tendência de aumento dos gastos em saúde estão o preço dos bens médicos, especialmente medicamentos,  restrições orçamentais e cortes nos gastos dos hospitais, diz o relatório,  que sublinha ainda que mais de três quartos dos países da OCDE cortaram  em programas de prevenção em 2011 face a 2010, e metade gastou menos do  que em 2008.

Enquanto em Portugal o corte situou-se nos 2,2%, a Grécia, o país mais afetado pela crise económica, viu os seus gastos  com a saúde diminuírem 11,1% entre 2009 e 2011, e a Irlanda gastou menos  6,6% nesse período.

“Os cortes em programas rentáveis [comparando o custo com o benefício] de combate à obesidade, uso abusivo do álcool e tabaco são uma fonte de  preocupação”, diz o relatório, lembrando que quaisquer benefícios de curto  prazo nestes cortes são provavelmente anulados pelos gastos mais avultados  a longo prazo não só na própria despesa do Estado, mas também na saúde dos  cidadãos.

As reduções na oferta de cuidados de saúde e as alterações ao financiamento – chamando os cidadãos a pagarem mais – estão a afetar o acesso à saúde,  nota a OCDE, exemplificando com os tempos de espera para algumas cirurgias em Portugal, Espanha, Inglaterra e Irlanda, que “depois de anos de melhoramento, estão agora a aumentar“.

Para a organização, que reúne a maioria dos países  mais avançados do mundo, os dados comprovam a importância de “os países  tornarem os seus sistemas de saúde mais produtivos, eficientes e financeiramente  comportáveis”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e …

China diz que surto está "sob controlo" após 14 províncias não reportarem novos casos

O surto do coronavírus Covid-19 está "sob controlo", depois de a atualização diária mostrar que 14 das 34 províncias e regiões autónomas do país não detetaram novos casos, anunciaram esta sexta-feira as autoridades chinesas. O vice-diretor …

Após 2 anos preso, Pedro Dias assume três homicídios e diz-se arrependido

Pedro Dias, conhecido pelos homicídios de Aguiar da Beira, manifesta-se arrependido pelos crimes por que foi condenado a 25 anos de prisão, após cumprir dois anos da pena. Um arrependimento que é também um assumir …

Orçamento da UE. Proposta agrava corte de Portugal na coesão em 2 mil milhões

A proposta do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, prevê um corte de 2 mil milhões de euros no envelope da coesão para Portugal. Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia iniciaram esta …

Russos atormentam Estados Unidos outra vez. Presidenciais são o alvo

Os serviços secretos norte-americanos estão convencidos de que os russos estão, novamente, a tentar influenciar as presidenciais daquele país. Faltam nove meses para as eleições presidenciais norte-americanas, mas já há suspeitas de que os russos estão …

Processo obscuro e pouco transparente. Expansão do Metro do Porto cria mal-estar

O alargamento do Metro do Porto está a criar mal-estar entre algumas autarquias da área Metropolitana do Porto. Os autarcas falam num processo obscuro e pouco transparente. O protocolo para consolidação da expansão da rede de …

Barcelona contrata jogador com o mercado fechado (mas Leganés não pôde fazer o mesmo)

O Barcelona foi autorizado a contratar um jogador com o mercado fechado, mas o pedido do Leganés foi rejeitado. O clube perdeu Braithwaite para o clube catalão. O FC Barcelona anunciou, esta quinta-feira, a contratação do …

Portugueses gastam 160 euros por ano na "epidemia das raspadinhas". 11 vezes mais do que os espanhóis

De acordo com um estudo recente, há cada vez mais pessoas a chegarem aos consultórios médicos com a doença do jogo patológico desencadeada pela raspadinha. Num artigo científico publicado na The Lancet, Pedro Morgado e Daniela …

Direita chega ao jogo das comissões no MB Way. PSD e Chega juntam-se ao PS

O PSD quer alargar serviços dentro das contas de baixo custo e incluir transferências via a aplicação da SIBS. O Chega quer eliminar custos nessas transações. Depois da esquerda, é a vez da direita marcar terreno …

Fãs de Kobe Bryant em luto estão a deixar flores na sepultura errada

Numa tentativa de prestar homenagem ao ex-basquetebolista, vários fãs de Kobe Bryant em luto estão a deixar flores na sua sepultura. O problema é que o têm na campa de outra pessoa. Quase um mês depois …