O tablet e o smartphone são “os novos babysitters”

Thanasis Zovoilis / Flickr

-

A maioria dos pais não tem noção do nível do conhecimento das crianças no que toca às tecnologias.

A conclusão consta de um estudo, coordenado pela Joint Research Centre e realizado entre julho e agosto de 2015 em Portugal e em vários países da Europa.

Patrícia Dias, professora auxiliar convidada da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, e Rita Brito, licenciada em Educação de Infância, são as caras por trás do trabalho, que tinha como objetivo estudar a relação entre as crianças e as tecnologias digitais.

O “tablet” é o “brinquedo” mais utilizado. A percentagem de crianças que possui um “tablet” sobe radicalmente, de acordo com Rita Brito, a partir dos seis anos.

Assim se justifica que este seja o instrumento mais utilizado pelas crianças entrevistadas para o estudo.

E é nele que os mais novos passam horas, de acordo com o relatório, muitas vezes sem supervisão dos pais.

“Uma nova babysitter” foi o termo utilizado pelas investigadoras quando se referiam ao uso do aparelho tecnológico.

A “velhinha” televisão deu lugar ao tablet e este é usado para entreter crianças quando os pais não têm tempo: no restaurante quando esperam pela comida, quando têm algum assunto para tratar, em casa quando preparam as coisas para o dia seguinte, o “tablet” assume o papel de “babysitter”.

O estudo concluiu também que os pais estão pouco esclarecidos no que toca a mecanismos de defesa da criança contra possíveis riscos da exposição às tecnologias.

As investigadoras concluíram que os pais desconhecem medidas de controlo como a criação de uma conta própria para as crianças, para evitar que estas tenham acesso a vídeos sugeridos do Youtube.

As autoras do trabalho deixaram algumas recomendações.

Para a indústria, a criação de mais conteúdos didáticos nas línguas nativas do país em causa.

Para as escolas, a integração das tecnologias e mais formação para os professores. Para os decisores políticos, uma maior promoção do acesso às tecnologias nas escolas.

Para os pais e educadores, uma maior articulação entre ambos e uma utilização das tecnologias mais pensada.

Algumas das crianças entre os seis e os sete anos ainda não sabiam bem ler e escrever e, no estudo, foi revelado que a maioria utilizava técnicas alternativas, como por exemplo a memorização visual dos caracteres.

JPN

PARTILHAR

RESPONDER

Joshua Wong e outros dois ativistas condenados a penas de prisão

Joshua Wong e outros dois ativistas do movimento pró-democracia em Hong Kong foram condenados, esta quarta-feira, a penas de prisão por participarem numa manifestação ilegal contra o Governo da região administrativa em junho de 2019. Os …

Departamento de Justiça nos EUA investiga alegado esquema de "dinheiro por indultos" na Casa Branca

O Departamento da Justiça dos Estados Unidos está a investigar possíveis subornos em troca de indultos presidenciais na Casa Branca. De acordo com documentos judiciais a que a agência Reuters teve acesso, o Departamento da Justiça …

Confinamento, covid-19, discriminação. Eis as 10 candidatas a Palavra do Ano de 2020

A Porto Editora revelou esta terça-feira as dez candidatas a Palavra do Ano de 2020. Este ano, a iniciativa lançada em 2009 decorre, pela primeira vez, em simultâneo com Angola e Moçambique. De acordo com o …

Mais mortes e menos nascimentos. Portugal está com o maior saldo natural negativo do século

Como avança o Público esta quarta-feira, há 12 anos consecutivos que há mais mortes do que nascimentos em Portugal, mas este ano o país a bateu o recorde do saldo natural negativo. Desde 2009 que o …

"Não há plano B". Costa deixa avisos e recados a Hungria e Polónia

O primeiro-ministro português, António Costa, alertou, em Bruxelas, que não há um plano B ao bloqueio na aprovação do orçamento da União Europeia (UE) e do novo Fundo de Recuperação criado para responder à pandemia, …

Santos deu "nega" ao Benfica e Lucas Veríssimo ameaçou não jogar

O Conselho Fiscal do Santos "negou" a transferência de Lucas Veríssimo para o SL Benfica. O jogador ameaçou mesmo não entrar em campo contra o LDU Quito, na noite passada. O Conselho Fiscal do Santos emitiu …

Governo britânico substitui confinamento por restrições (com oposição interna no Partido Conservador)

Boris Johnson conseguiu ver aprovado o novo plano de restrições. Dos votos contra, 56 foram de deputados conservadores e 16 de deputados do Partido Trabalhista. O Governo britânico conseguiu ver aprovado o novo plano de restrições …

Sporting tem sete jogadores na porta de saída e outro para trazer Matheus Reis

O Sporting CP quer livrar-se de sete jogadores excedentários que estão a treinar com a equipa B. O clube quer também trazer Matheus Reis já neste mercado de inverno. Aproxima-se o mercado de inverno e o …

Sindicato acusa TAP de manipulação e diz que não há "trabalhadores a mais"

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) acusou a TAP de “manipulação, falta de ética e desonestidade” e defendeu que a empresa não tem “trabalhadores a mais” e deve procurar os “sorvedouros de …

Menos de 1% dos infetados estavam registados na app StayAway Covid

Menos de 1% das pessoas infetadas com covid-19 desde a disponibilização da app StayAway Covid notificaram a sua infeção. Já mais de 2,6 milhões de pessoas têm a aplicação. Desde o lançamento da aplicação de rastreio …