“Cartão branco? O que é isso?”: histórico Benfica-Sporting chegou ao estrangeiro

1

ZAP // DALL-E-2

Gesto da árbitra do dérbi feminino, para os médicos das duas equipas, é assunto noutros países. Cartão branco existe há 8 anos.

O Benfica-Sporting do sábado passado, nos quartos-de-final da Taça de Portugal feminina, não ficou marcado apenas pelo resultado (5-0).

Foi batido o recorde de público num jogo oficial em Portugal: 15.032 pessoas nas bancadas. Foi também a terceira maior assistência no futebol português, no fim-de-semana.

Além disso, foi mostrado um cartão branco. Dois, aliás: um a cada médico dos dois rivais, porque foram ajudar um adepto que tinha desmaiado. Adeptos do Benfica aplaudiram de pé o médico do Sporting.

“Cartão branco? O que é isso?” – é a pergunta que se vê noutros países, onde chegou a notícia.

O cartão branco é uma forma de enaltecer um gesto de desportivismo. É “um recurso pedagógico que visa enaltecer condutas eticamente corretas, praticadas por atletas, treinadores, dirigentes, público e outros agentes desportivos”, lê-se no portal do Plano Nacional de Ética no Desporto.

Já tinha sido mostrado em jogos de outros escalões, ou de outras modalidades, mas nunca a este nível do futebol sénior, em Portugal.

A estação televisiva Sky News recorda que esta iniciativa só existe em Portugal, aparentemente.

Ainda no Reino Unido, o Daily Mail pergunta mesmo o que é o cartão branco e deixa a questão: será que poderia ser utilizado na Premier League? “Foi feita história no sábado”, escreve.

O jornal também lembra que Michel Platini, quando era presidente da UEFA, sugeriu a introdução de um cartão branco – mas para suspender um jogador durante 10 minutos.

Em relação à possibilidade de ser adoptado na Premier League: “Não é provável”. Pelo menos, em breve. “Mas as atenções vão estar centradas em Portugal, para vermos as reacções nos próximos meses”.

Em português, a ESPN no Brasil reforça que este Benfica-Sporting “está marcado para a história do futebol”. E explica que o cartão branco “é do bem”.

O cartão branco já surgiu em 2015. Já foi mostrado mais de 2 mil vezes, em diversas modalidades, em diversos escalões.

Pelo que conseguimos averiguar, não tem sido exibido no futebol profissional por causa das regras da UEFA, que não permitem a exibição de novos cartões.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

1 Comment

  1. Boa tarde!
    Simples: faça-se uma exposição à UEFA, unindo vários países, EXIGINDO que passe a ser LEGAL mostrar o CARTÃO BRANCO. Que é “do bem”, para quem pratica o BEM, abnegadamente e clubismos à parte!
    Caso não passe e/ou não queiram alterar os famosos regulamentos nesse sentido, bem, então a minha teoria está provada: castigar e punir é que é bom! E juntarem-se países p/promover o BEM? Não, imposível! Mas já se podem unir/juntar ou “amigar” para concorrerem a EUROS e MUNDIAIS. Isso já pode ser…
    Como dizia o saudoso Fernando Pessa: “E esta, hein…?!” ou o tão famoso “Já agora, vale a pena pensar nisto!”

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.