O (quase) campeão brasileiro tem criminosos dentro do estádio

Pedro Souza / Atlético

Atlético Mineiro pode ser campeão nacional já nesta terça-feira, depois de Hulk ter sido decisivo outra vez. Mas foram registadas mais duas queixas de importunação sexual.

O Atlético Mineiro ainda não é campeão nacional, mas quase. A equipa de Hulk e companhia esteve a perder contra o Fluminense mas deu a volta, ganhou por 2-1 e está a uma vitória do título. E pode nem precisar de jogar para assegurar o primeiro lugar do Brasileirão.

Apesar de jogar na casa do líder e de ocupar o sétimo lugar (a 27 pontos do adversário), o Fluminense foi a primeira equipa a ameaçar o golo. E foi mesmo a primeira equipa a marcar, logo aos 12 minutos, por Manoel. Fred esteve perto de dobrar a vantagem dos visitantes mas uma grande penalidade polémica (mão na bola ou não?), aos 37 minutos, proporcionou o empate. Golo de Hulk.

Aos 59 minutos, Hulk bisou, num livre desviado. Foi o 17.º golo de Givanildo Vieira de Sousa no campeonato. O antigo avançado do FC Porto é o maior goleador do Brasileirão 2021.

Foram mais três pontos para o Atlético Mineiro, que está muito perto de ser campeão brasileiro pela segunda vez. O único título foi conquistado há meio século, em 1971.

Agora está a uma vitória de novo troféu – ou pode nem precisar de jogar porque, se o Flamengo não vencer o Ceará nesta terça-feira, os mineiros serão campeões imediatamente.

O Atlético tem 78 pontos, mais 11 do que o Flamengo, quando só faltam quatro jogos para os cariocas. O Palmeiras já não entra nestas contas; a turma de Abel Ferreira liderou o campeonato, esteve a lutar pelo primeiro lugar durante muitas jornadas, mas entretanto afastou-se desta disputa.

Importunação sexual

No entanto, a festa no Mineirão não tem sido total, nos últimos tempos. Sucedem-se os casos de queixas de importunação sexual.

Neste domingo, dia do jogo com o Fluminense, foram registadas mais duas queixas. A Polícia Militar de Minas Gerais divulgou que um dos casos aconteceu precisamente no duelo com o Flamengo mas o outro verificou-se há quase três semanas, diante do Corinthians.

A queixa mais recente indica que um homem tentou beijar à força uma mulher, dentro do estádio. O suspeito foi identificado e detido.

Já no dérbi com o América Mineiro, também em Novembro, um homem foi detido por ter importunado uma estudante, dentro do Mineirão. E, no jogo anterior, outro homem passou a mão no corpo de outra estudante, no meio dos adeptos que assistiam ao encontro com o Grémio.

A direcção do Atlético Mineiro tem divulgado campanhas contra a importunação sexual tenta incentivar as mulheres a denunciar os casos.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.