O eclipse visto de um avião parece a visão do fim do mundo

A companhia aérea Alaska Airlines ajustou o seu plano de voo para que os passageiros pudessem ver o único eclipse solar de 2016, que aconteceu esta semana.

Muitos astrónomos estiveram a bordo para ver o eclipse solar a 35 mil pés (mais de 10 km) de altitude.

O voo 870 da Alaska Airlines, de Anchorage (Alasca) para Honolulu (Havai), partiu no dia 8 de março às 14h, 25 minutos mais cedo do que o habitual.

O eclipse, com dois minutos de duração, seria perdido caso a mudança não fosse feita. Um plano de voo especial foi preparado para encontrar a rota mais eficiente, tendo em conta o tempo e o vento.

Para quem estava no avião, o sol ficou completamente tapado pelo disco negro da lua durante 1m53s, a partir das 17h35.

O vídeo gravado pelo astrónomo Mike Kentrianakis, da American Astronomical Society, foi agora divulgado e também nós – à semelhança dos passageiros do avião, que reagiram eufóricos à vista do fenómeno – nos podemos maravilhar com a cena.

É possível ouvir os gritos e aplausos a encher a cabina à medida que se compõe uma visão digna do fim do mundo, com a sombra da lua a alinhar-se com o sol, formando uma corona.

Parece o apocalipse – e é lindo, não acha?

HypeScience

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Era obviamente um astrónomo da American Religious Society! Não percebo como pode alguém que se intitula cientista ter um tal orgasmo teísta. Ridículo…

Benfica 2-0 Vitória SC | "Águia" vence e adia festa do Porto

Não foi esta terça-feira que o FC Porto festejou o 29º título de campeão nacional. Na recepção ao Vitória Sport Clube, o Benfica venceu por 2-0, num embate relativo à 32ª jornada da Liga NOS, …

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …