Adeus ar condicionado. Novo “papel de arrefecimento” mantém as casas frescas

Ruby Wallau / Northeastern University

Um novo material criado em laboratório permite baixar a temperatura da divisão de uma casa em até dez graus. Não requer eletricidade e é 100% reciclável.

O ar condicionado é — à escala mundial — um dos grandes responsáveis pelo aumento do efeito de estufa.

É por isso importante arranjar alternativas ao ar condicionado e formas de reduzir o seu uso. Isso não significa que tenham que ser totalmente substituídos para bem do ambiente. O ar condicionado pode articular-se com estratégias de edifícios de baixo consumo energético e com sistemas solares fotovoltaicos, ou outras fontes de energia renovável.

É aqui que entra a nova invenção de um cientista chinês, que criou um material que reflete os raios do Sol nos telhados e até absorve o calor de casas e edifícios e irradia-o. Surpreendentemente, é feito de papel reciclável, conta o Free Think.

Com as temperaturas a aumentarem a nível mundial, cada vez mais pessoas optam por instalar ar condicionado. Na China, por exemplo, há mais aparelhos de ar condicionado do que casas. Além de ser mau para o ambiente, o ar condicionado é dispendioso e gasta muita eletricidade.

Foi com isto em mente que Yi Zheng criou o material que chama de “papel arrefecedor”. O investigador chinês espera que um dia as pessoas embrulhem as suas casas neste material para evitar que sobreaqueçam.

Não requer eletricidade, é 100% reciclável e pode reduzir a temperatura de uma divisão em até dez graus centígrados. O papel tem a capacidade de repelir calor uma vez que é produzido com o material que compõe o teflon, um plástico que que não deixa o ovo estrelado colar à frigideira e que foi usado nas válvulas da bomba atómica lançada em 1945 em Hiroshima.

Zheng até tentou reciclar o seu papel para refazer uma nova folha e descobriu que não perdia a potência de arrefecimento no processo.

“Fiquei surpreendido quando obtive o mesmo resultado”, disse Zheng. “Achamos que haveria talvez 10%, 20% de perda, mas não”.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Em Portugal há mais de 2.500 anos que “inventámos” um material com características semelhantes. Chama-se Cortiça!

RESPONDER

Relatório revela envolvimento da Igreja Católica em 100 casos de pedofilia na Polónia

Uma comissão estatal que analisou as denúncias de crimes de pedofilia registadas na Polónia entre 2017 e 2020 denunciou na terça-feira que quase um terço dos casos estudados, num total superior a 300 processos, envolvem …

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …

Investigadores suecos pagam 23 dólares a quem se vacinar contra a covid-19

Recompensa surge no âmbito de uma pesquisa que pretende avaliar o nível de eficácia de diferentes incentivos à vacinação contra a Covid-19. O estudo conta com a participação de 8.200 voluntários com menos de 60 …

Costa diz que Estado se curva "perante a memória" de Otelo. Mas BE condena ausência de luto nacional

O primeiro ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiram não declarar luto nacional pela morte de Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão de Abril. A líder do BE e o …

Catarina Martins volta a bater o pé e Jerónimo sublinha: "Ainda não há Orçamento"

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta terça-feira, o Bloco de Esquerda, o PCP e o CDS, em mais uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar. Se o objetivo do Presidente da República era …

Simone Biles, Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Simone Biles. O ouro olímpico não é sinónimo de paz, muito menos interior

Na sequência do escândalo Nassar, a opinião pública dos EUA concordou que não valia tudo no caminho até ao ouro olímpico — principalmente quando está em causa a dignidade humana. Com a sua principal estrela …

"Sinto que desci ao inferno". Polícias recordam ataque ao Capitólio

"É assim que vou morrer", "sinto que desci ao inferno" e "corri o risco de ser morto" são alguns dos relatos de polícias que presenciaram a invasão ao Capitólio. Começaram as audiências na comissão da Câmara …

Pandemia aumentou o preço dos carros usados. Venda de veículos novos caiu a pique

A procura por usados aumentou com a pandemia. Com menos carros novos a saírem dos concessionários, também por causa da crise dos chips, a oferta de usados é escassa, levando os preços a subirem. Um choque …

Jogos Olímpicos: três polémicas de arbitragem em 24 horas

Depois da pontuação controversa no surf, uma decisão que quase ninguém entendeu, no basquetebol, e uma revisão discutível no judo. A arbitragem não é, ou não é suposto ser, o foco de qualquer edição dos Jogos …