Novo Banco precisa de mais dinheiro e vai pedir valor recorde de mil milhões de euros

André Kosters / Lusa

O Novo Banco está a preparar mais um pedido de capital ao Fundo de Resolução, desta vez num valor superior a mil milhões de euros. A verba constitui um recorde e fica muito acima dos 850 milhões de euros que o Governo inscreveu para o efeito no Orçamento de Estado.

O reforço de capital do Novo Banco com mais de mil milhões de euros deverá ser feito em Março, segundo apurou o Jornal Económico.

Este pedido surge no âmbito do Mecanismo de Capital Contingente que ficou acordado aquando da venda de 75% do Novo Banco ao fundo norte-americano Lone Star. Assim, sempre que o banco apresente perdas com reflexos na sua estabilidade financeira, o Fundo de Resolução fica obrigado a efectuar uma injecção de capital.

A confirmar-se este cenário, subirá para 1,8 mil milhões de euros o valor das ajudas recebidas pelo Novo Banco do Mecanismo de Capital Contingente. Em 2018, o Novo Banco recebeu 791,7 milhões de euros.

No Orçamento de Estado para 2019, o Governo tem prevista uma verba máxima de 850 milhões de euros definida para este âmbito.

Em Janeiro passado, o presidente do Novo Banco, António Ramalho, tinha já admitido que a instituição ia precisar de receber mais fundos públicos, sem contudo adiantar qualquer valor.

“Estavam previstas as injecções de capital e essas injecções de capital terão lugar, criar uma expectativa errada sobre o tema é um erro, devemos ser claros”, sustentou António Ramalho à margem do Fórum Capitalizar, organizado em Lisboa pelo Jornal Económico e pelo Novo Banco.

O Novo Banco, que ficou com parte da actividade bancária do BES, resgatado em 2014, é desde Outubro de 2017 detido em 75% pelo Lone Star, sendo os restantes 25% propriedade do Fundo de Resolução bancário (entidade da esfera pública gerida pelo Banco de Portugal).

A Lone Star não pagou qualquer preço pela compra do banco, tendo acordado injectar 1.000 milhões de euros no Novo Banco, e negociando um mecanismo que prevê que, durante 8 anos, o Fundo de Resolução injecte até 3,89 mil milhões de euros por perdas que venha a registar num conjunto de activos ‘tóxicos’ e alienações de operações não estratégicas (caso ponham em causa os rácios de capital da instituição).

Em 2017, perante prejuízos recorde de 1.395,4 milhões de euros (num ano em que constituiu mais de 2.000 milhões de euros de provisões), o Novo Banco activou esse mecanismo e o Fundo de Resolução recapitalizou-o em 792 milhões de euros. O Tesouro público emprestou os restantes 430 milhões de euros.

Sobre o ano de 2018 apenas são conhecidos os resultados até Setembro, período em que teve prejuízos de 419,6 milhões de euros, que comparam com os 419,2 milhões de euros do período homólogo de 2017.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. Ainda não consegui perceber porque é que não deixaram falir a porcaria deste banco (BES)… alguém deve estar a mamar largo com estas manobras…

  2. Quem pega no dinheiro que não é seu e dá a quem o dono do dinheiro não pretende que seja beneficiário incorre no crime de “abuso de confiança”. Quero saber quando é que esses nossos governantes vão prestar contas à justiça por estarem a dizimar o dinheiro do povo, dinheiro que não é deles. Ok, vou ficar “esperando sentado”…

  3. como quem paga são os mesmos de sempre, pedir é fácil!

    enquanto isso vão brincando com os milhões que pedem a enviar a informática para a India, agora já acham que não deve ser e já está de volta para a IBM PT, enfim, nós pagamos.

  4. Então se está um fundo previsto é lógica básica que seja acionado. Eles não são tolos. O Centeno que permitiu esta pouca vergonha é que devia ser condenado.

        • Quem é que falou em Lone Star?!
          Eu falei no Novo Banco – criado pelo Gaspar /Passos/BCE (“que não iria ter custos para o contribuinte”!), que nos deixaram esta “prenda” (além do Banif, CGD, etc)…
          O Cem-tino não foi tido nem achado e, quando isto lhe chegou às mãos, já estava tudo a “arder”!…

  5. Anda toda a gente com a cabeça feita em água, por causa de um crowdfunding voluntário, que já mete ASAE, etc..
    Quando os contribuintes Sao alvo de parasitas financeiro, para montantes, de muitos dígitos, não parece haver sequer, o mesmo nível de revolta

  6. Eu não quero pagar. Fechem o banco. CHEGA. Este dinheiro que estão a pedir não é mais do que uma maneira de distribuir mais dinheiro pelos amiguinhos, pelos corruptos. Fechem a porcaria do banco. Não mais recapitualizacoes de bancos. Não têm dinhheiro encerrem como qualquer empresa. A empresa onde trabalhava fechou e não foi recapitalizadao, PORQUÊ???

  7. Deito foguetes quando algum destes gatunos que estão fartos roubar Portugal e os portugueses for abatido e ponham um cartaz: A justiça nada fez, assim está feita.

  8. O ditado diz: Quem quer dinheiro vai ao Totta. Para construir a minha casa, tive de pedir ao banco.
    Que o peçam a quem os roubou, penhorem-lhes os bens, …
    Mas que não foi o governo nem os portugueses.

RESPONDER

Centro Europeu de Controlo de Doenças alerta: países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na …

Pensilvânia certifica vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais

As autoridades da Pensilvânia certificaram, esta terça-feira, a vitória do democrata naquele estado nas eleições presidenciais norte-americanas. Na sua conta do Twitter, o governador local, o democrata Tom Wolf, escreveu que o Departamento de Estado da Pensilvânia …

Nos Países Baixos, há drive-ins para as crianças poderem visitar o Pai Natal em tempo de pandemia

Muito se tem falado de como será o Natal neste ano atípico. Contudo, há países que já começam a arranjar alternativas para a época festiva. Nos Países Baixos, os drive-ins estão a ser usados para …

Vereador da Educação de Lisboa ameaça autarca com “um par de murros”

O vereador da Educação da Câmara de Lisboa afirmou, num comentário no Facebook, em resposta a uma publicação de um vogal da Junta de Freguesia do Areeiro, estar disponível para lhe dar "um par de …

Papa Francisco critica negacionistas da covid-19 e fala da morte de George Floyd

O papa Francisco, num livro esta segunda-feira publicado, criticou os opositores ao uso de máscaras ou outras restrições impostas para conter a pandemia de covid-19, sublinhando que nunca se manifestariam contra a morte do afro-americano …

Fenprof reconhece abertura da tutela do Ensino Superior para negociar apesar de divergências

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reconheceu esta segunda-feira a abertura do Governo para negociar algumas questões do Ensino Superior, depois de uma reunião em que a tutela e a organização sindical nem sempre estiveram …

Bombeiros vão receber verba adicional de três milhões de euros

As associações humanitárias de bombeiros vão receber uma verba adicional de três milhões de euros em 2021 para fazer face aos constrangimentos financeiros devido à pandemia de covid-19, segundo uma proposta do PS hoje aprovado. Este …

Media Capital desafia ERC e elege Mário Ferreira como presidente

Os acionistas da Media Capital elegeram, esta terça-feira, o empresário Mário Ferreira presidente da dona da TVI. A assembleia-geral esteve inicialmente convocada para 28 de outubro, tendo sido suspensa, retomando hoje os trabalhos e com uma …

Estado de emergência. Maioria dos portugueses concorda com novas medidas de restrição

Uma sondagem da Intercampus para o Correio da Manhã revela que a maioria dos portugueses concorda com o regresso ao estado de emergência e com as restrições impostas pelo Governo. De acordo com o Correio da …

Taarabt é o terceiro jogador do Benfica infetado com covid-19

O internacional marroquino também testou positivo à covid-19, dois dias antes de o Benfica, que já tinha previstas oito baixas no plantel, defrontar o Rangers para a Liga Europa.  Depois de Darwin Nuñez e Julian Weigl …