Novo Banco vendeu 13 mil imóveis, deu crédito e foi compensado pelo Estado pelas perdas

Na alienação de 13 mil imóveis do portefólio Viriato, realizada em 2018, o Novo Banco foi o vendedor e, ao mesmo tempo, o financiador de um fundo de investidores anónimos nas ilhas Caimão.

O Novo Banco vendeu 13 mil imóveis do portefólio Viriato a um fundo de investimento com sede nas ilhas Caimão, cuja identidade dos proprietário é desconhecida. O banco financiou o fundo de investimento na compra dos imóveis, mas este negócio gerou perdas. Estas foram compensadas pelo Fundo de Resolução, avança o Público esta terça-feira.

O fundo de investidores anónimos nas ilhas Caimão comprou milhares de casas em Portugal e Espanha, a um preço baixo, sendo que não arriscou os mais de mil milhões de dólares dos seus investidores porque a compra que fez ao Novo Banco foi garantida por um empréstimo do próprio banco vendedor.

Apesar de estarem avaliados em 631 milhões de euros, os 5.552 imóveis e 8.791 frações foram vendidos por 364 milhões.

Em março do ano passado, a Helena Roseta criticou esta operação, classificando-a de “pechincha”. A deputada defendia que, aquele preço, o imobiliário não estratégico do Novo Banco deveria ficar na posse do Estado.

O prejuízo contabilístico do negócio foi coberto pelo Fundo de Resolução que, adianta o Público, se compromete a injetar dinheiro sempre que as contas do Novo Banco fiquem ameaçadas.

O diário refere ainda que este foi o maior negócio imobiliário realizado em Portugal nos últimos anos e o segundo maior da Península Ibérica.

Recorde-se que, esta segunda-feira, a instituição liderada por António Ramalho entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) a documentação relativa aos grandes pacotes de vendas de imóveis. Os projetos Viriato e Sertorius foram os mais desastrosos.

O banco antecipa-se, assim, ao pedido de António Costa para que o Novo Banco fosse impedido de realizar mais alienações até que fosse divulgada a auditoria aos seus atos de gestão.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. O Novo Banco é mais um desastre para todos nós, que estamos a pagar os fundos de resolução e o desgoverno a injector dinheiro nosso, para depois fazerem negócios desastrosos, como está aqui dito. Acabem com esse banco de ladrões. Já….

  2. E a historia continua. Até quando vão os contribuintes PAGAR este tipo de disparates ? E não venham dizer que é o Fundo de Resolução que paga, porque no FINAL de tudo quem PAGA é o contribuinte… BANDALHOS

  3. Isto é uma vergonha a todos os níveis, e de uma desfaçatez e arrogância máximos, estamos a falar de negociatas que além de mexer e abusar diretamente do dinheiro de todos os contribuintes ainda vão causar danos colaterais ao manipular e especular o mercado imobiliário acabando por prejudicar duplamente quem compra e aluga habitação nestas cidades. Uma vergonha absoluta e que deveria ter consequências políticas sérias.

  4. Pronto aí estão eles em bicos de pés! há quantos anos andam a fechar os olhos, já não deve haver nada para sacar? Chamem a Polícia.

  5. Isto vai lindo e nem Banco de Portugal, nem governo dão por nada, só se apercebem quando o mesmo Banco nos pede mais dinheirinho e aí sim! São ouvidos e atendidos. Agora vamos ter um governador do BP que, na prática, tem andado metido no meio de toda esta tramoia, estamos tramados!

    • Hahahaaa…
      O governo do Passos e o anterior governador do BdP criam o Novo Banco (o tal banco bom, como lhe chamaram!!), mas o Centeno, que é governador BdP há dias, é que “tem andado metido no meio de toda esta tramoia”??
      Brilhante!…

  6. Para quando o fim deste cancro nacional que é a corrupção descarada que se encontra instalada?Já não hà vergonha?Basta!Isto não pode continuar…o que andam a fazer as entidades competentes?O sr salgado ainda não foi condenado porquê? Quando é que Portugal se torna um país decente e como deve ser?Se o pais é ingovernável, então chamem alguém da União Europeia para colocar ordem nesta bandalheira total, soberania qual soberania? Já não importa…o povo Português não merece isto…estes bandalhos estão a gamar os Portugueses diariamente…só nos resta rezar e esperar um milagre…

  7. Continuo fascinado com a doutrina de Bruxelas e por acréscimo Portugal em relação a uma entidade comercial com cunho e acionistas privados. Eu tenho um curso direito e como tal sou uma pessoa informada legalmente. O princípio da empresa comercial quando ch3ga a este estado so tem de chamar os acionistas, salvam a empresa ou fecham a empresa. O estado não deveria ser chamado. Isto não é uma empresa estatal e muito menos estratégica. Continuam a delapidar o dinheiro do povo com estas injecoes de dinheiro intermináveis. Quando se diz que Bruxelas aprovou ou alguns países aprovaram… quer dizer que o povo vai pagar a factura + estudos+ supervisores + mais juros + troikas = a penhora das futuras gerações. O nosso pais perdeu a independência e os nossos politicos não batem o pé a esta sangria. Isto so posso chamar de incompetência. E a ilegalidade da suposta ajuda a Portugal por Bruxelas quando veio a Troika foi completamente ilegal passar o fardo bancário e empresas de credito para o contribuinte. Simplesmente tínhamos fechado todas as empresas de crédito ou empresas estatais não estratégicas imediatamente. Temos o exemplo da Islandia…vejam a sua economia hoje e foi um exemplo de prisões que foram efectuadas.

RESPONDER

Nunca houve tão poucos médicos especialistas em exclusividade no SNS. São menos de 5000

O SNS perdeu 1284 médicos em regime de exclusividade nos últimos cinco anos. Nunca houve tão poucos especialistas a trabalhar de forma exclusiva no Serviço Nacional de Saúde. Segundo avança o jornal Público, nunca houve tão …

Já pode comprar ações de obras de arte como se fosse a bolsa de valores

Já é possível comprar ações de obras de arte como se da bolsa de valores se tratasse. A plataforma Masterworks está a tentar trazer a arte das elites para todos. No outono de 2018, uma obra …

"Vamos lutar até aos portões do inferno". Plano de vacina obrigatória de Biden suscita críticas e processos

O anúncio do plano de vacinação Joe Biden suscitou aplausos do lado Democrata, mas muitas críticas de governadores Republicanos, que estão a processar a administração norte-americana. Ainda não passou uma semana desde o anúncio, mas o …

Constitucional contra saída "desprestigiante" de Lisboa. PS critica eleitoralismo da proposta do PSD

O Tribunal Constitucional caracterizou como "desprestigiante" a saída de Lisboa para Coimbra proposta pelo PSD, o que motivou críticas. A decisão final só vai ser conhecida depois das autárquicas. Em causa está o projecto de lei …

Hospital de Nova Iorque deixa de realizar partos face à demissão do pessoal médico que recusa vacinar-se

Antes de sair de cena Andrew Cuomo emitiu um mandato que visava estabelecer a vacinação obrigatória entre profissionais de saúde do estado de Nova Iorque. Um pequeno hospital do condado de Lewis, no estado de Nova …

"Foi um grande erro". Morte de 1400 golfinhos num dia nas Ilhas Faroé criticada até por adeptos da caça

Quase 1500 golfinhos foram mortos no domingo na caça tradicional das Ilhas Faroé, o que motivou críticas até entre os defensores do ritual. Activistas que defendem o fim da caça afirmam que este foi o …

Teorias da 'Síndrome de Havana' "violam as leis da física", dizem cientistas cubanos

Cuba divulgou um relatório, o mais detalhado até à data, no qual cientistas locais criticam as alegações de que diplomatas norte-americanos e canadianos foram submetidos a ataques misteriosos quando estavam destacados no país. O relatório, desenvolvido …

Bill Gates diz que não estamos prontos para a próxima pandemia

Um novo relatório da Fundação Bill e Melinda Gates referiu que as nações não estão a fazer o suficiente para se prepararem para a próxima pandemia, desafiando os países a investir a longo prazo em …

Grécia investiga acidente que vitimou testemunha no julgamento de Netanyahu

As autoridades gregas abriram na terça-feira uma investigação sobre a queda de um avião privado israelita na qual morreu uma testemunha de acusação no julgamento de corrupção do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. O ex-oficial do Ministério das …

Gouveia e Melo: "Nós já ganhámos a este vírus"

O responsável pela 'task-force' que coordena o programa de vacinas contra a covid-19, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, assumiu esta quarta-feira que Portugal "já ganhou a este vírus". "Nós já ganhámos a este vírus, pelo menos, …