Novo Banco agrava prejuízos para 853 milhões (é mais do que os lucros de todos os grandes bancos nacionais)

José Sena Goulão / Lusa

António Ramalho, presidente do Novo Banco

O Novo Banco teve prejuízos de 853,1 milhões de euros nos primeiros nove meses deste ano, mais 49% do que no mesmo período do ano passado, segundo as contas divulgadas pela instituição. Um número negativo que anula a totalidade dos lucros dos restantes grandes bancos nacionais.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Banco Comercial Português (BCP), o Santander e o Banco Português de Investimento (BPI) apresentaram lucros globais de 898 milhões de euros, conforme as contas do Expresso.

Mas se retirarmos os prejuízos de 57 milhões do Banco Montepio, sobram 841 milhões de euros de lucros.

Assim, os 853,1 milhões de euros de prejuízos do Novo Banco anulam esses lucros.

“Os resultados e actividade do Grupo Novo Banco, nos primeiros nove meses de 2020, foram condicionados pelos efeitos do contínuo processo de reestruturação, desinvestimento de activos legacy, descontinuação do negócio em Espanha, das provisões adicionais dos activos não produtivos (em especial, neste trimestre, para activos internacionais) e do impacto da pandemia covid-19“, aponta a instituição financeira no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

As imparidades relacionadas com riscos de crédito e títulos resultantes da pandemia representam 195,1 milhões de euros.

Também a operação do banco em Espanha contribui significativamente para as perdas. Facto que leva o Novo Banco a confirmar que está a vender a sua sucursal no país vizinho.

A venda do negócio aliada ao “agravamento do nível de incumprimento de alguns clientes (crédito a clientes, garantias e instituições de crédito), conduziram à constituição e imparidades e provisões no valor total de 455 milhões de euros“, refere o Novo Banco no mesmo comunicado.

O crédito malparado representa 9,7% da carteira total de crédito que é da ordem dos 25,9 mil milhões de euros, segundo atesta o Expresso.

Mas para lá destes prejuízos de 835 milhões relacionados com os activos tóxicos e com o chamado banco legacy, a operação corrente do Novo Banco também culminou em perdas relativamente ao período de análise anterior, com uma queda de 30%.

“Campeão da venda de activos problemáticos”

Enquanto isso, o Público atesta que o Novo Banco “é o campeão da venda de activos problemáticos”, notando que entre 2018 e 2019, amealhou 1300 milhões de euros com os chamados NPL — Non-Performing Loans, ou seja, activos de difícil recuperação.

Naqueles mesmos dois anos, o Novo Banco registou perdas de 700 milhões de euros com os NPL que acabaram por ser cobertas pelo Fundo de Resolução.

A instituição não assinala, para já, de quanto dinheiro vai precisar mais do Fundo de Resolução para manter um rácio de capital de 12% que o mecanismo de capitalização precisa de garantir até ao final do ano.

O valor inicial avançado no primeiro semestre era da ordem dos 176 milhões de euros. Contudo, o Orçamento de Estado para 2021 avança com a provável necessidade de uma verba de 476 milhões. Na prática, os números reais têm sido sempre superiores às previsões do Governo.

Note-se, contudo, que a próxima injecção de capital no Novo Banco não sairá directamente dos cofres do Estado para o Fundo de Resolução. O Governo anunciou que o Fundo deverá pedir um empréstimo aos bancos para esse efeito.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O Novo Banco não conseguirá recuperar enquanto andar constantemente a encher noticiários e debate político. Uma instituição sob pressão constante de descredibilização por mais que tente nunca será capaz de restaurar a confiança necessária para reequilibrar as contas.

RESPONDER

A tábua babilónica que se descobriu ter a representação de um fantasma.

Tábua babilónica tem a mais antiga representação de um fantasma (e explica como livrar-se dele)

Foi oficialmente descoberta a representação mais antiga de um fantasma numa tábua de argila babilónica com 3.500 anos, que estava guardada no Museu Britânico, em Londres. A ilustração estava no museu desde o século XIX, mas …

Eleições ou continuar a governar se o OE chumbar? "Estou preparado para tudo".

O primeiro-ministro disse esta sexta-feira estar preparado para continuar a governar, mesmo que o Orçamento para 2022 chumbe, mas adiantou que respeitará se o Presidente da República tiver um entendimento diverso e convocar eleições antecipadas. Esta …

A humanidade sobreviveu a cinco apocalipses. E está preparada para mais

Nos últimos meses, a atenção mediática tem recaído sobre temas como pandemias, vulcões, sismos e outras catástrofes a que, não sendo novidades, a humanidade tem vindo a sobreviver de forma quase inexplicável. Pandemias, vulcões, sismos, cheias …

OE. Costa promete salário mínimo de 850 euros em 2025 e aumento de pensões em janeiro

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou esta sexta-feira que é intenção do Governo elevar o salário mínimo aos 850 euros em 2025 e aumentar o mínimo de existência no próximo ano, isentando de IRS …

Cientistas portugueses ajudam a descobrir novo mecanismo para regeneração muscular

O músculo é conhecido por se regenerar através de um processo complexo que envolve várias etapas e depende de células-tronco. Mas uma nova pesquisa apresenta um novo mecanismo. Um novo estudo liderado por investigadores do Instituto …

Investigadores de Harvard utilizam corantes para armazenar dados

Na era digital, quase tudo é possível. Uma equipa de químicos de Harvard desenvolveu um novo sistema que utiliza misturas de sete corantes fluorescentes disponíveis comercialmente para armazenar ficheiros de dados. É comum pensarmos no armazenamento …

Uma impressão artística de um impacto gigantesco no sistema estelar HD 17255

Dois planetas envolveram-se num choque tão violento que um deles perdeu a atmosfera

Uma equipa de astrónomos encontrou provas de uma gigantesca colisão entre dois planetas num sistema planetário jovem, localizado a 95 anos-luz da Terra. A poeira à volta da jovem estrela HD 172555, de 23 milhões de …

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …