Novo avião britânico vai chegar a qualquer lugar do mundo em 4 horas

Reaction Engines

O avião Skylon, capaz de viajar para qualquer parte do mundo em apenas quatro horas

O avião Skylon, capaz de viajar para qualquer parte do mundo em apenas quatro horas

Imagine um avião capaz de o levar até ao outro lado do mundo durante a tarde e que o traga a casa a tempo do jantar. Parece uma brincadeira mas é uma hipótese que está cada vez mais próxima de se tornar realidade.

O projeto tem um nome, chama-se Skylon, e é um avião que pode voar para qualquer lugar do mundo em apenas quatro horas graças ao seu super motor.

O projeto, desenvolvido pela Reaction Engines, deu esta semana mais um passo em frente para se tornar realidade, depois de a empresa britânica ter anunciado uma nova parceria com a gigante aeroespacial BAE Systems, cujo apoio financeiro, juntamente com um considerável investimento do Governo do Reino Unido, vai ajudá-la a desenvolver o seu motor inovador já em 2020, sendo os voos de teste possíveis cinco anos mais tarde.

Caso se torne realidade, o avião será ultra rápido graças ao seu motor inovador chamado, na sigla ingelsa, de SABRE – Synergetic Air-Breathing Rocket Engine. Este motor opera de duas formas para permitir que a aeronave entre diretamente no espaço numa única etapa, a chamada fase única para orbitar.

Em primeiro lugar, o motor aspira o oxigénio do ar atmosférico para queimar combustível com hidrogénio líquido na câmara de combustão. Depois de estar fora da atmosfera, o motor altera-se para o formato mais convencional, o de oxigénio líquido a bordo.

Outra das inovações mais significativas é também o sistema de refrigeração. O motor utiliza uma tecnologia ultra-leve (cem vezes mais leve do que as habituais) que consegue arrefecer correntes de ar extremamente quentes (superiores a 1.000° C) para menos de 150° C em menos de 1/100 de segundo.

De acordo com a equipa responsável pela sua produção, uma aeronave alimentada por este motor será capaz de atingir velocidades cinco vezes mais altas que a do som enquanto ainda está na atmosfera da Terra. De seguida, o motor passa para o modo foguete, atingindo velocidades de voo espacial, tão rápidas que equivalem a 25 vezes a velocidade do som.

Embora este projeto seja ainda um sonho, os novos investimentos levados a cabo pela BAE Systems e pelo governo britânico vão permitir que a empresa valide o projeto e inicie os testes daqui a cinco anos.

“Esta parceria representa um marco importante na transição de uma empresa, que tem estado focada na pesquisa e nos testes de tecnologias facilitadoras para o motor SABRE, para uma que agora está focada no desenvolvimento e teste do primeiro motor SABRE do mundo”, afirmou Mark Thomas, um dos principais responsáveis pela Reaction Engines.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Lixo espacial cadente iluminou os céus na Austrália

Na sexta-feira passada, pedaços de lixo espacial de um foguetão russo iluminaram os céus na Austrália. Os especialistas dividem-se na possibilidade de bocados dele caírem na Terra. Na sexta-feira passada, num final de tarde como tantos …

Cientistas criaram uma borracha que até rasga (mas concerta-se sozinha)

Investigadores da Universidade Flinders, na Austrália, desenvolveram um novo tipo de borracha que consegue regenerar sozinha. A equipa de investigadores da universidade australiana criou um novo tipo de borracha e um catalisador que, em conjunto, podem …

Dez anos depois, voltou a ser avistado um guepardo do noroeste africano

Naturalistas na Argélia filmaram um guepardo do noroeste africano, uma subespécie listada na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como estando em "perigo crítico", pela primeira vez em dez anos. De acordo …

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …