Nova teoria sobre o Triângulo das Bermudas “desfaz” mistério e avança explicação básica

(dr) colourlush / Deviant Art

O Triângulo das Bermudas: Miami (na Florida), Porto Rico e as Bermudas

Há teorias para todos os gostos, desde fenómenos meteorológicos a raptos extraterrestres, mas o que é certo é que o Triângulo das Bermudas continua a ser um mistério. Agora, um cientista avança com uma nova explicação – que pode desvendar o mistério.

A tese é do cientista australiano Karl Kruszelnicki, que acredita que o desaparecimento misterioso de aviões e navios na extensão de mar no Oceano Atlântico Norte, situada entre a Flórida, as Bermudas e Porto Rico, se deve simplesmente a erros dos operadores daqueles meios de transporte.

“O número de aviões que desaparecem no Triângulo das Bermudas, numa base de percentagem, é o mesmo que em qualquer outro lado do mundo“, explica Karl Kruszelnicki ao news.com.au.

O cientista lembra também que o Triângulo das Bermudas se situa “próximo do equador, perto de uma zona rica do mundo, a América”, o que implica que haja “muito tráfego” – o que aumenta a probabilidade de ocorrência de acidentes.

Pelo menos 20 aviões e 50 navios desapareceram na região, nos últimos 100 anos, vitimando mais de 1000 pessoas. “Em média, cinco aviões continuam a desaparecer na região todos os anos”, constata ainda a publicação.

A má reputação da região terá tido início em outubro de 1492, quando Cristóvão Colombo notou que a sua bússola não estava a funcionar corretamente. O primeiro documento sobre os desaparecimentos no local foi divulgado em 1950, por E.V.W.Jones, jornalista da Associated Press, que deu a esta área o nome de “Triângulo do Diabo”.

Um dos casos mais famosos é o voo 19, uma das ocorrências mais documentadas na história do Triângulo das Bermudas, a 5 de dezembro de 1945, quando uma esquadrilha de 5 caças Grumman TBM Avenger da Força Aérea dos EUA desapareceu sem rasto, 90 minutos após ter deixado a Base de Fort Lauderdale, na Florida, numa missão de treino.

Após o desaparecimento, dois hidroaviões PBM Mariner foram enviados ao local do último contacto com as tripulações da esquadrilha desaparecida, mas também desapareceram.

Ao longo dos anos, foram avançadas várias teorias para explicar o mistério. A mais recente teoria foi avançada em 2016 por um grupo de meteorologistas segundo os quais a culpa dos desaparecimentos será da presença de “nuvens hexagonais” que podem originar ventos muito fortes ou “bombas de ar” capazes de destruírem ou afundar navios e aviões.

No passado, entre outras teorias, atribuiu-se o mistério a bolhas de gás metano do fundo do oceano, campos magnéticos, ou a explicações mais metafísicas, como dimensões alternativas, universos paralelos ou a teoria mais popular, raptos por extraterrestres.

Mas até agora,  ninguém conseguiu resolver o mistério do “Triângulo das Bermudas”.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Pelo menos 20 aviões e 50 navios desapareceram na região, nos últimos 100 anos, vitimando mais de 1000 pessoas. “Em média, cinco aviões continuam a desaparecer na região todos os anos”, constata ainda a publicação.
    Se continuam a desaparecer 5 aviões por ano, só em 4 anos desaparecem 20 aviões.
    Como é que só desapareceram 20 aviões em 100 anos?
    Algum matemático me desvenda este mistério?
    Obrigado

    • É o que dá escreverem artigos sem sequer se darem ao trabalho de os ler, para ver se faz sentido. Ou então é um tipo de matemática proveniente de algum universo paralelo, apenas conhecido pelos eruditos do ZAP.

As colónias espaciais de Bezos flutuam, são auto-sustentáveis e até se podem parecer com Florença

O CEO da Amazon e fundador da empresa de transporte aeroespacial Blue Origin levantou o véu sobre os seus planos futuros, detalhando as suas ideias para a colonização do Espaço. Jeff Bezos sonha com "cápsulas" …

Descoberta nova espécie de rã de cristal na Colômbia

Uma rã de cristal com um coaxar peculiar foi descoberta na Sierra Nevada de Santa Marta, uma cordilheira localizada na Colômbia. "Foi um golpe de sorte", revelou o cientista que encontrou o novo espécime. Segundo …

O café mais caro do mundo vende-se na California. Custa 66 euros

Um café na California, nos EUA, prepara o que apresenta como o café mais caro do mundo. Chama-se Elida Natural Geisha 803 e custa 75 dólares (66 euros) por chávena. A rede Klatch Coffee Roasters, que …

Inglês pagou 265 euros por um Picasso falso. Afinal, era verdadeiro

Um residente da cidade de Crawley, na Inglaterra, comprou por 292 dólares (cerca de 261 euros) uma pintura que achava ser uma boa farsa de um conhecido trabalho de Pablo Picasso. Porém, seis meses depois, soube …

China cria aplicação de reconhecimento facial para distinguir pandas

Investigadores do Centro de Pesquisa e Conservação da China para Pandas Gigantes, juntamente com a Universidade de Tecnologia de Nanyang, em Singapura, e a Universidade Normal de Sichuan desenvolveram uma aplicação com um software de …

Corvos da Torre de Londres "salvaram" o país. Tiveram crias pela primeira vez em 30 anos

Os icónicos corvos negros da Torre de Londres "salvaram" o Reino Unido das consequências fatídicas de uma antiga profecia ao ter descendentes pela primeira vez desde 1989. O casal formado por Huginn (o pai) e Muninn …

A Estónia só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender

O Banco Central da Estónia, que completou em maio 100 anos desde a sua função, só tem um lingote de ouro e nem sequer o pode vender, uma vez que o material não é puro …

Explosão atinge autocarro de turistas perto das Pirâmides de Gizé

Uma explosão atingiu um autocarro de turistas perto das célebres pirâmides de Gizé, no Egito, provocando 17 feridos, entre naturais do Egito e da África do Sul, noticia a agência France-Presse. Um engenho explosivo detonou à …

Alerta de erupção vulcânica. Monte Hakone fechado a turistas

As autoridades japonesas activaram este domingo o alerta por possível erupção vulcânica no monte Hakone, e fecharam todos os acessos à popular paisagem natural, que é visitada anualmente por milhões de turistas. A Agência Meteorológica do …

Vírus gigantes nas águas da Índia podem resolver mistério evolutivo

Uma equipa liderada por cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia em Bombaim descobriu mais de 20 novos vírus nas águas da cidade, incluindo versões gigantes destes agentes biológicos que podem ajudar a desvendar questões importantes …