Nova técnica pode permitir gerar bebés sem óvulos

Ekem / wikimedia

-

Cientistas da Universidade de Bath, no Reino Unido, realizaram um estudo que admite a hipótese de fertilização sem a existência de um óvulo – o que significa que a mulher deixará de ser indispensável para o processo de reprodução.

Os investigadores envolvidos no projeto usaram um processo químico para transformar uma célula do corpo num embrião, substituindo a célula habitualmente retirada dos óvulos femininos.

Assim, os cientistas conseguiram realizar um processo de partenogénese – que se refere ao crescimento e desenvolvimento de um embrião sem ocorrer fertilização.

“Esta é a primeira vez que alguém foi capaz de mostrar que qualquer coisa que não seja um óvulo pode combinar com esperma para dar origem a descendentes. Isto revoluciona 200 anos de pensamento científico”, afirmou o cientista Tony Perry, citado pela BBC.

Segundo o estudo publicado na Nature, as primeiras experiências realizadas em cobaias foram bem sucedidas.

Os investigadores conseguiram uma gravidez em cada quatro tentativas, e as cobaias que resultaram destas fertilizações sem óvulo nasceram saudáveis e tiveram os seus próprios filhos.

De acordo com Robin Lovell-Badge, do Instituto Francis Crick, o estudo poderá revelar informações interessantes sobre as etapas iniciais de desenvolvimento, que são relevantes tanto para a fertilização como para a clonagem.

Apesar de os resultados da experiência ainda parecerem “especulativos e fantasiosos“, os cientistas admitem que pode vir a ser possível, num futuro distante, originar uma vida sem a necessidade de um óvulo.

BZR, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Tenho medo desta técnica. O natural seria o cruzamento de um óculo com espermatozóide. É o mesmo que dizer que a mulher precisa naturalmente de homem e vice-versa. Se de facto esta técnica for bem sucedida vamos conduzir a uma relação cada vez mais alienada onde homens e mulheres viverão cada vez mais separados.
    Para quẽ fazerem sexo quando podem fazer simplesmente fertilização?
    Tempos sombrios virão para todos…

  2. Está técnica vai destruir ainda mais relações pois deixa de ser necessário o casal fazer amor, e ter uma entrega física com amor e carinho para gerar um descendente, passando a ser gerado em laboratório sem que os pais tenham que fazer amor, não precisando de haver uma entrega fidica na relação.

RESPONDER

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …