Nova dieta mediterrânica pode ser melhor do que a original

mealmakeovermoms / Flickr

Dieta mediterrânica à moda antiga

Os resultados de um novo estudo sugerem que uma nova versão da dieta mediterrânica pode ter ainda mais benefícios para a saúde do que a original.

Classificada como Património Mundial e Imaterial da Humanidade pela UNESCO, a dieta mediterrânica é considerada um dos padrões alimentares mais saudáveis do mundo e conta com um conjunto de conhecimentos, práticas e tradições partilhadas por muitos países do Mediterrâneo.

Os benefícios desta dieta para a saúde são bem conhecidos. Agora, um novo estudo sugere que a restrição adicional de carne e um aumento paralelo do consumo de vegetais ricos em proteínas pode beneficiar ainda mais o estado cardiometabólico e reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

“A dieta mediterrânica, baseada no maior consumo de alimentos vegetais, provou ser melhor do que a dieta com baixo teor de gordura amplamente recomendada para a redução do risco cardiometabólico e prevenção de doenças cardiovasculares”, disse Gal Tsaban, investigador na Universidade Ben-Gurion.

Os cientistas procuraram descobrir se uma versão mais ‘verde’ da dieta mediterrânica, com mais nozes e chá verde, e com menos carnes, poderia ser ainda melhor para a saúde, escreve o portal Sci-News.

Os voluntários foram divididos em três grupos: o primeiro recebeu orientações sobre como aumentar a atividade física e orientações básicas para alcançar uma alimentação saudável; o segundo recebeu ainda conselhos sobre como seguir uma dieta mediterrânica tradicional com restrição calórica; e o terceiro recebeu aconselhamento sobre como seguir uma versão ‘verde’ com restrição calórica semelhante da dieta mediterrânica.

Os resultados foram esclarecedores. Os voluntários que estavam em ambos os tipos de dieta mediterrânica perderam mais peso. A dieta saudável fez perder, em média, 1,5 kg; a dieta mediterrânica clássica fez perder 5,4 kg; e a dieta mediterrânica ‘verde’ fez perder 6,2 kg.

O grupo da dieta mediterrânica ‘verde’ alcançou perdas maiores no chamado colesterol “mau”, chegando aos 6,1 mg/dl, uma redução de quase 4%.

Os investigadores constataram ainda melhorias em fatores de risco cardiovascular e metabólico dos voluntários que seguiram a nova versão da dieta mediterrânica. Verificou-se uma diminuição da tensão arterial, resistência à insulina e um importante marcador de inflamação, a proteína C reativa. Além disso, a proporção de colesterol “bom” para colesterol “mau” também aumentou.

“As nossas descobertas sugerem que a restrição adicional da ingestão de carne com um aumento paralelo de alimentos ricos em proteínas à base de plantas pode beneficiar ainda mais o estado cardiometabólico e reduzir o risco cardiovascular, além dos efeitos benéficos conhecidos da dieta mediterrânea tradicional”, escrevem os autores.

Os resultados do estudo foram publicados, este mês, na revista científica Heart.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …

Abominável (e falso) Homem das Neves. Líder russo usou Yeti para atrair turistas para a Sibéria

Um dos líderes regionais mais antigos de Vladimir Putin confessou ter encenado avistamentos falsos de Yetis numa tentativa de encorajar o turismo na Sibéria. Aman Tuleev, um dos líderes regionais de longa data do Presidente russo …

Irão já está a enriquecer urânio a 60%

O Irão avisou e já está a cumprir. Menos de uma semana depois de ter acusado Israel de um ataque contra a sua principal central nuclear, o país diz estar a enriquecer urânio com uma …

Salvini vai a julgamento em Itália por bloqueio de migrantes em navio

Matteo Salvini, líder do partido de extrema-direita italiano Liga, vai ser julgado por acusações de sequestro pela sua decisão de impedir o desembarque de 147 migrantes resgatados no Mediterrâneo pela Open Arms, em agosto de …

Maldivas ponderam oferecer vacinas aos turistas

As Maldivas estão a ponderar dar aos turistas a vacina contra covid-19 quando chegarem para férias, de modo a incentivar o turismo. As Maldivas estão prontas para enfrentar a concorrência acessa assim que o turismo reabrir …

SOS Racismo diz que SEF atentava contra direitos dos imigrantes e aplaude extinção

O Governo decidiu extinguir o SEF e substituí-lo pelo novo Serviço de Estrangeiros e Asilo, com diferentes moldes de funcionamento. A associação SOS Racismo congratulou-se este sábado com a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras …

Vem aí a Transporter, a van elétrica (e totalmente autónoma) para serviços de entregas

A Mobileye, uma subsidiária da Intel, fechou uma parceria com a startup Udelv para lançar um serviço de entregas em grande escala e com veículos totalmente autónomos já em 2023. A Mobileye, uma subsidiária da Intel …

Ensino à distância roubou a muitos universitários a licenciatura de que estavam à espera

A pandemia de covid-19 obrigou o ensino superior a reinventar-se e se alguns cursos conseguiram adotar o modelo online sem prejuízos, noutros casos o ensino a distância impediu aulas práticas, roubando aos estudantes a licenciatura …

Fernando Medina de pedra e cal em Lisboa. Carlos Moedas não ameaça socialista

Numa sondagem feita pela Intercampus para o jornal Novo, a coligação PSD-CDS surge mais de 20 pontos percentuais abaixo do provável recandidato socialista.  Fernando Medina poderá reforçar em cinco pontos percentuais a votação que teve em …

No Brasil, mais de 40 pessoas foram vacinadas por engano contra a covid-19

O caso está a gerar polémica no Brasil, uma vez que, entre o grupo vacinado, está uma grávida e crianças com idades entre os seis meses e seis anos. Um total de 46 pessoas que precisavam …