Nova aplicação controla vício pelo telemóvel

Team Menthal / YouTube

-

Seja em casa, no autocarro, no metro ou mesmo durante o jantar, os smartphones estão sempre por perto, prontos para satisfazer as necessidades dos seus utilizadores. 

Preocupados em identificar até que ponto o “vício por telemóveis” pode ser prejudicial para a saúde, cientistas da Universidade de Bona, na Alemanha, criaram uma aplicação que promete medir o seu vício.

Disponível para Android, o “Menthal” controla o tempo que o utilizador está ao telemóvel, analisando quais as aplicações e comandos mais utilizadas no smartphone. Seguidamente, organiza estatisticamente as informações recolhidas, mostrando se o aparelho está a ser usado de forma exagerada ou não.

Menthal / Google Play Store

Interface do Menthal, aplicação que promete "controlar" o seu vício por telemóveis

Interface do Menthal, aplicação que promete “controlar” o seu vício por telemóveis

De acordo com um estudo de mercado feito pela Flurry, em média os utilizadores de smartphones passam 2 horas e 38 minutos por dia com os seus telemóveis.

Para comprovar estes resultados, uma equipa de psicólogos e cientistas de informática liderados por Alexander Markowetz, professor de Ciências da Informática, estudou durante 6 semanas o comportamento de 50 estudantes ao usarem  smartphones.

Durante este período, mais de um quarto dos estudantes usaram o telefone por mais de duas horas por dia. Além do tempo de uso, gastaram cerca de 12 minutos diários a verificar os telemóveis – em média, 80 vezes por dia.

A maioria dos alunos usaram o telemóvel para enviar mensagens, aceder às redes sociais e jogar.

O “Menthal” baseia-se nas actividades desempenhadas pelos utilizadores para determinar os resultados. Por exemplo, caso o utilizador passe muito tempo no Facebook através do telemóvel, a trocar mensagens com amigos, a aplicação vai perceber o comportamento como algo positivo. O uso da rede social pode mostrar que a pessoa mantém um círculo de amizade activo, o que contribui para a boa disposição do utilizador e seu estado de espírito.

“Suspeitamos que o uso pode mudar durante uma fase depressiva. Os pacientes farão menos ligações e tenderão a sair menos de casa”, explica à CNET o professor Thomas Schläpfer, líder da equipa que criou a app.

“Se isso pudesse ser monitorizado – com a permissão dos utilizadores e de acordo com as leis de privacidade – poderia ajudar os médicos a prever algumas intervenções”, acredita o professor.

Veja aqui o vídeo de apresentação da aplicação e faça download da versão Beta no Google Play Store. Mas antes, fica a questão: está a controlar o seu telemóvel ou a ser controlado/a pelo seu telemóvel?

 

Adriano Padilha, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …

Afinal, os deuses da Antiguidade eram às cores (e já as podemos ver)

https://vimeo.com/379277357 Nos nossos livros da escola e em museus de todo o mundo, as obras de arte da antiga Grécia e Roma não têm cores: são simples, puro e branco mármore. Mas será este apenas um mito? …

A sede do petróleo está a levar os povos indígenas do Equador à extinção

Os povos indígenas do Equador estão sob ameaça dos interesses do território em que habitam. Quase metade das reservas equatorianas de petróleo estão debaixo do Parque Nacional Yasuní. Os interesses dos políticos e dos grandes magnatas …

"Lesmas-leopardo" acasalam da forma mais espantosamente bizarra (e ninguém sabe porquê)

As "lesmas-leopardo" têm talvez o acasalamento mais intrigante e espantoso de todo o reino animal. Os biólogos ainda não conseguiram decifrar porque razão estes moluscos acasalam desta forma. Na escuridão da noite, duas grandes "lesmas-leopardo" começam …

Naufrágio romano com 2.000 anos encontrado na Grécia. É um dos maiores do Mar Mediterrâneo

Uma equipa de cientistas da Universidade de Patras, na Grécia, descobriu os vestígios de um navio romano que naufragou há cerca de 2.000 anos perto da ilha grega de Kefalonia, avança o Greek City Times.  …

Qual é o verdadeiro significado da vida? Um novo estudo pode ajudar com a resposta

Um novo estudo aponta que encontrar significado na nossa vida é algo positivo para a nossa saúde e bem-estar mental, mas o processo de procura tem o efeito contrário. Encontrar significado na nossa vida é uma …

A crise climática vista do Espaço. Vídeo da NASA revela degelo dos glaciares no Alasca

https://vimeo.com/379314673 Um vídeo publicado recentemente pela NASA mostra o derretimento dos glaciares do Alasca visto do Espaço. Algumas imagens revelam mudanças de quase 50 anos. O nosso planeta está a caminhar a passos largos para uma situação …

Ciência explica porque é que alguns cheiros desencadeiam memórias fortes

O cheirinho de pão acabado de sair do forno pode, por exemplo, funcionar como um portal do tempo, levando-nos de volta àquele pequeno café em Paris que visitámos há alguns anos. Os cheiros têm a capacidade …

Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por …

"Políticos devem ser colocados contra a parede". Greta pede desculpa

A ativista do clima Greta Thunberg pediu desculpa por ter dito que os políticos devem ser colocados “contra a parede”, após diversas pessoas terem considerado que a jovem estava a defender a violência. A sueca de …