Nota artística: FC Porto com baliza tão longe…no Irão

Tu, que estás aí desse lado, admite: nunca tinhas ouvido estes acordes:

Eu apresento: é o hino oficial da Liga dos Campeões, a competição mais mediática de clubes no futebol. E é nessa competição que continuava o FC Porto, já nos quartos-de-final, diante do Chelsea.

Na primeira mão o campeão português perdeu por 2-0 mas jogou em Sevilha, longe do nosso país. Agora o jogo vai ser…em Sevilha? Estão a dar-nos música?

Portugueses recebem ingleses: jogo realizado em Espanha. Ingleses recebem portugueses: jogo realizado em Espanha. Foi isso que percebi. Mas devo estar maluco.

E durante o jogo confirmei que estou mesmo maluco. Maluco e pouco informado: nem sabia que o treinador do FC Porto estava suspenso pela UEFA… Só isso explica a localização de Julen Lopetegui, nas bancadas.

Mas o próprio Lopetegui também não deve estar bom da cabeça. É que, no dia seguinte à partida, li que o espanhol foi até ao estádio para ver o Corona de perto, para na próxima época ter o Corona por perto. Quem é que quer ter o corona por perto?

Está tudo maluco.

Por falar em Corona, tu é que podias ter direcionado melhor a bola, naquele momento em que deixaste o defesa fora da jogada, já dentro da área. É que espaços como aquele dificilmente se repetem, até ao final da partida. Olha que, no primeiro jogo, no Port…em Sevilha, os ingleses viram que tinham espaço e marcaram. Duas vezes. Tu envias a bola para as nuvens… Assim fica complicado.

E foi complicado ver os guarda-redes a mexerem-se durante a primeira parte. O FC Porto precisava de marcar. Era a única equipa que precisava de marcar. Mas é preciso dar trabalho ao guarda-redes. Deixa ver as estatísticas ao intervalo: zero defesas. Nenhum guarda-redes teve de se aplicar a sério, durante 45 minutos. Assim se vê o trabalho que o Mendy teve. Ou não teve.

Ter ou não ter: eis a questão.

Ter e não ter: eis a questão. Ter a vontade e o empenho de querer marcar contra o Chelsea. E não ter a capacidade de sequer assustar o guarda-redes adversário.

Convenhamos, meu amigo: a baliza esteve tão longe até ao intervalo…

Primeira defesa do jogo! Aos 64 minutos! Que proeza. Aliás, no jogo todo o Mendy só realizou duas defesas e ambas fáceis. O Marchesín aplicou-se a sério num contra-ataque rápido do Pulišić – e esta parecia ser a única grande oportunidade de golo neste duelo.

Até que, já nos descontos, apareceu…aquilo.

Eu nem sei como classificar aquele movimento do Taremi. Mas sei dizer umas coisas: primeiro, fez-me logo lembrar um famoso golo do Cristiano madeirense, em Turim, mas quando ainda morava em Madrid; segundo, pensei que este golo deveria ter sido apontado mais cedo; terceiro, achei mais bonita esta bicicleta do que muitas que circulam durante a Volta a Portugal.

Vencemos. Mas perdemos. O campeão português esteve entre as oito melhores equipas na Liga dos Campeões nesta época. E poderia claramente ter entrado nas quatro melhores. Foi pena. Mas de que adianta dominar na posse de bola, inclinar o campo, quando não se marca e quase nem se criam situações para marcar?

Ah, mas no final, o habitualmente revoltado Sérgio Oliveira disse: “Não me lembro de oportunidades de golo criadas pelo Chelsea”. Ai não? Eu por acaso lembro-me. Foi só uma, mas lembro-me. Mas, excetuando o golo, tu lembras-te de oportunidades criadas pelo FC Porto, que era a equipa que precisava de marcar?

Nuno Teixeira Nuno Teixeira, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Roma já tem uma máquina de venda automática de pizza

A capital italiana tem agora uma máquina de venda automática que faz pizzas em apenas três minutos. Os preços variam de 4,50 aos seis euros (e as opiniões sobre esta ideia também). Raffaele Esposito, o napolitano …

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …

Futuro pós-vacinação entre reforço de dose, controlo de variantes e medicamentos

A incerteza sobre a duração da imunidade das vacinas contra a covid-19 deixa o futuro do combate à doença entre o reforço da vacinação, a monitorização de novas variantes e o desenvolvimento de terapêuticas alternativas, …

Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou este sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no site da Presidência. A lei, …

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …