Noruegueses anti-islamismo confundem assentos de autocarro com burkas

Os membros do grupo norueguês “Fedrelandet viktigst” – Pátria primeiro, em português – confundiram uma fotografia de um autocarro vazio com mulheres de burka e o ódio foi lançado na internet.

Nas redes sociais, a fotografia de um autocarro vazio cujos assentos tinham sido cobertos com capas negras deu que falar. Tudo porque um grupo de noruegueses assumidamente anti-imigrantes confundiu as capas negras com mulheres a usarem burka.

No facebook, local onde a fotografia foi partilhada, apressaram-se a criticar e a deixar comentários de ódio às “mulheres” de burka. Aproveitaram ainda o espaço para criticar a crescente “islamificação” da Noruega.

Membro atrás de membro iam falando sobre como aquele cenário era “assustador” e “trágico“. Outros criticaram como é que tal poderia estar a acontecer na Noruega – apesar de não ter acontecido – e mostraram ainda preocupação por os “passageiros” poderem carregar “armas e bombas” consigo.

“É muito assustador. Deviam ser banidos. Nunca se sabe quem está por baixo da burka, podem ser terroristas com armas”, “Alguém que os tire do nosso país. Vivemos um tempo terrível”, ou “Eu só imaginei isto no ano de 2050, mas, infelizmente, está a acontecer agora!”, foram alguns dos muitos comentários de ódio que se fizeram no facebook a mulheres de burka que, afinal, eram apenas assentos de autocarro cobertos.

ZAP //

5 COMENTÁRIOS

  1. Não compreendo qual o espanto. Afinal, e histeria de ultra-nacionalistas à parte, a verdade é que, mais do que preocupar o sentimento islamofóbico, o que não deixa de merecer atenção é o facto de trajando tais vestes as “senhoras” muçulmanas não se parecerem com nada!
    Debaixo das capas, estavam assentos de autocarro. Mas, também podiam estar de facto senhoras, senhores, terroristas suicidas, ou outra coisa qualquer. Não é possível sabermos…
    As ciências comportamentais ensinam, e essa é também uma regra de experiência comum, que quem se esconde/camufula, atrás de barbas, óculos escuros, e outros adereços tem algo a esconder. São factos e não opiniões.
    Se os assentos de um autocarro foram usados para provocar (e o intuito de uma tal composição não pode ter sido outro – a tese do acaso não pode colher) os ânimos dos nacionalistas islamofóbicos, não podem queixar-se por ter cumprido os seus objectivos.
    Podem argumentar que, cada qual vê o que quer. Podem argumentar que os pré-conceitos destes senhores os levam a ver muçulmanas de burka. É aceitável. Mas também o é a ideia que debaixo de uma burka e oculta por ela qualquer outra pessoa não pode saber o que lá está. E o que lá está pode ser uma faca, uma bomba, uma pistola/metralhadora, ou uma simples e inofensiva muçulmana.
    A questão é: apostavam a vossa vida nessa incerteza? Eu cá, sei que não!

RESPONDER

Escritor chinês detido por cometer os homicídios que inspiraram as suas obras

Um escritor chinês premiado foi detido esta sexta-feira por envolvimento num quádruplo homicídio que aconteceu em 1995, na China. O homem usou os crimes como inspiração para as suas obras. O trabalho de Liu Yongbiao, de …

Primeiro caso de super bactéria com características genéticas raras registado em Portugal

O primeiro caso português de uma super bactéria com características genéticas raras foi registado numa mulher de 64 anos "sem história de viagens ou exposição a produtos de origem asiática". A mulher de 64 anos foi …

Em Ave Maria, todos os caminhos vão dar ao céu

Além de ser o fundador da rede de pizzarias Domino's, o milionário empreendedor Tom Monaghan idealizou Ave Maria, uma cidade no estado da Flórida, nos Estados Unidos, entregue de corpo e alma à fé católica, …

Índios brasileiros ganham processo com mais de 30 anos sobre posse de reserva ambiental

No diferendo judicial sobre uma disputa pela propriedade de terras contra o Estado de Mato Grosso, os juízes do Supremo Tribunal Federal do Brasil deram razão aos índios Xingu, que vivem em reserva ambiental no …

A SIDA já não é a doença que mais mata em África

O HIV/SIDA já não é a principal causa de morte nem África, mas isto não são apenas boas notícias. A doença passou apenas para segundo lugar, mantendo-se no topo das principais causas de morte no …

Rio Tejo está em risco de secar por completo

As alterações climáticas, as barragens e os desvios de água para a agricultura e para campos de golfe, em Espanha, deixam o rio Tejo "à beira do colapso" e da seca completa. O alerta é deixado …

ARS condenada a pagar 49 mil euros por compressa esquecida em barriga de grávida

A Administração Regional de Saúde do Norte foi condenada ao pagamento de uma indemnização de quase 49 mil euros, num caso de negligência médica, devido ao esquecimento de uma compressa no interior da barriga de …

Líder do grupo KKK ameaçou queimar jornalista afroamericana

Um líder do grupo KKK (Ku Klux Klan) ameaçou queimar uma jornalista afroamericana colombiana durante uma entrevista ao canal hispânico Univisión, em julho, no estado norte-americano da Carolina do Norte. A entrevista será transmitida no …

BE e PCP querem acabar com corte ao subsídio de desemprego já no próximo ano

No Orçamento de Estado do ano passado, a medida não passou. Em junho, no Parlamento, a medida voltou a não passar. Agora, volta à mesa de negociações. Segundo o Diário de Notícias, o fim da redução …

Em um ano, há mais 8365 novos funcionários públicos

O número de funcionários públicos aumentou 1,3% no segundo trimestre deste ano, face a igual período de 2016, para 668.043 postos de trabalho, de acordo com a Síntese Estatística do Emprego Público. Em comparação com o …