Há uma estrela mais velha que o Universo (e ninguém sabe como)

JPL-Caltech / UCLA / NASA

O enxame estelar das Plêiades através dos olhos do WISE da NASA.

Um paradoxo à escala cósmica intriga os astrónomos há anos: a estrela conhecida como Matusalém, cujo nome oficial é HD 140283, é mais velha que o Universo.

Segundo indicam os cálculos dos astrónomos, a estrela Matusalém tem 14,5 mil milhões de anos. O único problema é que o Big Bang, o evento que criou todo o universo, ocorreu há “apenas” 13,8 mil milhões de anos atrás.

Os astrónomos determinam a idade de uma estrela a partir das suas propriedades físicas. A temperatura e a luminosidade são alguns dos factores estudados para determinar que uma estrela tem uma dada idade.

O tempo de vida de uma estrela, no entanto, depende de quanto metal e massa contém. As estrelas mais antigas têm uma baixa massa e baixa metalicidade. Neste contexto, “metal” é considerado o subproduto de uma reacção de fusão no núcleo da estrela.

Algumas das primeiras estrelas não tinham metais. Mas, à medida que morrem, os seus restos tornam-se parte de novas estrelas, que adoptam os metais criados pelas suas predecessoras.

Estudar a composição das estrelas, logo, é a melhor forma de as analisar. Uma forma de o fazer é medindo a temperatura e a pressão da radiação de fundo de micro-ondas. Essa radiação cósmica é a luz mais distante que podemos detectar.

Outra forma é estudando a formação das estrelas, a formação de aglomerados estelares e a criação e desenvolvimento das galáxias.

NASA Goddard Space Flight Center

O ciclo de vida de uma estrela

Determinar a idade do Universo requer uma abordagem diferente e complexa, mas a maior parte dos cientistas diz que os nossos cálculos, com todas as variáveis consideradas, são bastante sólidos – com uma margem de erro de 100 milhões de anos, muito menos do que a diferença de idades do Universo e de Matusalém.

Então, a misteriosa estrela que é 700 milhões de anos mais velha do que o Universo ele próprio, vai causar uma mudança de paradigma na forma como vemos o cosmos? Provavelmente não.

Actualmente, é dado como muito certo que o universo não tem 14,5 mil milhões de anos. O Big Bang que lhe deu origem aconteceu há 13.8 mil milhões, mais 100 menos 100. Logo, como nenhuma coisa pode ser mais antiga do que a sua origem, não resta mais que assumir que é necessário perceber melhor a idade de HD 140283.

Em 2013, uma equipa de astrónomos reavaliou a estrela e actualizou a sua idade, tornando-a “mais adequada” ao nosso modelo cosmológico actual. Os resultados do estudo foram publicados na revista Solar and Stellar Astrophysics.

O autor principal do estudo, Howard Bond, professor do departamento de astronomia e astrofísica da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, e os seus colegas, analisaram o brilho, a distância, a estrutura e a composição da estrela.

Matusalém está a caminho de se tornar uma gigante vermelha, esgotando o seu núcleo de hidrogénio. Deverá então expandir-se durante algum tempo, depois diminuir para uma anã branca, ou acabar como uma supernova.

Os cientistas usaram o telescópio espacial Hubble para entender melhor a distância a que se encontra HD 140283, usando o princípio da paralaxe – a ideia de que à distância as rectas parecem cruzar-se, quando na realidade permanecem paralelas.

Por outras palavras, Bond e os colegas achavam que poderiam obter uma medida mais precisa dessa distância entendendo a variância entre a posição da órbita da Terra e do Hubble. E estavam certos.

Matusalém está a 190,1 anos-luz de distância de nós, movendo-se à incrível velocidade de 1,3 milhões de km/h, com uma órbita excepcionalmente longa. A partir da medida desta distância, os cientistas conseguiram calcular o seu brilho e reavaliar a sua idade.

De acordo com Bond, há agora um nível de incerteza, que poderia somar ou subtrair 800 milhões de anos à suposta idade da estrela. Uma subtracção tornaria Matusalém um pouco mais jovem do que o próprio universo, com 13,7 mil milhões de anos, e traria de novo harmonia ao Cosmos e paz de espírito aos astrónomos de todo o Universo.

A equipa tentou também entender melhor a taxa de combustão da estrela, que aparenta ter uma alta relação de oxigénio para ferro – o que a pode tornar ainda mais jovem do que o previsto inicialmente.

Entretanto, há um elefante aparentemente esquecido no meio da galáxia, uma pergunta que uns poucos se atrevem a fazer. O Big Bang foi mesmo o início do Universo?

AJB, ZAP // HypeScience / Big Think

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

    • Precisamente!!! A idade do Universo está errada conforme tem sido descrita na teoria “oficial” tal como a própria teoria da expansão. Existem inúmeras contradições na versão oficial da teoria do cosmos e que são contestadas por diversos astrofísicos.

  1. Posto todas essas considerações, de medição, e de avaliação da idade do Universo, e verificando que pelos vistos a Estrela Matusalem HD 140283 é MAIS VELHA QUE O PRÓPRIO UNIVERSO, ,o que sem dúvida constitui um paradoxo, SÓ NOS RESTA VOLTAR A REAVALIAR, TUDO DE NOVO, OU ENTÃO RASGAR OS COMPÊNDIOS SOBRE COSMOLOGIA, POR NÃO CORRESPONDEREM CIENTIFICAMENTE Á VERDADE DOS FACTOS.
    Porem, A lei Universal da Causa/Efeito, PODE CERTAMENTE EXPLICAR O PARADOXO.
    CAUSA: A NOSSA IGNORÂNCIA. EFEITO: O ESTARMOS ERRADOS QUANTO Á IDADE DO UNIVERSO. UMA TERCEIRA HIPÓTESE. SEREMOS MESMO FRUTO DE EVOLUÇAO, OU SEREMOS FRUTO DA CRIAÇÃO? BEM SEI QUE É ANATEMA PARA OS CIENTISTAS ESTA HIPÓTESE, MAS Á LUZ DA CIENCIA, NÃO SE PODEM DAR AO LUXO DE A EXCLUIR.
    Não se esqueçam nunca que o homem ainda está na infancia, do conhecimento das coisas que nos rodeiam, e que a palavra mistério, foi criada para justificar, essa mesma ignorância. Tudo tem uma explicação lógica, o que demora por vezes, é encontrar essa explicação, e provar que está correcta.

  2. O Aurélio leu o meu pensamento, antes de eu ter, mesmo, pensado, pois só agora li o texto. Vim para fazer o comentário e encontrei-o já feito, caramba! não pude dar o meu show. Ou seja, eventualmente, para os deístas,o sistema estelar Matusalém deve, mesmo, abrigar a casa de Deus. Não sou crente mas respeito a crença de cada um e portanto deixo uma saudação amiga a todos os crentes, pois, pode ser que eles é que têm razão e não nós os agnósticos: Allah U Akbar! As Salaam Aleikum Wa Rahmatsullahi Wa Barakatuh! (Deus é grande! Que a paz misericordiosa e benção de Deus esteja convosco!)

  3. As variáveis são tantas as distâncias temporais tão grandes que a ocorrência de erros pode ser altamente provavel.
    Só por si não é prova de criacionismo nem negação de big bang, mas prova a pequenês do ser humano e a grandesa da sua arrogância quando parece tudo saber quando afinal nada sabe.
    Bem dizia o filosofo “só sei que nada sei”.

  4. Claro que não foi … o Universo nunca começou e nunca irá acabar … simplesmente se vai transformando … eh eh.
    a escala dele é tão enormemente incomensurável que nunca se chegará a conclusão nenhuma enquanto formos seres … será para outra espécie talvez, mesmo nunca acreditando nisso … eh eh

    Pedro

    • Não, antes de mais “bilhão” não existe é bilião.
      E 1 bilião em Português é = 1 000 000 000 000. A confusão é que o bilion anglo saxónico, é igual ao nosso milhar de milhão = 1 000 000 000.
      Dito de outra forma, 1 bilião (Português) = 1 000 bilion (anglo saxónico)
      ou 1 milhar de milhão (Português) = 1 bilion (anglo saxónico).
      Bem, é melhor nem falar do trilião….

  5. Aqui esta’ uma confusao entre factos e teoria:
    “O único problema é que o Big Bang, o evento que criou todo o universo, ocorreu há “apenas” 13,8 mil milhões de anos atrás”.
    O dito Big Bang e’ uma teoria, nao um facto.
    Os adeptos dessa teoria deveriam explicar o que havia ANTES do Big Bang — mas eles nao conseguem.
    A referida teoria nao pode ser aceite por um materialista pois o seu fundo e’ filosoficamente idealista.

    • São mais místicos que o mais humilde crente. Dão a arrotar que tudo que possa ser mensurável veio do nada. Ray…rau…rau…

  6. E a fonte? Dizer que o universo tem 13,8 milhões de anos está mais errado que dizer que o homem veio do barro. E povo burro, ainda acredita numa bobagem de um site sem provas e argumentos. O universo se originou do Big Bang, que foi uma grande explosão/expansão que aconteceu a 14,7 BILHÕES de anos atrás, não milhões como a matéria diz. Que site escroto, sem fontes e ainda postando bobagem e os trouxas acreditando!

    • Caro senhor,
      Antes de mais, deixe-nos salientar que, em português de Portugal, um bilhão é uma bilha muito muito grande.
      A idade que referimos, correctamente, é 13,8 MIL MILHÕES de anos. Não são nem 13 biliões, nem 13 milhões, nem 13 bilhas muito muito grandes.
      Entretanto, sugerimos-lhe que consulte com urgência um oftalmologista ou neurologista, uma vez que não conseguiu identificar as três referências claras que o nosso artigo tem para dois sites e um artigo científico.

  7. “Há uma estrela mais velha que o Universo (e ninguém sabe como)”. “e ninguém sabe como”? Então?… Como se sabe que existe?… E que é a “mais velha que o Universo”?

    • Desculpe, mas não percebemos a sua desorientação.
      Leu só o título e veio directamente aqui fazer esse comentário, ou leu mesmo o artigo todo e não percebeu?

  8. Mentira ! A “Big Bang Theory” teve origem somente em 2007, mais precisamente a 22 de Setembro de 2007 … e eu estava presente 😉

RESPONDER

Serviços de inteligência desvalorizaram ameaça de invasão ao Capitólio

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos subestimaram o perigo de invasão ao Capitólio, admitiram vários responsáveis durante uma audiência no Senado, realizada esta terça-feira. Depois da absolvição do antigo Presidente dos Estados Unidos, que estava …

Polícias que prestam serviço no 112 não recebem subsídio desde setembro

Os agentes e militares que fazem a triagem das chamadas do 112 não auferem a gratificação mensal pelo serviço prestado ao Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) desde setembro do ano passado. Segundo o Jornal de Notícias, …

Contrariando ordem judicial, Malásia deportou mais de mil pessoas para Myanmar

A Malásia entregou 1086 cidadãos que tinham fugido de Myanmar aos militares que organizaram o golpe de Estado de 01 de fevereiro, estando entre esses requerentes de asilo já registados oficialmente junto da Organização das …

Assassino da jornalista Daphne Caruana Galizia condenado a 15 anos de prisão

Vincent Muscat, um dos três homens acusados do assassínio, em outubro de 2017, da jornalista anticorrupção de Malta Daphne Caruana Galizia, foi condenado a uma pena de 15 anos de prisão pelo tribunal da La …

Venezuela avisa embaixadora da UE : tem 72 horas para abandonar o país

Isabel Brilhante Pedrosa, embaixadora da União Europeia, foi declarada persona non grata pelo Governo venezuelano e deverá abandonar o país. O Governo venezuelano notificou, esta quarta-feira, a embaixadora da União Europeia (UE), a portuguesa Isabel Brilhante …

Diplomacia da vacina. Israel doa doses à República Checa, que prometeu abrir representação diplomática em Jerusalém

A República Checa, que prometeu abrir representação diplomática em Jerusalém, já recebeu as vacinas de Israel. De acordo com o Público, Israel doou vacinas à República Checa, que prometeu abrir uma representação diplomática em Jerusalém; à …

Há uma "grande probabilidade" de variante de Manaus se tornar dominante em Portugal, diz Sociedade Brasileira de Virologia

A variante do SARS-CoV-2 detetada em dezembro em Manaus, no Brasil, pode vir a tornar-se dominante em Portugal, disse o presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, Flávio Guimarães da Fonseca, apesar de no momento ainda ser …

Voo humanitário para o Brasil chegou a custar mais de 1.350 euros

O Público avança que o bilhete de um "voo humanitário" da TAP para o Brasil estava a ser vendido por 837 euros no início desta terça-feira. Horas depois, os "últimos lugares" estavam a ser disponibilizados …

Afinal, grupo de trabalho para a vacinação no Parlamento não vai existir

Afinal, ao contrário do que foi avançado esta terça-feira, o grupo de trabalho que devia coordenar o processo de vacinação dos deputados não vai existir. A Assembleia da República esclareceu esta tarde, em comunicado, que não …

Novo estudo indica que coronavírus pode sobreviver na roupa até 72 horas

De acordo com um estudo britânico, o novo coronavírus pode sobreviver na roupa ao longo de até 72 horas. Os especialistas alertam que pode ainda ser transferido da roupa para outras superfícies. Um estudo da universidade …