Há uma estrela mais velha que o Universo (e ninguém sabe como)

JPL-Caltech / UCLA / NASA

O enxame estelar das Plêiades através dos olhos do WISE da NASA.

Um paradoxo à escala cósmica intriga os astrónomos há anos: a estrela conhecida como Matusalém, cujo nome oficial é HD 140283, é mais velha que o Universo.

Segundo indicam os cálculos dos astrónomos, a estrela Matusalém tem 14,5 mil milhões de anos. O único problema é que o Big Bang, o evento que criou todo o universo, ocorreu há “apenas” 13,8 mil milhões de anos atrás.

Os astrónomos determinam a idade de uma estrela a partir das suas propriedades físicas. A temperatura e a luminosidade são alguns dos factores estudados para determinar que uma estrela tem uma dada idade.

O tempo de vida de uma estrela, no entanto, depende de quanto metal e massa contém. As estrelas mais antigas têm uma baixa massa e baixa metalicidade. Neste contexto, “metal” é considerado o subproduto de uma reacção de fusão no núcleo da estrela.

Algumas das primeiras estrelas não tinham metais. Mas, à medida que morrem, os seus restos tornam-se parte de novas estrelas, que adoptam os metais criados pelas suas predecessoras.

Estudar a composição das estrelas, logo, é a melhor forma de as analisar. Uma forma de o fazer é medindo a temperatura e a pressão da radiação de fundo de micro-ondas. Essa radiação cósmica é a luz mais distante que podemos detectar.

Outra forma é estudando a formação das estrelas, a formação de aglomerados estelares e a criação e desenvolvimento das galáxias.

NASA Goddard Space Flight Center

O ciclo de vida de uma estrela

Determinar a idade do Universo requer uma abordagem diferente e complexa, mas a maior parte dos cientistas diz que os nossos cálculos, com todas as variáveis consideradas, são bastante sólidos – com uma margem de erro de 100 milhões de anos, muito menos do que a diferença de idades do Universo e de Matusalém.

Então, a misteriosa estrela que é 700 milhões de anos mais velha do que o Universo ele próprio, vai causar uma mudança de paradigma na forma como vemos o cosmos? Provavelmente não.

Actualmente, é dado como muito certo que o universo não tem 14,5 mil milhões de anos. O Big Bang que lhe deu origem aconteceu há 13.8 mil milhões, mais 100 menos 100. Logo, como nenhuma coisa pode ser mais antiga do que a sua origem, não resta mais que assumir que é necessário perceber melhor a idade de HD 140283.

Em 2013, uma equipa de astrónomos reavaliou a estrela e actualizou a sua idade, tornando-a “mais adequada” ao nosso modelo cosmológico actual. Os resultados do estudo foram publicados na revista Solar and Stellar Astrophysics.

O autor principal do estudo, Howard Bond, professor do departamento de astronomia e astrofísica da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, e os seus colegas, analisaram o brilho, a distância, a estrutura e a composição da estrela.

Matusalém está a caminho de se tornar uma gigante vermelha, esgotando o seu núcleo de hidrogénio. Deverá então expandir-se durante algum tempo, depois diminuir para uma anã branca, ou acabar como uma supernova.

Os cientistas usaram o telescópio espacial Hubble para entender melhor a distância a que se encontra HD 140283, usando o princípio da paralaxe – a ideia de que à distância as rectas parecem cruzar-se, quando na realidade permanecem paralelas.

Por outras palavras, Bond e os colegas achavam que poderiam obter uma medida mais precisa dessa distância entendendo a variância entre a posição da órbita da Terra e do Hubble. E estavam certos.

Matusalém está a 190,1 anos-luz de distância de nós, movendo-se à incrível velocidade de 1,3 milhões de km/h, com uma órbita excepcionalmente longa. A partir da medida desta distância, os cientistas conseguiram calcular o seu brilho e reavaliar a sua idade.

De acordo com Bond, há agora um nível de incerteza, que poderia somar ou subtrair 800 milhões de anos à suposta idade da estrela. Uma subtracção tornaria Matusalém um pouco mais jovem do que o próprio universo, com 13,7 mil milhões de anos, e traria de novo harmonia ao Cosmos e paz de espírito aos astrónomos de todo o Universo.

A equipa tentou também entender melhor a taxa de combustão da estrela, que aparenta ter uma alta relação de oxigénio para ferro – o que a pode tornar ainda mais jovem do que o previsto inicialmente.

Entretanto, há um elefante aparentemente esquecido no meio da galáxia, uma pergunta que uns poucos se atrevem a fazer. O Big Bang foi mesmo o início do Universo?

AJB, ZAP // HypeScience / Big Think

PARTILHAR

22 COMENTÁRIOS

    • Precisamente!!! A idade do Universo está errada conforme tem sido descrita na teoria “oficial” tal como a própria teoria da expansão. Existem inúmeras contradições na versão oficial da teoria do cosmos e que são contestadas por diversos astrofísicos.

  1. Posto todas essas considerações, de medição, e de avaliação da idade do Universo, e verificando que pelos vistos a Estrela Matusalem HD 140283 é MAIS VELHA QUE O PRÓPRIO UNIVERSO, ,o que sem dúvida constitui um paradoxo, SÓ NOS RESTA VOLTAR A REAVALIAR, TUDO DE NOVO, OU ENTÃO RASGAR OS COMPÊNDIOS SOBRE COSMOLOGIA, POR NÃO CORRESPONDEREM CIENTIFICAMENTE Á VERDADE DOS FACTOS.
    Porem, A lei Universal da Causa/Efeito, PODE CERTAMENTE EXPLICAR O PARADOXO.
    CAUSA: A NOSSA IGNORÂNCIA. EFEITO: O ESTARMOS ERRADOS QUANTO Á IDADE DO UNIVERSO. UMA TERCEIRA HIPÓTESE. SEREMOS MESMO FRUTO DE EVOLUÇAO, OU SEREMOS FRUTO DA CRIAÇÃO? BEM SEI QUE É ANATEMA PARA OS CIENTISTAS ESTA HIPÓTESE, MAS Á LUZ DA CIENCIA, NÃO SE PODEM DAR AO LUXO DE A EXCLUIR.
    Não se esqueçam nunca que o homem ainda está na infancia, do conhecimento das coisas que nos rodeiam, e que a palavra mistério, foi criada para justificar, essa mesma ignorância. Tudo tem uma explicação lógica, o que demora por vezes, é encontrar essa explicação, e provar que está correcta.

  2. O Aurélio leu o meu pensamento, antes de eu ter, mesmo, pensado, pois só agora li o texto. Vim para fazer o comentário e encontrei-o já feito, caramba! não pude dar o meu show. Ou seja, eventualmente, para os deístas,o sistema estelar Matusalém deve, mesmo, abrigar a casa de Deus. Não sou crente mas respeito a crença de cada um e portanto deixo uma saudação amiga a todos os crentes, pois, pode ser que eles é que têm razão e não nós os agnósticos: Allah U Akbar! As Salaam Aleikum Wa Rahmatsullahi Wa Barakatuh! (Deus é grande! Que a paz misericordiosa e benção de Deus esteja convosco!)

  3. As variáveis são tantas as distâncias temporais tão grandes que a ocorrência de erros pode ser altamente provavel.
    Só por si não é prova de criacionismo nem negação de big bang, mas prova a pequenês do ser humano e a grandesa da sua arrogância quando parece tudo saber quando afinal nada sabe.
    Bem dizia o filosofo “só sei que nada sei”.

  4. Claro que não foi … o Universo nunca começou e nunca irá acabar … simplesmente se vai transformando … eh eh.
    a escala dele é tão enormemente incomensurável que nunca se chegará a conclusão nenhuma enquanto formos seres … será para outra espécie talvez, mesmo nunca acreditando nisso … eh eh

    Pedro

    • Não, antes de mais “bilhão” não existe é bilião.
      E 1 bilião em Português é = 1 000 000 000 000. A confusão é que o bilion anglo saxónico, é igual ao nosso milhar de milhão = 1 000 000 000.
      Dito de outra forma, 1 bilião (Português) = 1 000 bilion (anglo saxónico)
      ou 1 milhar de milhão (Português) = 1 bilion (anglo saxónico).
      Bem, é melhor nem falar do trilião….

  5. Aqui esta’ uma confusao entre factos e teoria:
    “O único problema é que o Big Bang, o evento que criou todo o universo, ocorreu há “apenas” 13,8 mil milhões de anos atrás”.
    O dito Big Bang e’ uma teoria, nao um facto.
    Os adeptos dessa teoria deveriam explicar o que havia ANTES do Big Bang — mas eles nao conseguem.
    A referida teoria nao pode ser aceite por um materialista pois o seu fundo e’ filosoficamente idealista.

    • São mais místicos que o mais humilde crente. Dão a arrotar que tudo que possa ser mensurável veio do nada. Ray…rau…rau…

  6. E a fonte? Dizer que o universo tem 13,8 milhões de anos está mais errado que dizer que o homem veio do barro. E povo burro, ainda acredita numa bobagem de um site sem provas e argumentos. O universo se originou do Big Bang, que foi uma grande explosão/expansão que aconteceu a 14,7 BILHÕES de anos atrás, não milhões como a matéria diz. Que site escroto, sem fontes e ainda postando bobagem e os trouxas acreditando!

    • Caro senhor,
      Antes de mais, deixe-nos salientar que, em português de Portugal, um bilhão é uma bilha muito muito grande.
      A idade que referimos, correctamente, é 13,8 MIL MILHÕES de anos. Não são nem 13 biliões, nem 13 milhões, nem 13 bilhas muito muito grandes.
      Entretanto, sugerimos-lhe que consulte com urgência um oftalmologista ou neurologista, uma vez que não conseguiu identificar as três referências claras que o nosso artigo tem para dois sites e um artigo científico.

  7. “Há uma estrela mais velha que o Universo (e ninguém sabe como)”. “e ninguém sabe como”? Então?… Como se sabe que existe?… E que é a “mais velha que o Universo”?

    • Desculpe, mas não percebemos a sua desorientação.
      Leu só o título e veio directamente aqui fazer esse comentário, ou leu mesmo o artigo todo e não percebeu?

  8. Mentira ! A “Big Bang Theory” teve origem somente em 2007, mais precisamente a 22 de Setembro de 2007 … e eu estava presente 😉

RESPONDER

Biologia sintética pode levar a uma catástrofe global no futuro

Apesar dos aspetos positivos da evolução da biologia sintética, há certas preocupações que este avanço científico acarreta. Nas mãos erradas, a modificação genética de um vírus pode ser um problema de grandes dimensões. A cepa da …

Estamos mais propensos a devolver uma carteira perdida se ela estiver cheia de dinheiro

Os humanos podem ser mais bondosos do que aquilo que pensa. Quando encontramos uma carteira perdida, mais rapidamente a devolvemos ao dono se estiver cheia de dinheiro. Pode parecer um paradoxo, mas a verdade é que …

O T-Rex tem dois novos primos tailandeses

Duas novas espécies de dinossauros, que eram predadores eficientes e parentes distantes do Tiranossauro-Rex, foram identificadas em restos fósseis encontrados há 30 anos na Tailândia, revelou a Universidade de Bonn, na Alemanha. Há três décadas, …

Encontrados os corpos de sete alpinistas desaparecidos em maio nos Himalaias

Os corpos de sete alpinistas desaparecidos na Índia, nos Himalaias, foram encontrados no domingo por uma equipa de socorristas especializados em intervenções em alta montanha, anunciou a polícia. De acordo com o Expresso, os socorristas tinham …

Há uma "corrida brutal" por mega-centrais de energia solar (e pode aumentar a factura da luz)

A aposta do Governo português no sector das Energias Renováveis está a fomentar uma "corrida brutal" a projectos solares de grandes dimensões. Uma procura excessiva que preocupa a REN - Redes Energéticas Nacionais que avisa …

No adeus ao Prédio Coutinho, últimos 12 moradores recusam entregar chaves

Os últimos 12 moradores do prédio Coutinho em Viana do Castelo recusaram, nesta segunda-feira, 24 de junho, entregar a chave das habitações à VianaPolis no prazo fixado para aquela sociedade tomar posse administrativa das últimas …

Reino Unido. Boris Johnson em queda nas sondagens depois de discussão com namorada

A discussão de sexta-feira com a namorada está a afetar a campanha de Boris Johnson à liderança do Partido Conservador britânico. Desde quinta-feira, o ex-ministro caiu de uma vantagem de 27 pontos percentuais nas sondagens para …

NASA encontra nuvens de metano em Marte (e aguarda notícias de vida)

A sonda espacial Curiosity, da NASA, detectou elevado níveis de emissão de metano na superfície de Marte. A presença do gás, normalmente produzido por seres vivos, pode ser evidência de vida bacteriana no planeta vermelho. A descoberta, …

Factura do gás ainda cobra taxa "eliminada" em 2017

A taxa cobrada pelos municípios às empresas distribuidoras de gás natural, que estava previsto no Orçamento do Estado desde 2017 que deixaria de ser cobrada aos consumidores, continua a constar nas facturas das famílias. A medida …

Marques Mendes acredita que o SNS está pior do que no tempo da troika (e culpa Centeno)

Luís Marques Mendes afirmou que a situação que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) é tão má que, na atualidade, o panorama "é pior do que no tempo da troika". E tudo por causa de …