Neurobiólogo descobre “botão” que ativa instinto predatório em cobaias

(CC0/PD) angelic / pixabay

Os mecanismos cerebrais que controlam comportamento predatório em animais ainda são desconhecidos

Os mecanismos cerebrais que controlam comportamento predatório em animais ainda são desconhecidos

Uma equipa de cientistas do Laboratório de Neurobiologia Universidade Yale, nos EUA, afirma ter desvendado o mecanismo cerebral que ativa o comportamento predatório em animais.

No estudo publicado na revista científica Cell, o cientista Ivan de Araújo diz ter descoberto uma espécie de “botão” que desperta o instinto de caça em camundongos, através do uso de lasers numa região específica do cérebro dos animais – a amígdala central.

Investigações anteriores já tinham mostrado que a amígdala central, área do cérebro envolvida na produção de emoções, é ativada quando os camundongos caçam. A equipa de cientistas quis determinar se a amígdala também controla os comportamentos predatórios, e os resultados sugerem que sim.

Através de uma técnica chamada optogenética, os especialistas infetaram os animais com um vírus que torna os neurónios sensíveis à luz azul e, com o uso de uma fibra ótica, iluminaram a amígdala com um laser azul – o que provocou tensão na mandíbula e nos músculos do pescoço.

“Conhecemos muito pouco sobre o funcionamento do mecanismo de caça, que é um arsenal de programas motores que regulam uma série de atividade, desde a velocidade à aniquilação da presa. E nós desvendamos parte do circuito”, explicou Araújo à BBC.

Quando o laser estava ligado, as cobaias caçaram tudo o que foi posto à sua frente – desde grilos a tampas de garrafa. O comportamento foi igual quando os cientistas usaram moléculas, em vez de luz, para estimular a amígdala e ativar os neurónios.

Os comportamentos predatórios foram observados mesmo quando não havia nada para os camundongos caçarem. Em gaiolas vazias, por exemplo, o estímulo fez com que os animais posicionassem as patas dianteiras como se estivessem a segurar um alimento e movessem as bocas como se estivessem a mastigá-lo.

Segundo o cientista Ivan de Araújo, a equipa pensou na hipótese do desenvolvimento de uma agressividade mais generalizada, mas os animais não demonstraram qualquer comportamento agressivo uns com os outros.

“Uma das questões a que temos de responder é porque é que os estímulos não resultaram em ataques. Algo no cérebro das cobaias impediu que se agredissem umas às outras“, destacou.

O especialista acredita que o novo estudo pode facilitar futuras investigações acerca do comportamento animal, incluindo um possível “botão” que ative a agressividade tanto em animais como em humanos.

“Um trabalho como o nosso pode ajudar a melhorar o entendimento de mecanismos humanos. Há investigações, por exemplo, que estudam certos tipos de demência que fazem com que os pacientes mordam objetos“, disse o cientista.

“Na questão da agressividade, ainda há um debate muito grande sobre quanto é que o ambiente pode influenciar um comportamento violento, por exemplo”, acrescentou.

“Outro ponto importante é a constatação de que uma rede neural relativamente simples controla um processo complexo como a caça, e que a amígdala central é uma região fundamental para isso.”

O cientista diz que esta descoberta pode ser relevante para investigações no campo da robótica, como o sistema de navegação de veículos que têm de funcionar em ambientes complexos como outros planetas, mas afirma que ainda há muito trabalho a ser feito no mapeamento de redes neurais e no funcionamento do cérebro.

ZAP ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

João Rendeiro condenado a 10 anos de prisão

João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), foi condenado a 10 anos de prisão efetiva esta sexta-feira. O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão …

Bloqueio de migrantes. Salvini não vai a julgamento

Matteo Salvini, líder do Liga, não vai a julgamento na sequência do bloqueio do desembarque de migrantes a bordo do navio da Guarda Costeira italiana "Gregoretti", em julho de 2019. Esta sexta-feira, um tribunal italiano decidiu …

Promulgado diploma sobre acesso às praias (com alerta para novo regime de multas)

O "regime contraordenacional, que está previsto para o não cumprimento de um conjunto de regras que temos na área covid, também é aplicado" às regras relativas às praias. O Presidente da República promulgou, esta sexta-feira, o …

PCP vai votar contra reforma das Forças Armadas

Os comunistas consideram tratar-se de uma "alteração significativa" da estrutura de comando, sem dar resposta "a problemas que persistem há largos anos" na instituição militar". O PCP vai votar contra as propostas do Governo para a …

Biden diz que ataque a oleoduto veio da Rússia. Mas exclui envolvimento do Kremlin

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, afirmou na quinta-feira que o ciberataque que paralisou durante vários dias a maior rede de oleodutos do país foi proveniente da Rússia, mas exclui envolvimento do Governo …

Máscaras vieram para ficar. Mas pode haver exceções

A máscara de proteção individual vai continuar a fazer parte do nosso dia-a-dia. No entanto, pode haver exceções para os já vacinados contra a covid-19. O Governo convidou os especialistas a criarem um novo plano e …

Chega quer que agentes da PSP e GNR usem câmaras de vídeo nas lapelas e nas viaturas

O deputado único do Chega entregou esta quinta-feira um projeto de resolução no Parlamento que recomenda a colocação de câmaras de vídeo nas lapelas das fardas e nas viaturas das forças de segurança, a fim …

Em dia sem registo de mortes, Portugal contabiliza 450 novos casos

Esta sexta-feira, Portugal não regista qualquer óbito. Nas últimas 24 horas, houve 450 novos casos positivos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Não morreu ninguém infetado com o novo …

Câmara de Torres Vedras deteta migrantes a viverem em armazéns e antigas pecuárias

Além de espaços sem condições de habitabilidade, como armazéns e pecuárias desativadas, a autarquia tem conhecimento de "casas alugadas a pessoas migrantes onde existe sobrelotação". A Câmara de Torres Vedras, no distrito de Lisboa, levantou coimas …

Parlamento aprova "direito ao esquecimento" para quem superou doenças graves

O Parlamento aprovou esta sexta-feira, na generalidade, o projeto-lei do PS que pretende consagrar o “direito ao esquecimento” para acabar com a discriminação de pessoas que tiveram cancro. O Parlamento aprovou, na generalidade, o projeto-lei do …