/

Neandertais mergulhavam no oceano em busca de novas ferramentas

(dr) Villa et al., PLOS ONE, 2019

Algumas das conchas da Grotta dei Moscerini analisadas pelos cientistas

Uma análise de 171 conchas, encontradas na Grotta dei Moscerini, em Itália, sugerem que os Neandertais costumavam mergulhar em busca de ferramentas no fundo do oceano.

Segundo o Science Alert, a Grotta dei Moscerini, em Itália, que agora já não está acessível aos investigadores, foi escavada pela primeira vez em 1949 e os objetos lá descobertos têm mais de 70 mil anos.

As 171 conchas analisadas pelos cientistas deram a entender que quase um quarto delas foi recolhida do fundo do mar quando ainda se tratavam de animais vivos. Todas pertencem à espécie de molusco mediterrâneo Callista chione.

Muitas destas conchas finas e afiadas mostraram evidências de terem sido moldadas para se transformarem em ferramentas, embora ainda não esteja claro se os Neandertais comeram a carne que havia no seu interior.

De acordo com o mesmo site, estes resultados juntam-se a outras evidências anteriores que mostram que esta espécie humana já extinta não procurava só conchas. Em vez disso, outros locais semelhantes e estudos anatómicos sugerem que o mergulho, provavelmente de dois a quatro metros de profundidade, era uma atividade comum.

“Reforça uma série de argumentos e fontes de dados para defender um nível de adaptabilidade, flexibilidade e capacidade entre os Neandertais que têm sido negados por algumas pessoas desta área”, disse à AFP, no ano passado, o paleoantropólogo Erik Trinkaus, da Universidade de Washington, em Saint Louis, nos Estados Unidos.

Embora as conchas do fundo do mar consumissem mais tempo e energia, os autores do novo estudo, publicado na revista científica PLOS ONE, apontam que estas geralmente são muito mais espessas do que aquelas que dão à costa, sendo muito melhores para usar como ferramentas.

Além disso, pela primeira vez, esta investigação também encontrou pedras-pomes nos restos da caverna, que provavelmente foram usadas como ferramentas de abrasão e que chegaram ao Golfo de Nápoles a partir de vulcões em erupção nas proximidades.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.