/

Neandertais caçavam com lanças em forma de folha

Uma equipa de arqueólogos encontrou uma lança em forma de folha, com 65 mil anos, na caverna Hohle Fels, na Alemanha.

Há 65 mil anos, os Neandertais residentes na região montanhosa de Jura da Swabia, na atual Alemanha, caçavam renas e cavalos com pontas de pedra em forma de folha. Segundo o Sci-News, foi encontrado, recentemente, um exemplar no sítio arqueológico de Hohle Fels.

Uma equipa de arqueólogos, liderada por Nicholas Conard, da University of Tübingen e do Senckenberg Centre for Human Evolution and Palaeoenvironment, recuperou o artefacto datado em 65 mil anos, o que representa uma idade mínima para a descoberta.

“Esta descoberta representa a primeira vez que uma ponta de pedra em forma de folha foi recuperada numa escavação moderna, permitindo-nos estudar a nova descoberta com métodos de última geração”, disse o investigador.

O objeto tem 7,6 centímetros de comprimento, 4,1 centímetros de largura, 0,9 centímetros de espessura e pesa 28 gramas.

(dr) Universidade de Tübingen

Lança em forma de folha com 65 mil anos encontrada na caverna Hohle Fels, na Alemanha

Através de análises microscópicas detalhadas, os cientistas descobriram que a ponta de pedra em forma de folha foi construída numa haste de madeira. “Danos na ponta indicam que o artefacto foi usado como uma ponta de lança com cabo e que a lança provavelmente foi cravada na presa em vez de ser arremessada”, escreveram os investigadores.

De acordo com as conclusões da equipa, os Neandertais, que “claramente usavam a lança para caçar“, usavam cola vegetal e ligaduras feitas de fibras vegetais ou couro para prender a ponta da folha à lança.

“Os Neandertais eram especialistas em lapidação de pedra e sabiam exatamente como fazer e usar tecnologias complexas combinando várias peças e materiais para produzir e manter armas mortais”, disse Veerle Rots, investigador da Universidade de Liège.

Os resultados desta investigação surgem em dois artigos científicos publicados na Archäologische Ausgrabungen em Baden-Württemberg e na Mitteilungen der Gesellschaft für Urgeschichte.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.