Encontrado navio pirata naufragado (com granadas e pólvora)

Granadas antigas e canhões do naufrágio de um antigo navio pirata foram encontrados ao longo da costa da Cornualha, no Reino Unido.

Mergulhadores descobriram artefactos do naufrágio do Schiedam, que afundou na costa em 1684, depois das tempestades recentes terem perturbado a areia que antes cobria o mar.

As duas granadas do século XVII, cada uma consistindo numa concha de ferro oca cheia de pólvora, foram encontradas nas proximidades, depois de terem sido arrastadas pela corrente para longe dos destroços.

Robert Felce, historiador local, encontrou a segundas das duas granadas em novembro, numa praia perto do local do naufrágio. O investigador visita frequentemente a praia, que está exposta a ondas fortes do Atlântico, e onde vários artefactos têm ido parar durante anos. O ano passado, Felce encontrou a primeira granada no mesmo local.

Ambos os objetos estavam fortemente incrustados depois de terem estado no fundo do mar durante mais de 300 anos. Felce disse que, a princípio, pensou que a última granada era uma rocha comum até que escorregou e a deixou cair. A queda abriu-a, revelando as duas metades da arma de metal e o pó explosivo no interior.

Embora a pólvora da granada estivesse húmida e com vários séculos de idade, Felce informou a descoberta à polícia local, que chamou especialistas em bombas do Exército Britânico para garantir que fosse seguro.

O navio pirata

Em 1683, piratas bárbaros capturaram o Schiedam – um navio mercante holandês – como prémio. Posteriormente, a Marinha Real Britânica apreendeu o navio, usando-o como transporte até que o barco naufragu numa tempestade perto de Dollar Cove, em 1684.

O Schiedam transportava mercadoria militar das guarnições inglesas que regressavam da cidade de Tânger, em Marrocos, quando afundou. Estas mercadorias incluíam várias caixas de granadas.

Felce, autor de várias histórias da costa da Cornualha, disse que as granadas explosivas foram alguns dos primeiros exemplos da sua espécie e que foram usadas por tropas inglesas especialmente treinadas para lançá-las a longas distâncias.

“As granadas podem ter sido usados para assustar, mas, com certeza, pretendiam matar o inimigo”, disse Felce. “Eu gostaria de saber mais sobre onde e como foram construídas, porque envolve habilidades iniciais de engenharia e metalurgia“.

Tempestades recentes perturbaram a areia sobre os destroços do Schiedam, revelando vários canhões e outros destroços do navio que ainda se encontram sob o fundo do mar.

O local do naufrágio foi redescoberto na costa há dois anos por dois mergulhadores do grupo Cornwall Maritime Archaeology, que vigia vários destroços ao longo da costa da Cornualha em nome da agência Historic England.

Um dos mergulhadores, Mark Milburn, disse que tinham regressado ao local do naufrágio submarino nas últimas semanas, onde descobriram que a areia tinha mudado durante tempestades recentes, descobrindo mais detritos. Os artefactos do naufrágio de Schiedam documentados até agora incluem 11 canhões, uma roda de carruagem, bala de chumbo, caixas de granadas e vários outros objetos de ferro.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vegano processa Burger King nos EUA por "contaminação" de hambúrguer

Um cliente vegano interpôs uma ação judicial contra o Burger King nos Estados Unidos, acusando a cadeira de restaurantes de fast-food de lhe ter servido um hambúrguer cozinhado na mesma grelha utilizada para preparar carne. De …

Dono do carro onde seguia Angélico condenado a dois anos de pena suspensa

O dono de um stand da Póvoa de Varzim e a sua ex-mulher foram, esta sexta-feira, condenados a dois anos de prisão, com pena suspensa. Em causa está a falsificação do contrato de compra e venda …

Mais de 500 mulheres assassinadas em Portugal nos últimos 15 anos

Mais de 500 mulheres foram assassinadas nos últimos 15 anos em contexto de relações de intimidade em Portugal, e só neste ano já morreram 28, algumas baleadas, outras estranguladas ou espancadas, a maioria vítima de …

Paulo Macedo diz que a CGD não vai ser "uma nêspera"

O presidente da CGD considera que há a expectativa de o banco público ficar "sossegado", mas que a sua equipa não é paga para "ficar a ver navios" e quer pagar o capital injetado pelo …

Foo Fighters são a primeira confirmação do Rock in Rio Lisboa

Os norte-americanos Foo Fighters vão atuar, a 21 de junho, no festival Rock in Rio Lisboa, no Parque da Bela Vista. A banda de Dave Grohl é a primeira confirmação do cartaz do Rock in Rio …

PS, Bloco e Livre recusam solidarizar-se com Bernardo Silva

PS, Bloco e Livre votaram, esta sexta-feira, contra a solidariedade do Parlamento para com o internacional português, condenado recentemente por um ato considerado racista pela Federação Inglesa de Futebol (FA). Socialistas, bloquistas e a deputada única …

Descoberta nova lesão pulmonar que poderá estar ligada a cigarros eletrónicos com líquido

Um grupo de investigadores do Canadá anunciou esta quinta-feira a descoberta do que considera ser um novo tipo de lesão pulmonar causado pela vaporização com cigarros eletrónicos com líquido e que é semelhante à bronquiolite …

Professor acusado de agredir aluno surdo em Penafiel

Um estudante surdo foi agredido, na terça-feira, por um professor dentro de uma das salas de aula da escola secundária Joaquim de Araújo, em Penafiel. Um estudante de 16 anos, da escola secundária Joaquim de Araújo, …

Presidente da Colômbia disse que o Governo ouviu protestos em massa

O Presidente da Colômbia, Iván Duque, garantiu que ouviu as exigências dos manifestantes que saíram há rua na quinta-feira para um protesto maciço contra a política económica e social do atual governo. "Hoje [quinta-feira], os colombianos …

Detido mais um suspeito do caso do camião do Reino Unido

Foi detida mais uma pessoa por suspeitas de ligação ao caso do camião encontrado em Essex, Inglaterra, com 39 cadáveres no seu interior. A polícia britânica prendeu, hoje de manhã, um homem de 23 anos, …