Naufrágio no Nilo é a primeira prova de que Heródoto não estava a mentir sobre os barcos egípcios

Christoph Gerigk / Franck Goddio / Fundación Hilti

Um navio naufragado encontrado no rio Nilo pode ter permanecido inalterado durante mais de 2.500 anos. Agora, está finalmente a revelar os seus segredos: cientistas pensam que este navio revelou uma estrutura cuja existência tem vindo a ser debatida há vários séculos.

No fragmento 2.96 de Histórias de Heródoto, publicado por volta de 450 a.C., o historiador da Grécia Antiga descreve um tipo de barco de cargo do Nilo, chamado baris. Segundo descreveu Heródoto, a navegação foi construída como alvenaria, forrada de papiro e com um leme que passa por um buraco na quilha.

Segundo o ScienceAlert, este sistema havia sido visto em representações e modelos durante o período faraónico, mas não havia nenhuma evidência arqueológica da sua existência. Pelo menos, até agora.

Os arqueólogos exploraram o Navio 17, da cidade portuária de Thonis-Heracleion, agora submersa, perto da Boca Canópica do Nilo, datada do Período Tardio do Egito (664-332 a.C.). Apesar de estar submerso há, pelo menos, 2.000 anos, o Navio 17 tem revelado segredos sem preço. Aliás, os cientistas conseguiram descobrir 70% do seu casco.

“Quando descobrimos este naufrágio, percebemos que Heródoto estava certo“, disse Damian Robinson, arqueólogo do Centro de Arqueologia de Oxford, ao The Guardian.

O navio exibe vários elementos observados por Heródoto. “As articulações das tábuas do Navio 17 são desconcertadas de uma forma que lhe dá a aparência de ‘cursos de tijolo’, como escreveu Heródoto”, afirmou Alexander Belov, do Centro de Estudos Egiptológicos da Academia Russa de Ciências, num artigo publicado em 2013.

“As tábuas do Navio 17 são montadas transversalmente por espingardas notavelmente longas que podem chegar a 1,99m de comprimento e que passam por 11 estacas. Essas alças correspondem às ‘estacas longas e próximas’ da narrativa de Heródoto… Heródoto também menciona a quilha de Baris e o Navio 17 tem uma quilha que é duas vezes mais espessa do que a tábua”, escreveu ainda.

Existem algumas inconsistências – o vaso que Heródoto descreve ter espigas mais curtas, que agiam como nervuras que seguravam as tábuas de acácia do casco; e o facto de o Baris de Heródoto não ter armações de reforço, ao contrário do Navio 17, que tinha vários.

“Heródoto descreve os barcos como tendo longas costelas internas. Ninguém sabia o que isso significava … Essa estrutura nunca foi vista arqueologicamente antes. Mas, finalmente, descobrimos essa forma de construção neste barco em particular e é absolutamente o que Heródoto descreveu”, disse Robinson.

Segundo estas descobertas, os cientistas acreditam que o Navio 17 está muito próximo da descrição de Heródoto e que poderia, até, ter sido construído no mesmo estaleiro.

A exploração de Belov sobre a construção do navio foi publicada numa monografia do Centro de Arqueologia Marítima de Oxford: Ship 17: a baris from Thonis-Heracleion.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Teegarden B e C. Descobertos mais dois planetas que podem albergar vida

Cientistas de vários países identificaram mais dois planetas que consideram poder albergar vida, com climas temperados, semelhantes à Terra e que podem conter água líquida à superfície. A equipa da universidade alemã de Göttingen utilizou vários …

Ministério Público abre investigação a Juan Guaidó por corrupção

O Ministério Público da Venezuela anunciou a abertura de uma investigação penal contra Juan Guaidó por suspeita de corrupção relacionada com fundos para assistência a cidadãos venezuelanos na Colômbia. O anúncio foi pelo procurador-geral designado pela …

Cientistas descobrem no veneno de escorpião antibiótico contra tuberculose

Químicos no veneno podem combater estirpes resistentes da tuberculose e a bactéria causadora da pneumonia e septicemia. Veneno pode ainda travar o crescimento de células cancerígenas. Cientistas descobriram no veneno de escorpião antibióticos contra a tuberculose …

Câmara de Lisboa já cobrou 17 mil euros por trotinetas mal-estacionadas

A Polícia Municipal de Lisboa cobrou 17.145 euros em coimas por trotinetas mal-estacionadas, entre fevereiro e o início de junho, tendo removido 1.820 veículos do centro da cidade nos últimos cinco meses. "A verificação das infrações …

Berardo mostra-se "incrédulo com falta de memória" de Constâncio

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP) disse, esta terça-feira, que Joe Berardo mentiu no Parlamento sobre alegadas reuniões entre ambos. O empresário, por sua vez, mostra-se "incrédulo com a sua falta de memória". "Tudo isso é …

Marcelo diz que foi "sensato" não incluir pergunta sobre origem étnico-racial no Censos 2021

O Presidente da República considerou que foi uma decisão sensata não incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, face ao debate gerado, embora a ideia fosse boa. "Acho que foi uma …

Esfinge gigante de Ramsés II vê a luz do dia ao fim de quase 100 anos

https://vimeo.com/343091742 Uma enorme esfinge do faraó egípcio Ramsés II viu finalmente a luz do dia, no passado dia 12 de junho, depois de ter sido recolocada através de um sistema monumental que a fez "flutuar" pelo …

Vai baixar o custo das chamadas para números começados por 707 e 708

A Anacom anunciou uma descida de 48% no preço máximo das chamadas de telemóvel para números começados por 707 e 708, e de 10% para telefone fixo. A decisão da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) de baixar os …

PSG abre a porta a Neymar (e o Barcelona não a fecha)

Depois de o eventual regresso de Neymar ao Barcelona ecoar na imprensa desportiva, o presidente do Paris Saint Germain, Nasser Al-Khelaifi quebrou o silêncio sobre o jogador brasileiro. Em entrevista à France Football, o presidente …

“Explosão suspeita” entre China e Coreia do Norte causou um sismo

Os serviços sismológicos chineses registaram um sismo de 1,3 graus de magnitude na escala de Richter às 19h38 locais (12h38 em Lisboa), na cidade chinesa de Hunchun, causado por uma “explosão suspeita”, disseram as autoridades …