NASA mais perto de desvendar o mistério das tatuagens da Lua

NASA LRO WAC science team

As chamadas tatuagens da Lua, padrões de manchas escuras e claras que se repetem na superfície lunar, continuam a intrigar cientistas da NASA. Mas novas observações aproximam-nos de uma resposta quanto à sua origem.

Estas tatuagens lunares foram localizadas em mais de 100 locais distintos, repetindo-se em manchas claras e escuras, em padrões em redemoinho. Parecem “quase pintados na superfície da Lua”, explica John Keller, cientista da NASA que integra a missão Órbita de Reconhecimento Lunar (LRO) que primeiro detectou estas manchas intrigantes.

“São únicas; só vimos estas características na Lua e a sua origem permanece um mistério desde a sua descoberta“, acrescenta o investigador.

Anteriores observações revelaram que estes padrões que podem ter vários quilómetros de distância e aparecer em grupos ou isolados surgem “onde estão incrustados na crosta lunar antigos pedaços do campo magnético”, realça a NASA, esclarecendo que “as áreas claras das espirais parecem ser menos desgastadas do que as que as rodeiam”.

Estas indicações ajudam os investigadores a relevar a hipótese de estas tatuagens lunares serem provocadas pelo escudo magnético.

Novos estudos efectuados com modelos de computador reforçam esta ideia, concluindo que “o campo magnético pode criar um campo eléctrico forte quando o vento solar tenta passar” e que “é este potencial eléctrico forte com muitas centenas de volts que pode desviar e atrasar as partículas do vento solar”, o que “reduziria o desgaste do vento solar, deixando regiões mais claras sobre áreas protegidas”, descreve a NASA.

Os resultados destas novas observações foram publicadas em dois artigos distintos na publicação científica Icarus, no início do ano, assinados por Brett Denevi, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, com o título “A distribuição e extensão das espirais lunares“, e por Amanda Hendrix, do Instituto Planetário de Ciência, com o título “Espirais lunares: Características Ultravioletas-Distantes“.

“O problema da ideia do escudo magnético é que os campos magnéticos embebidos na Lua são muito fracos – cerca de 300 vezes mais fracos do que o campo magnético da Terra. É difícil ver como teriam a força para desviar os iões do vento solar”, realça Bill Farrell do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA em Greenbelt, Maryland.

A NASA vai assim, continuar a estudar o assunto, nomeadamente para perceber como é que o escudo magnético responde a forças diferentes e a direcções distintas do vento solar.

No entanto,”até haver alguém a fazer medições na superfície lunar, poderemos não ter uma resposta definitiva”, avisa John Keller.

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Raro crustáceo parasita descoberto na boca de um tubarão em exibição num museu

Uma equipa de cientistas descobriu uma espécie extremamente rara de Cymothoidae na boca de um espécime de tubarão capturado no Mar da China Oriental e agora em exibição num museu. Os Cymothoidae são uma família de isópodes …

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …

Sob o nariz dos militares norte-coreanos, ex-ginasta salta muro de 3 metros e foge para a Coreia do Sul

Um homem norte-coreano que queria escapar da sua terra natal deu um salto de quase três metros num muro no início deste mês. O salto, que ocorreu sob os narizes dos soldados, trouxe-o para a …

Islândia quer tornar-se um refúgio para o teletrabalho. Mas não é para todos

A Islândia fez uma série de alterações no seu programa de vistos de trabalho remoto para cidadãos foram do espaço Schengen, tendo como objetivo tornar-se num destino atraente para os trabalhadores que procuram escapar dos …