NASA revela fotografia de disco voador (e conta a sua verdadeira história)

USAF 388th Range Sqd. / Genesis Mission / NASA

Qualquer espécie que alcance as estrelas está condenada a acabar com as pontas dos dedos chamuscadas. Uma das últimas publicações da NASA no site Astronomy Picture of the Day é um lembrete dos percalços da nossa história espacial.

“Um disco voador do espaço caiu no deserto de Utah após ser detetado por radar e perseguido por helicópteros”, afirma a descrição da fotografia publicada no site Astronomy Picture of the Day. Ainda assim, a NASA não está a insinuar que tenha havido uma visita alienígena neste deserto.

O disco enterrado na areia era, na verdade, a cápsula de retorno da sonda espacial Genesis. Lançada a 8 de agosto de 2001, a missão Genesis foi o ambicioso esforço da agência espacial para enviar uma nave com o objetivo de recolher amostras de vento espacial.

Ao recolher dados sobre a composição das partículas carregadas que fluíam da coroa do Sol, os investigadores esperavam determinar com precisão a composição da estrela e aprender mais sobre os elementos que estavam por perto quando os planetas do Sistema Solar foram formados. Para nos trazer essas amostras, a sonda Genesis foi equipada com uma cápsula de retorno.

A nave capturou o vento solar ao dobrar uma série de painéis, cada um carregado com materiais de alta pureza, como alumínio, safira, silício e até ouro.

“Os materiais que usamos nas matrizes dos coletores da Genesis tinham que ser fortes o suficiente para serem lançados sem quebrar; reter a amostra enquanto eram aquecidos pelo Sol e ser puros o suficiente para podermos analisar os elementos do vento solar”, explicou a cientista do projeto Amy Jurewicz, no dia 3 de setembro de 2004.

Cinco dias depois, esta cápsula e as suas preciosas matrizes atingiram o solo em Utah, a uma velocidade de 310 quilómetros por hora – algo que não deveria ter acontecido.

Exatamente 127 segundos após reentrar na atmosfera, o morteiro a bordo da cápsula deveria ter explodido, libertando um para-quedas preliminar para desacelerar e estabilizar a descida. Aí, o para-quedas principal deveria abrir, fornecendo à cápsula uma descida suave até ao solo.

Após uma investigação minuciosa, descobriu-se que o erro se devia a um pequeno conjunto de sensores: eles haviam sido instalados de cabeça para baixo. Esses pequenos dispositivos detetaram as forças quando a cápsula caiu em direção ao solo.

Infelizmente para a missão, o impacto causou sérios danos, destruindo vários arranjos e contaminando a preciosa carga que continha. No entanto, a missão não foi um fracasso. Alguns dos materiais resistentes dos coletores sobreviveram, e os investigadores conseguiram limpar as superfícies sem perturbar o material solar embutido no interior.

Com Genesis, aprendemos detalhes sem precedentes sobre a composição do Sol e as diferenças elementares entre a nossa estrela e os planetas internos do Sistema Solar.

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Mas afinal não era nenhum disco voador mas sim uma cápsula de retorno da sonda espacial Genesis… Título muito enganador, não acham? Disco Voador (UFO) ou (OVNI) é totalmente diferente de uma cápsula de sonda…

    • Caro José Camargo,
      UFO e OVNI não são sinónimos de “Disco Voador”. Os dois acrónimos significam “Unidentified Flying Object”, ou “Objecto Voador Não Identificado”.
      Qualquer título em que tivéssemos usado a expressão OVNI em referência a um objecto, voador, que não tenha/tivesse sido identificado, teria sido um titulo correcto.
      Usar o termo “Disco voador”, neste caso, estaria tanto mais correcto quanto mais próximo da forma de um disco seja a sonda (voadora).
      Independente dessa avaliação, tudo o acima exposto é uma discussão meramente académica, porque o nosso título é uma referência directa e literal à legenda da fotografia publicada no Astronomy Picture of the Day – que a NASA desmistifica, e que é o assunto da notícia.
      O nosso título não diz que a NASA revela uma foto de uma nave extraterrestre caída no deserto. Diz que a NASA explica a verdadeira origem da fotografia de um disco voador publicada num site.
      O nosso título não é “NASA revela fotografia de disco voador”. É “NASA revela fotografia de disco voador (E CONTA A SUA VERDADEIRA HISTÓRIA)
      Em que é que o nosso título engana alguém?

  2. José, existe vida fora do planeta terra? na certa sim, mas já visitaram o planeta dos escolhidos? nem de perto… a ufologia é outra forma de religião, segue seu próprio livro de explicações cheio de fatos, basta você ter “fé” na palavra deles. Muitos apoiam essa quase doutrina num tom semelhante ao fundamentalismo religioso, onde até o nosso progresso faz parte da intervenção alienígena “divina”, etc.

    Espero que a Nasa libera os últimos 50 anos de tentativa e erro, junto com os acertos, seria uma faxina nessa cultura tola.

  3. Típica obra de engenharia… Primeiro espatifa-se contra o solo… e depois do impacto o rebenta o morteiro e dispara o paraquedas…

    Alguém teve a cabeça na bandeja…

Responder a Caik Cancelar resposta

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …