NASA afinal não encontrou água líquida em Marte

NASA / JPL-Caltech / Univ. of Arizona

As marcas escuras e estreitas, de cerca de 100 m de comprimento por 5 m largura, foram registadas pela sonda MRO em Marte. Os cientistas da NASA acreditam que os leitos provam que existe água líquida e corrente no planeta

As marcas escuras e estreitas, de cerca de 100 m de comprimento por 5 m largura, foram registadas pela sonda MRO em Marte.

A ideia de que as marcas escuras sazonais em Marte indicam a presença de água em estado líquido acaba de ser descartada pela NASA, que revela que afinal o planeta vermelho tem tanta humidade como os desertos mais secos da Terra.

No ano passado, a NASA divulgou a existência de sais em Marte, que só se teriam formado com a presença de água corrente nos pequenos canais ao longo das encostas de montes e crateras na região equatorial do planeta.

As últimas descobertas de uma sonda da NASA em órbita de Marte desvendam que, na verdade, as marcas escuras e estreitas visíveis no planeta não são causadas por água em estado líquido.

Essas marcas escuras – chamadas de RSL (recurring slope lineae) – têm sido observadas em várias zonas do planeta, mas o processo que faz com que apareçam ainda é um enigma.

De acordo com os investigadores, as RSL podem ser causadas por “algum tipo de atividade relacionada com a água”, mas não estão associadas a grandes quantidades de água líquida porque os locais onde aparecem têm a mesma temperatura que as restantes zonas de Marte.

Os resultados foram publicados na semana passada na Geophysical Research Letters.

NASA

Os pontos azuis indicam locais de RSL na região marciana de Valles Marineris. A área mostrada no mapa é uma das que tem maior densidade de RSL no planeta vermelho

Os pontos azuis indicam locais de RSL na região marciana de Valles Marineris. A área mostrada no mapa é uma das que tem maior densidade de RSL no planeta vermelho

Na missão Mars Odyssey, da NASA, os investigadores analisaram a temperatura do solo, medida por infravermelhos através do Sistema Térmico de Emissão de Imagens (THEMIS).

“Usamos uma técnica muito sensível para quantificar a quantidade de água presente, e os resultados revelam a inexistência de humidade e definem um limite de apenas 3% de água”, afirmou Christopher Edwards, da Universidade do Norte do Arizona, num comunicado da NASA.

“As nossas descobertas são consistentes com a presença de sais, que podem ser hidratados com o vapor de água da atmosfera, sem haver uma fonte subterrânea de água”, sublinhou.

No entanto, não há ainda uma conclusão definitiva, visto que a NASA ainda luta para compreender a geografia do nosso planeta vizinho e que segredos se escondem debaixo de tanta poeira.

BZR, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …