Não há explosões suficientes no Espaço que expliquem os estranhos sinais de rádio

OzGrav, Swinburne University of Technology

Muitos dos mais brilhantes e estranhos fenómenos no espaço vêm de eventos cataclísmicos, como explosões ou colisões.

As rajadas rápidas de rádio são um dos fenómenos mais intrigantes de todo o Universo. Estes sinais cósmicos são extremamente poderosos, podendo mesmo gerar tanta energia como centenas de milhões de sóis. Apesar da sua energia, estas emissões são breves e pontuais, sendo, por isso, difícil de as detetar e estudar diretamente.

Ou seja, os cientistas não conseguem “prever” a observação destes fenómenos. A menos que um radiotelescópio – com um campo de visão relativamente estreito – esteja direcionado exatamente na área exata do céu em que essa explosão é dispara, o sinal cósmico é perdido.

FRBs são rajadas de milissegundos de poderosas ondas de rádio que vêm das profundezas do espaço. Já se pensou ter diversas fontes diferentes, desde fusões de estrelas de neutrões a naves espaciais alienígenas, mas nenhuma explicação está, para já, confirmada.

Os astrónomos falaram pela primeira vez da existência de misteriosos explosões rápidas de rádio (FRB) em 2007, quando foram descobertas acidentalmente enquanto se observavam os pulsares de rádio com o Telescópio Parks na Austrália.

Nos anos subsequentes, os cientistas encontraram vestígios de mais três dezenas de tais explosões, cuja comparação mostrou que poderiam ser de origem artificial, e até mesmo ser potenciais sinais de civilizações extraterrestres, por causa da periodicidade inexplicável da sua estrutura.

Todas elas tinham uma coisa em comum – a potência extremamente elevada e a distância invulgarmente longa até às suas fontes. Assim, os astrónomos assumiram inicialmente que tais rajadas surgem durante a fusão de estrelas de neutrões ou de outros objetos compactos que se transformam num buraco negro.

A maioria dos FRBs que encontramos aparecem apenas uma vez, mas três parecem repetir-se, enviando várias ondas de rádio pelo espaço. Esses três não podem vir de eventos cataclísmicos como colisões de estrelas de neutrões ou supernovas que destroem seus progenitores.

Agora, Vikram Ravi, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, calculou que o resto dos sinais provavelmente também não virá desses eventos. O cientista usou algumas das FRBs não repetitivas mais próximas para calcular um limite inferior de frequência com que ocorrem e comparou essa taxa com as taxas de eventos cataclísmicos no universo próximo.

“A taxa de FRBs parece ser maior do que a taxa de qualquer coisa que podemos realmente pensar que pode fazer uma FRB apenas uma vez”, disse Ravi, de acordo com o New Scientist. Isso significa que um único tipo de explosão ou colisão não pode contabilizar todos os FRBs.

É possível que todas as propostas de fontes cataclísmicas sejam simultaneamente corretas, mas talvez seja mais provável que a maioria – ou mesmo todas – das FRBs sejam, na verdade, repetidoras.

Dessa forma, cada fonte produz várias explosões ao longo da sua vida útil. Podemos não estar a detetar todas as explosões repetidas porque são mais lentas ou mais fracas do que as fontes repetidas.

“Não acho que podemos descartar que haja várias classes de coisas que surgem no céu da rádio”, afirmou Victoria Kaspi, da McGill University, em Montreal, Canadá. “Suspeitamos e temos alguma evidência de que existem várias classes e que fração pertence a cada classe é desconhecida.” Como nenhum dos modelos atuais se encaixam bem, a cientista diz que também é possível que os FRBs se formam através de eventos que nunca vimos .

“Precisamos de dizer muito especificamente de que tipo de galáxias FRBs vêm e de onde vêm essas galáxias”, disse Ravi. Apenas três foram localizados até agora. “Se estamos a fazer o nosso trabalho corretamente, devemos coneguiu descobrir isso nos próximos cinco anos.”

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Com tantos problemas e conflitos de interesse que contribuem para a crise da Humanidade neste planeta que se chama Terra, por que alguém se lembraria de investigar um tema como este? E outros, tais como, por exemplo: Será que deus existe? Será que o Big Bang existiu? Por que é que somos os únicos seres pensadores (no sentido forte do termo) deste planeta terra?

    “Não acho que podemos descartar que haja várias classes de coisas que surgem no céu da rádio… “Se estamos a fazer o nosso trabalho corretamente, devemos coneguiu descobrir isso nos próximos cinco anos.”

    Bem, humildemente aconselho a Ciência a trabalhar em descobrir a forma de resolver os problemas reais da Humanidade, como a sustentabilidade, a saúde, a tecnologia ao serviço da dignidade humana.

    • Caso não saiba, existem várias áreas da ciência, e aquelas que lidam com os problemas que referiu, estão a trabalhar no assunto.
      Por tal deixe os astrónomos continuarem com a sua ciência, que também faz parte das n/vidas.

  2. A ciência não pode virar as costas a qualquer das suas sub-areas, inclusive a procura de vida noutros pontos do universo. Isso seria abrir as portas à ignorância.

RESPONDER

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …

Uma estrela supermassiva explodiu e aniquilou tudo à sua volta

Uma estrela renegada, que explodiu numa galáxia distante, forçou os astrónomos a colocar de lado décadas de investigação e a concentraram-se num novo tipo de supernova que pode aniquilar completamente a sua estrela-mãe - não …

G7: Macron e Trump com "elementos de convergência" sobre Amazónia, Irão e comércio

O Presidente francês, Emmanuel Macron, conversou este sábado com o Presidente norte-americano, Donald Trump, durante o almoço, que durou duas horas, sobre "elementos de convergência" relativos ao comércio, ao Irão e aos fogos na Amazónia, …

Dieta com poucos hidratos de carbono pode acabar com as enxaquecas

Pessoas que têm enxaquecas frequentes sabem que qualquer dica é bem-vinda. Aqui vai uma nova: uma dieta com poucos hidratos de carbono pode ser uma boa arma para evitar estas crises. Desde 1920 que os …

Encontrado o estaleiro mais antigo do mundo. Estava afundado na costa de Inglaterra

https://vimeo.com/355759312 Arqueólogos descobriram uma estrutura de madeira com 8.000 anos de idade — que será o local de construção de barcos mais antigo do mundo. A arquitetura estava particularmente bem preservada considerando o facto de estar 11 …

Astrónomos treinam IA para encontrar antigas colisões de galáxias

Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. Os astrónomos encontraram agora uma nova forma de as encontrar. Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. …

Inteligência Artificial está a reviver jogos de tabuleiro ancestrais

A Inteligência Artificial consegue descobrir, com um grande grau de precisão, o conjunto de regras de vários jogos de tabuleiro ancestrais. Jogos de tabuleiro com centenas de anos são, por vezes, encontrados em escavações arqueológicas. Sem …