/

A Namíbia acaba de eleger um deputado chamado Adolf Hitler. É ativista e “anti-apartheid”

6

Heinrich Hoffmann / German Federal Archives; Election Commission Namibia

Adolf Hitler / Adolf Hitler Uunona

A Namíbia acaba de eleger nas eleições regionais um deputado chamado Adolf Hitler, um conhecido ativista e “anti-apartheid” em Uunona, a sua cidade natal, localizada no norte do país africano.

“Adolf Hitler teve uma vitória esmagadora nas eleições regionais na Namíbia”, escreveu esta quinta-feira o jornal alemão Spiegel, citado pela emissora Deutsche Welle.

De acordo com a imprensa internacional, o político recém-eleito é representante do partido Swapo, tendo sido eleito com 84,88% dos votos.

Em declarações ao jornal alemão Bild, o político explicou que o seu pai o tinha batizado com o nome de Adolf Hitler em homenagem ao ditador alemão porque, provavelmente “não entendia o que é que Adolf Hitler representava”. Agora, explica, é tarde de mais para mudar de nome, uma vez que este consta em todos os seus documentos oficiais.

Apesar de ter o mesmo nome do ditador alemão, o político frisa que mantém a maior distância possível do seu homónimo. “O facto de ter este nome não significa que esteja a planear dominar o mundo”, disse, em tom de brincadeira.

Segundo Spiegel, o nome “Adolf” é bastante comum na Namíbia, antiga colónia alemã. Existem também ruas batizadas de Otto von Bismarck (um importante estadista alemão do século XIX) ou Hans-Dietrich Genscher (político alemão do século XX) no país.

Entre 1884 e 1915, várias partes da Namíbia pertenceram ao Império Alemão.

Os colonizadores esmagaram de forma brutal revoltas dos grupos étnicos locais Hereros e Nama, matando dezenas de milhares de pessoas.

Até hoje, a relação entre a Namíbia e Alemanha não é fácil. O Governo alemão mantém, há vários anos, duras negociações com as autoridades do país africano sobre eventuais indemnizações relacionadas com crimes perpetrados durante a era colonial.

  ZAP // DW

6 Comments

  1. Está bonito isto. Mais valia ter-lhe chamado Adolfo Dias ou Adolfo Deste, Adolfo Deram, Adolfo Deivos, Adolfo Dido…

  2. os alemães não chacinaram “dezenas de milhares de pessoas”, foram centenas de milhares. Só os Hereros foi um milhão. A chacina dos africanos foi um ensaio do que viria a ser o Holocausto.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE