Músicos tocam nas casas de banho de centro comercial de Leiria

gwarcita / Flickr

-

Quem for à casa de banho no LeiriaShopping este mês pode ser surpreendido, lá dentro, por músicos a improvisarem com os sons produzidos por quem frequenta as instalações sanitárias, no âmbito de uma ação de sensibilização ambiental.

Estes micro-concertos acontecem no sábado e no domingo, e nos dias 29 e 30, por iniciativa da Simlis, empresa que gere o Sistema Multimunicipal de Saneamento do Lis, e serão interpretados por oito músicos da Sociedade Artística e Musical dos Pousos (SAMP).

Nesses dias, quem entrar numa das casas de banho do centro comercial a uma determinada hora será surpreendido com uma performance musical específica para o efeito.

“As casas de banho estão cheias de sons, haja mais ou menos pudor do que falar dos sons que cada um de nós emite ou ouve lá dentro. Há água e ar a correr em várias circunstâncias. Algum ar somos nós que produzimos, como flatulências controladas ou incontroladas. Mas são sons que os artistas foram estimulados a explorar. Os músicos/atores que vão viajar neste território vão tentar integrar esses sons naquilo que é a música que eles tocam”, explicou o diretor pedagógico da SAMP, Paulo Lameiro.

A música irá do pop-rock à tradicional, com instrumentos clássicos e eletrónicos, sempre “entendendo quem entrar na casa de banho como um ator e um intérprete. Daí surgirão duetos com os músicos”.

Cada músico improvisará com base nos sons que forem produzidos pelas pessoas que estão ao pé de si, “interagindo com elas. E mais não posso dizer?”, brinca Paulo Lameiro, que assume a sensibilidade destas performances de hora e meia.

“As pessoas vão dirigir-se à casa de banho, mas não vão apanhar um susto. Vamos respeitar a intimidade de quem quiser mais intimidade? Vamos correr riscos, vamos testar fronteiras e algumas pessoas porventura vão sair zangadas daqui: por isso peço desde já desculpa”.

O ciclo de mini-concertos integra um programa da Simlis para alertar a comunidade sobre os efeitos de deitar pensos higiénicos, esfregões, tampões, cotonetes e outros detritos para os esgotos.

O programa intitula-se “O cano é que paga” e, segundo a administradora-delegada da empresa, Filipa Alves, tem ainda “um longo percurso a percorrer”.

“A população em geral precisa de conhecer o impacto dessas práticas. Com essa mudança, melhorará a gestão do sistema e a utilização das estruturas de saneamento. E a música é um fator chave e uma arma poderosa na melhoria do alcance que essa mensagem pode ter”.

Os micro-concertos no LeiriaShopping decorrem no sábado e no dia 29 entre as 16:30 e 18:00, e no domingo e no dia 30, das 13:30 e as 15:00.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …