A Ciência descobriu um novo uso para a música de Skrillex: repelente de mosquitos

Segundo um estudo recente, a música Scary Monsters And Nice Sprites, de Skrillex, é altamente eficaz em manter os mosquitos longe do nosso sangue.

Este estudo pode parecer demasiado bizarro para ser verdade, mas os cientistas afirmam, com certeza, que a música Scary Monsters And Nice Sprites, do produtor musical Skrillex, pode evitar que os mosquitos piquem a nossa pele.

O artigo científico foi publicado na Acta Tropica e pode ajudar os cientistas a encontrar novas formas de manter os insetos transmissores de doenças longe da nossa pele com a ajuda preciosa de sons como este.

Para chegar a esta conclusão, a equipa de cientistas expôs o mosquito da febre amarela (Aedes aegypti) à música de Skrillex. Scary Monsters And Nice Sprites foi a música escolhida devido à sua mistura de frequências muito altas e muito baixas, que os cientistas suspeitavam que podiam perturbar os mosquitos. E foi o que, de facto, aconteceu.

Segundo o Fast Company, os investigadores dividiram os mosquitos Aedes aegypti em dois grupos: um deles ouviu a música de Skrillex e o outro não. O resultado foi claro e mostrou que a música tornou os insetos menos sedentos por sangue e menos propensos a ter relações sexuais.

De acordo com os cientistas, o som e a sua receção são cruciais para a reprodução, sobrevivência e manutenção da população de vários animais. “Nos insetos, as vibrações de baixa frequência facilitam as interações sexuais, enquanto que o ruído interrompe a perceção dos sinais de insetos da mesma espécie e hospedeiros”, referem.

A experiência fez com que os investigadores chegassem à conclusão de que as fêmeas eram “entretidas” pela música e, por isso, atacavam menos vezes os humanos. Por sua vez, os machos tinham relações sexuais “com muito menos frequência”, em comparação com o grupo de controlo.

“A observação de que esta música pode atrasar o ataque do hospedeiro, reduzir a alimentação sanguínea e interromper o acasalamento fornece novos caminhos para o desenvolvimento de medidas de proteção e controlo pessoal baseadas na música contra doenças transmitidas pelo Aedes“, adianta o relatório.

O mosquito da febre amarela é, geralmente, encontrado em climas tropicais e conhecido por espalhar doenças mortais, como a febre amarela (espalhada pelas fêmeas do mosquito Aedes aegypti), e também a infeção pelo vírus zika.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. ZAP… gosto muito de vos ler, especialmente no que toca à ciência e à política.

    No que diz respeito à ortografia… Ai ai. Hoje em dia, com corretores ortográficos (alguns até com AI), cada vez menos é desculpa.

    Um abraço!

    • Caro Discípulo do ZAP,
      Obrigado pelo seu feedback, que muito nos apraz.
      Quanto ao seu reparo acerca da ortografia, lamentamos não ter sabido identificar quaisquer erros ortográficos nesta notícia (exceptuando talvez o uso de “sedentos por sangue”, que poderíamos ter escrito “sedentos de sangue”, mas que não é uma questão ortográfica).
      Pode por favor ajudar-nos?

  2. Boa tarde
    talvez seja boa ideia substituir
    “A experiência fez com que os investigadores chegassem à conclusão que as fêmeas era “entretidas” pela música (…)”
    por
    “A experiência fez com que os investigadores chegassem à conclusão de que as fêmeas eram “entretidas” pela música (…)”
    e, ainda,
    “O mosquito da febre amarela é, geralmente, encontrado em climas tropicais e conhecido por espalha doenças mortais, como o vírus zika.”
    por
    “O mosquito da febre amarela é, geralmente, encontrado em climas tropicais e conhecido por espalhar doenças mortais, como a febre amarela (espalhada pelas fêmeas do mosquito Aedes aegypti), e também a infecção pelo vírus zika.”
    (nota: o vírus zika não é uma doença mortal e a sua associação a doenças, de que a mais sonante será a microcefalia de recém nascidos, ainda está em investigação – ver, a propósito, página sobre o zika no site da DGS).

Responder a ZAP Cancelar resposta

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …