O Museu do Futuro no Dubai, considerado o edifício mais bonito do mundo, já abriu portas

Lyonerov / Wikimedia

O edifício integra a aposta maior dos Emirados Árabes Unidos na cultura e no turismo, com o país a tentar tornar a sua economia menos dependente do petróleo. Vão ser exibidas inovações de design e de tecnologia.

Considerado por muitos o edifício mais bonito do mundo, o Museu do Futuro, no Dubai, abriu finalmente as portas na terça-feira, nota a AFP.

O edifício tem sete andares e a forma de uma elipse oca e é decorado com citações do líder do Dubai, o emir Mohammed bin Rashid Al-Maktoum, em caligrafia árabe e também com milhares de metros de luzes LED.

O museu está ainda localizado na principal estrada da cidade, na Sheikh Zayed Road. Ainda não se sabe ao certo o que vai ser exposto no Museu, mas especula-se que, tal como o nome indica, se baseie em projetos futuristas de tecnologia e design, com os organizadores a afirmarem que os visitantes farão “uma viagem até ao ano 2071”.

Os sinais ao longo da estrada descrevem o museu como o “edifício mais bonito da Terra”, que é a nova adição à coleção cada vez maior de exemplos de arquitetura inovadores e vistosos nos Emirados Árabes Unidos e surge depois da abertura a 30 de Setembro da feira mundial Expo que custou quase 6 300 milhões de euros.

Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos, acolhe ainda uma sucursal do Louvre, cuja licença foi alargada mais dez 10 anos até 2047, com um custo de 165 milhões de euros. Este museu abriu no final de 2017 e atraiu dois milhões de visitantes antes da pandemia.

O país está assim a apostar na cultura e no turismo como uma forma de diversificar os seus pontos fortes económicos e, aos poucos, tornar o Estado menos dependente da exploração e do comércio do petróleo.

Os EAU vão ainda começar a apostar na corrida ao Espaço, depois de terem enviado o seu primeiro astronauta em 2019 e de em 2021 terem enviado uma sonda que faz órbita a Marte.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.