Múmia egípcia com cabeças de princesa e de crocodilo exibida pela primeira vez

Uma antiga múmia egípcia com duas cabeças, uma de uma princesa e outra de um crocodilo, foi exibida pela primeira vez na Turquia, depois de ter sido escondida do público durante mais de um Século por ordem do Sultão otomano Abdulhamid II.

O jornal Hurriyet salienta que, segundo especialistas turcos, a múmia é composta por restos de uma princesa do Antigo Egipto não identificada e pelo corpo e o crânio de um crocodilo do Nilo.

A explicar esta estranha múmia, há uma lenda que conta que a menina morreu atacada por um destes répteis. Por isso, os governantes daquela época decidiram juntar os corpos, acreditando que assim a jovem herdeira do Faraó ressuscitaria, transformando-se num crocodilo.

Inicialmente, a múmia permaneceu no Palácio de Yildiz, em Istambul, a capital da Turquia, depois de ter sido trazida do Egipto pelo Sultão Abdulaziz, em meados do Século XIX. E foi uma situação anedótica que levou à transferência da múmia para outro palácio, como escreveu na década de 1950 o historiador turco Ibrahim Hakki Konyali.

Aparentemente, um dos servos do Palácio de Yildiz queria que o confeiteiro da corte lhe desse doces. Como o pedido foi recusado, ele decidiu então fazer uma brincadeira, colocando a cabeça do crocodilo sobre as pilhas de sacos de açúcar do armazém do palácio.

À noite, o criado começou a reproduzir sons no depósito para chamar a atenção. Assustados, os moradores do Palácio foram até ao local de onde vinha o barulho, e descobriram horrorizados a cabeça do réptil e acreditaram que ela era a fonte dos barulhos.

De seguida, o empregado apareceu e disse que retiraria a cabeça com a condição de que o confeiteiro aceitasse as suas exigências.

Depois disso, o Sultão decidiu que a múmia fosse transferida para a sua actual residência no Palácio de Topkapi, também em Istambul, para aliviar as tensões.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Precisamente senhores “jornalistas”, se Istambul é a capital da Turquia, Ancara é o quê?
    Quanto à notícia já tentei perceber nas fontes mas não cheguei a nenhuma conclusão… é que as duas fotos parecem de múmias distintas (uma da princesa e outra do crocodilo separados) caso sejam do mesmo corpo mas referentes a diferentes estados de decomposição também não faz sentido pois teríamos de estar a falar de dezenas ou centenas de anos e a qualidade das fotos é idêntica.

    • Caro “Pedro Sousa”,
      Tecnicamente, é mais correcto dizer que Ancara é a capital da Turquia. Istambul é considerada a capital financeira.
      No que diz respeito à notícia, a múmia das duas cabeças é a da foto da esquerda (ou seja, a que está no tweet do Hurriyet no fim do texto)

      • Eh eh eh… Ó ZAP… por amor de Deus!!! Quando se erra reconhece-se e a vida continua… Agora dizer… “é mais correto”…
        Isto é quase como aquela equipa quer perdeu 7 a 0 e no final diz que foi um quase empate. Não, não foi. Foi uma derrota das grandes.

    • Caro Pedro. Obrigado pelo seu reparo. O ZAP está a antecipar-se às intenções do Erdogan em mudar a capital para Istambul, acabando assim a supremacia política de Ancara.
      Quanto ao resto do seu comentário reconhecemos que o caro amigo não terá compreendido porque o seu intelecto não lhe permite mais. Contente-se em ser quem é e aceite-se assim mesmo. É um primeiro passo para a felicidade.

RESPONDER

Físicos produziram o campo magnético mais forte e controlável de sempre

Um grupo de cientistas do Instituto de Física do Estado Sólido da Universidade de Tóquio, no Japão, produziu o campo magnético mais forte e controlável já criado em ambientes fechados - é um macro para …

"Impossível" puzzle químico do ouro foi finalmente resolvido

Uma equipa de cientistas russos e alemães conseguiu decifrar o segredo da estabilidade da estrutura cristalina do calaverita (AuTe2) - um raro mineral metálico também conhecido como telúrio de ouro. A descoberta, publicada nesta terça-feira na …

Há caranguejos mutantes e zangados a invadir a costa dos EUA (e são verdes)

Uma espécie agressiva de caranguejo verde está a invadir as águas do estado norte-americano de Maine, deixando um rasto de destruição nos habitats e ecossistemas aquáticos. Os caranguejos (Carcinus maenas) ameaçam várias espécies, como mexilhões azuis, …

Porsche quer ser a primeira fabricante alemã a deixar o diesel

A Porsche quer tornar-se a primeira fabricante automobilística alemã a deixar o diesel, apostando em motores a gasolina, híbridos e, a partir de 2019, em veículos elétricos, anunciou este domingo o presidente executivo da empresa. "Agora …

Viver nas cidades aumenta risco de demência (e a culpa é da poluição)

Viver na cidade influencia a nossa saúde. Segundo um estudo recente, a poluição do ar pode aumentar em 40% o risco de desenvolver demência. O impacto da poluição do ar na nossa saúde já era conhecido, …

Finalmente resolvido o mistério do assassino de gatos em Londres

Um dos mistérios criminais que intrigava a Inglaterra está finalmente resolvido. A conclusão é que, afinal, o famoso assassino de gatos de Croydon não existe. O mistério à volta da morte de mais de 400 gatos …

Benfica - Aves | Triunfo de águia exuberante e perdulária

O Benfica respondeu ao triunfo do FC Porto no sábado com uma vitória caseira sobre o Desportivo das Aves, por 2-0. O resultado pode indicar algumas dificuldades por parte da formação “encarnada”, mas pode-se dizer, sem …

Aquecimento global no Pleistoceno elevou nível do mar até 13 metros

O aquecimento global no final do período do Pleistoceno, com temperaturas similares às previstas para este século, reduziu a camada de gelo da Antártida oriental e elevou o nível do mar até 13 metros acima …

Autor dos mais famosos estudos sobre comida viu 13 artigos retirados

O famoso investigador norte-americano está envolvido numa polémica, depois de 13 dos seus estudos científicos terem sido retirados de algumas publicações. É provável que nunca tenha ouvido falar de Brian Wansink mas, tal como recorda o …

NASA observa movimentos tectónicos recentes em Marte

A sonda Mars Express da NASA observou fissuras proeminentes em Marte causadas devido à ação de falhas tectónicas que atingiram a superfície do planeta há menos de dez milhões de anos. As imagens foram capturadas …