Múmia de criança do século XVI tinha hepatite B

Gino Fornaciari / Universitdade de Pisa

Uma estirpe viral da hepatite B foi encontrada no corpo mumificado de uma criança que morreu no século XVI, permitindo aos cientistas confirmar que o agente patogénico afeta a Humanidade há séculos.

Cientistas sequenciaram o genoma de uma estirpe do vírus da hepatite B, encontrada no corpo mumificado de uma criança que terá morrido no século XVI.

A equipa conseguiu, assim, confirmar que este agente patogénico afeta a Humanidade há muitos séculos. A investigação foi publicada, esta quinta-feira, na revista científica norte-americana PLOS Pathogens.

Os investigadores da Universidade McMaster, no Canadá, analisaram amostras de pede e de tecido ósseo e foram capazes de identificar fragmentos de ADN viral, contrariando assim as anteriores análises aos restos da criança que sugeriam que tivesse sido infetado com o vírus da varíola.

A análise do genoma viral presente nos restos mumificados da criança – que se encontram enterrados na Basílica de São Domingos Maior, em Nápoles, Itália – revelou que, afinal, se tratava do vírus da hepatite B.

Segundo o Público, este vírus afeta o fígado e pode também causar erupção cutânea da cara, mais conhecida como a síndrome de Gianotti-Crosti.

Com esta investigação, fica assim confirmado que a hepatite B afeta a Humanidade há muito mais tempo do que imaginávamos, e que o vírus pouco se alterou nos últimos 450 anos, afirmou Hendrik Poinar, geneticista evolutivo da Universidade de McMaster e o principal autor do estudo.

“Os dados mostram a importância das análises moleculares para identificar a presença de agentes patogénicos do passado, permitindo determinar há quanto tempo infetam os humanos”, disse o investigador, citado num comunicado da sua universidade.

“Quanto maior for a nossa compreensão sobre o comportamento das pandemias e os surtos infecciosos no passado, melhor compreenderemos como é que esses vírus funcionam e como se propagam hoje, ajudando-nos a controlá-los melhor”, concluiu o investigador.

Afetando cerca de 350 milhões de pessoas, a hepatite B provoca quase um milhão de mortes todos os anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rio acusa Governo de "partidarização" ao escolher Galamba para secretário de Estado

O presidente do PSD, Rio Rio, acusou esta segunda-feira o Governo de estar a “partidarizar a pasta da Energia”, reagindo a notícias que dão conta de que o deputado do PS João Galamba é o …

Encontrado vestígio de vida animal mais antigo de sempre

Investigadores da Universidade da Califórnia afirmam ter descoberto o vestígio mais antigo de vida animal conhecido, de formas de vida que existiram há mais de 635 milhões de anos. O estudo publicado esta segunda-feira na revista …

Inundações no sul de França fazem 12 mortos

O número de mortos nas inundações na zona de Carcassonne, na região de Aude, no sudoeste de França, subiu para 12, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades, referindo que há uma pessoa desaparecida. O primeiro-ministro francês, Édouard …

Ursos polares famintos estão a comer baleias (e isso ajuda-os a sobreviver ao aquecimento)

Há mais de um ano, ursos polares reuniram-se num ilha ao largo da costa norte da Sibéria para devorar uma baleia morta. Um estudo recente defende que, no passado geológico, os ursos polares podem ter …

Morreu Paul Allen, cofundador da Microsoft

Paul Allen, cofundador da Microsoft, morreu com 65 anos durante a tarde desta segunda-feira, anunciou a sua empresa, a Vulcan Inc, em nome da família.  Paul Allen tinha retomado recentemente tratamentos contra um linfoma não-Hodgkin, diagnosticado …

Todas as missões da NASA deveriam procurar vida extraterrestre

A procura por sinais de vida alienígena deve fazer parte de todas as missões futuras da NASA. A organização deve expandir o seu leque sobre possíveis sinais extraterrestres, de forma a conseguir identificá-los, aponta um …

Cientistas alcançam a primeira aceleração de eletrões em ondas de plasma

Físicos demonstraram uma nova técnica para acelerar eletrões a energias muito altas em distâncias muito curtas, uma técnica que permitirá alcançar novos avanços na física de partículas a preços mais modestos. O Large Hadron Collider (LHC) …

Casais de ratos do mesmo sexo tiveram crias

Cientistas da Academia Chinesa fizeram nascer crias de ratos de casais do mesmo sexo através de uma nova técnica que utiliza células estaminais modificadas. A nova técnica desenvolvida pelos cientistas chineses mistura células estaminais modificadas que …

Cientistas revertem casos de Diabetes tipo 2

Num novo estudo, cientistas bloquearam a proteína VDAC1 nas células que produzem insulina e conseguiram reverter casos de Diabetes tipo 2. Os investigadores também conseguiram mostrar que é possível prevenir o surgimento da doença. O estudo, …

Brexit. May diz que acordo “ainda é possível”, mas divergência que resta é “frustrante”

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu esta segunda-feira que "ainda é possível" um acordo que permita uma saída ordeira do Reino Unido da União Europeia, mas a divergência que resta com Bruxelas é "frustrante. Numa declaração …