Multinacional oferece emprego qualificado em Portugal mas não tem candidatos

Um engenheiro de Mirandela regressou à terra para instalar na cidade transmontana o polo principal de uma nova multinacional na área da energia que está a recrutar, mas não consegue candidatos para emprego qualificado.

Manuel Lemos é um dos fundadores da Enline, que escolheu Mirandela para sede em Portugal da empresa, que tem 25 clientes nos cinco continentes, entre eles as elétricas nacionais de vários países que usam o software desenvolvido para monitorizar remotamente linhas e equipamentos de energia.

Portugal foi onde tentaram experimentar o produto sem sucesso e ainda hoje não têm clientes no país, onde agora se confrontam com a dificuldade de encontrar interessados para preencher as vagas de emprego que estão a oferecer.

“Estamos a ter imensa dificuldade em encontrar profissionais principalmente para desenvolvimento de negócio, pessoas com experiência em mercados internacionais, capacidade de falar e escrever inglês, entre outras línguas”, concretizou à Lusa.

A empresa já abriu concursos e continua com “sete ou oito vagas”, que incluem também profissionais com experiencia no setor elétrico ou softwares e das especialidades de Tecnologias da Informação e de Marketing.

“Acho que é muito importante tornar público que existe uma empresa de software internacional, que atualmente exporta 100% do que faz para o mundo, que está por decisão dos acionistas em Trás-os-Montes, mas que precisamos de profissionais que queiram vir para o interior”, salientou.

A empresa recebeu apoio do programa para contratação de quadros qualificados, o COESO, e tem como parceiro estratégico o Instituto Politécnico de Bragança (IPB) que “já ajudou a contratar uma pessoa” e em conjunto estão a entrevistar outras.

Manuel Lemos tem 37 anos e é natural de Mirandela, no distrito de Bragança, estudou engenharia no Porto e emigrou para o Peru, na crise de 2008.

Foi trabalhar para uma empresa alemã da área da energia, papel e mobilidade e foi lá que conheceu outros dois engenheiros estrangeiros com quem decidiu arriscar.

Esta aventura começou em 2018 com o desenvolvimento de um software para monitorização de equipamentos e linhas de energia que se distinguem do que existe no mercado por não necessitar de equipamento ou idas ao terreno.

Conseguiram apoio de uma incubadora de empresas da União Europeia e um investidor português e, mais recentemente, da incubadora do Parque Natural Regional do Vale do Tua.

“Esse processo foi complicado, nós iniciamos em Portugal, onde infelizmente não tivemos sucesso”, recordou.

Foram bater a portas distintas europeias e a primeira que se abriu foi a da rede elétrica espanhola, seguindo-se a Áustria, Alemanha, e, atualmente, têm clientes “na Austrália, Índia, Canadá, Estados Unidos, muitos países da América Latina, desde Brasil, Peru, Colômbia, Chile, Argentina e Uruguai”.

A empresa tem escritórios no Brasil, Peru, Alemanha e agentes e revendedores em diferentes países.

“Em Portugal, estamos a tentar convencer distintos clientes como a REN, EDP, entre outros, a aplicar as nossas tecnologias, mas infelizmente ainda não está nada contratualizado, mas temos muito otimismo que possa ainda ocorrer este ano”, contou.

De acordo com o sócio, a tecnologia que desenvolveram permite antecipar, prevenir e corrigir os problemas que afetam a distribuição de energia, nomeadamente os mais conhecidos dos público em geral, como os cortes no fornecimento ou incêndios causados por linhas de alta tensão.

A empresa tem tecnologia que cria um chamado “gémeo digital” da rede ou equipamento, através do qual é possível fazer uma leitura real do que está a ocorrer e “diagnosticar e informar o cliente sobre potenciais falhas ou eventos e como corrigir antes que estas ocorram ou no momento em que estejam ocorrer”.

A tecnologia destina-se também a melhorar a potência, redução de perdas até 25% ou controlo da vegetação ao longo das linhas, assim como de incêndios provocados por linhas de transmissões, através das faíscas geradas por descargas elétricas ou curto-circuitos.

A tecnologia está a ser aplicada em “aproximadamente dois mil quilómetros de linhas em todo o mundo, sendo que as vendas oficiais começaram há pouco mais de um ano”.

A perspetiva é “até ao final do ano duplicar este valor e no próximo ano atingir entre dez a 15 mil quilómetros e ir crescendo”.

Manuel Lemos acredita neste crescimento com base nos números de um mercado mundial de “aproximadamente 100 milhões de quilómetros de linhas de transmissão”.

O volume de negócios da Enline “ainda é pequeno” por ainda se encontrar “numa etapa de desenvolvimento de projeto-piloto com clientes estratégicos”.

Manuel Lemos prevê que chegarão ao final do ano “com aproximadamente meio milhão de euros de negócios” e espera “ultrapassar um milhão” no próximo ano, com o objetivo de “chegar a cinco milhões de euros entre 2023 e 2024”.

  // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ou a noticia é mentirosa, ou a empresa não encontra profissionais por que não informa em nenhum lugar que tem vagas de emprego ou a própria empresa está a “chorar” por subsidio.
    Procurem no Linkedin, não tem ofertas de empregos, procurem no próprio site da empresa, também não apresenta vagas disponíveis.

RESPONDER

Medina renuncia a cargo de vereador para facilitar a vida a Moedas

Numa carta enviada à Assembleia Municipal, Fernando Medina afirma que a sua saída ajuda ao funcionamento do executivo municipal de Carlos Moedas, novo presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Depois de uma derrota inesperada na …

Resposta britânica à pandemia foi "dos maiores fracassos de sempre"

Um relatório do Parlamento britânico sobre a gestão pandémica no Reino Unido arrasa os esforços do executivo britânico no sentido de impedir a propagação do vírus no início da pandemia. Segundo a visão dos parlamentares, a …

PGR abre inquérito a caso de jovem agredido no Porto que acabou por morrer

A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu um inquérito para investigar o caso do rapaz de 23 anos que foi espancado na Baixa do Porto, na madrugada de domingo, e que acabou por morrer no hospital, …

Podia ser anedota, mas não é: equipa marcou 4 auto-golos, de propósito

Jogadoras de futsal do Banfield estavam a vencer por 2-0 quando decidiram perder propositadamente. Tudo a pensar nos play-offs. Quem abrir este artigo e analisar este vídeo, pode pensar que isto foi filmado propositadamente para os …

Portugal vai receber 6,1 milhões de vacinas até ao final do ano

Portugal vai receber cerca de 6,1 milhões de vacinas contra a covid-19 até final do ano, dispondo de doses suficientes para voltar a vacinar toda a população, caso seja necessário, anunciou hoje o coordenador da …

Objeto de Hamilton. Galáxia "dupla" intrigou astrónomos durante anos

O nosso Universo esconde vários objetos estranhos, desde estrelas em explosão a galáxias em colisão. O Hubble encontrou o que parece ser um par de objetos idênticos, tão estranhos que os astrónomos demoraram vários anos …

Neymar, de novo: "Aquilo foi uma declaração terrível para o PSG"

Jérôme Rothen avisou: Neymar disse que vai deixar o futebol depois do Mundial e pode ter que enfrentar consequências. Neymar, Neymar, Neymar. O jogador brasileiro mais falado por estes dias (e em muitos outros períodos). Desta …

Portugal regista mais 719 casos de covid-19 e oito mortos. Internamentos descem

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais oito mortes e 719 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2. O número de pessoas internadas volta a descer. O boletim epidemiológico desta terça-feira informa que há menos 11 pessoas …

Vulcão, La Palma

Avanço da lava em La Palma obriga cerca de 800 pessoas a abandonar as casas. Há agora perto de sete mil desalojados

A lava proveniente do vulcão Cumbre Vieja continua a consumir a ilha de La Palma, nas Canárias. Ao fim de 23 dias, surgem novas correntes que obrigaram cerca de 800 habitantes a abandonar as suas …

Pintura inacabada de Picasso descoberta ao fim de 118 anos. Inteligência Artificial finalizou a obra

Um nova obra de Picasso foi descoberta por baixo de outra reprodução do artista. A pintura de uma mulher nua estava escondida pela obra "A Refeição de um Homem Cego". Segundo noticia a CNN, a descoberta …