Há mulheres-polícia que recebem menos quando estão grávidas

De acordo com um relatório sobre as iniquidades de género dentro da Polícia de Segurança Pública (PSP), ao qual a revista Sábado teve acesso, há mulheres-polícia que recebem menos quando ficam grávidas.

Segundo o inquérito realizado no âmbito do projeto europeu “Equal Police: European Police together toward more egalitarian workplace”, ao qual a revista Sábado teve acesso, a lei que garante os direitos sociais das mulheres quando estas engravidam, por vezes, não é no seio policial.

De acordo com a Sábado, o “direito de redução horária” e o “horário para amamentação“, às vezes, não é respeitado. Há ainda situações em que as agentes perdem parte do seu vencimento normal.

O relatório concluiu que, em relação ao vencimento, não há desigualdade entre homens e mulheres no mesmo cargo. Contudo, verifica-se, por vezes, um corte no vencimento na fase da licença de maternidade – e essa é uma das maiores dificuldades encontradas pelas mulheres-polícia, segundo as respostas dadas ao inquérito.

As agentes gostariam que os serviços sociais tivessem um papel mais interventivo, construindo creches e jardins-de-infância, além de oferecerem incentivos à natalidade.

O sindicato concluiu que a falta de respeito pelos direitos das agentes enquanto grávidas compromete a “harmonia entre a vida profissional com a vida familiar”.

Por outro lado, as agentes consideram que há igualdade na altura da promoção. De acordo com os dados divulgados pela Sábado, apesar de haver apenas 10% de mulheres nas forças policiais, representam 14,86% dos cargos de oficial.

Faltam coletes à prova de bala para mulheres

O relatório ao qual a Sábado teve acesso denuncia ainda a falta de coletes à prova de bala adaptados para o corpo feminino na polícia portuguesa. Os coletes existentes não são adaptados à anatomia feminina e às armas demasiado grandes.

Por outro lado, outra denúncia refere-se às instalações não-diferenciadas para homens e mulheres. Há, segundo o relatório, dezenas de esquadras espalhadas pelo país onde as instalações não estão preparadas para receber mulheres. A revista Sábado sublinha ainda que não há vestiários onde as agentes se possam “fardar e desfardar” e não há “casas de banho diferenciadas”.

Além disso, recentemente, entrou em vigor um novo modelo de fardamento na PSP. No entanto, esse novo modelo de requisição não responde “às necessidades específicas dos elementos femininos”. Segundo a Sábado, uma das peças de vestuário que não olha às diferenças entre homens e mulheres são as calças.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O mar interno da misteriosa Encélado "grita" habitabilidade

Uma equipa de especialistas desenvolveu um novo modelo geoquímico que revela que o dióxido de carbono do interior de Encélado, lua de Saturno que abriga um oceano, pode ser controlado através de reações químicas no …

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …