MP suspeita que a Caixa favoreceu empresários e escondeu dívidas de clientes

João Carvalho / wikimedia

Edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, CGD

Edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos, CGD

As administrações de Santos Ferreira, Faria de Oliveira e José de Matos na Caixa Geral de Depósitos (CGD) estão sob suspeita de “favorecimentos” a empresários na concessão de créditos e de ocultação deliberada de passivos e de incumprimento de clientes.

Estes dados constam do acórdão entregue no Parlamento, redigido pelo Tribunal da Relação de Lisboa sobre o pedido de levantamento de sigilo bancário na CGD, recusado pelo Banco de Portugal, e são divulgados pelo jornal Público.

O diário nota que o Ministério Público suspeita de “gestão danosa” devido a práticas realizadas entre 2007 e 2016, envolvendo assim as administrações de Santos Ferreira, Faria de Oliveira e José de Matos.

O acórdão nota a “suspeita de que a Caixa tem vindo a acumular, desde pelo menos a década de 2000, um conjunto de negócios consubstanciados em concessões de crédito, sem que as mesmas se revelassem colaterizadas por garantias bancárias adequadas“.

O documento menciona ainda “uma deficiente análise de risco” e “negligência na observância dos níveis prudenciais adequados”, concluindo que estão em causa procedimentos que podem “consubstanciar uma intencional prática de favorecimento de determinados agentes económicos em detrimento de outros, face às condições de acesso ao mercado de crédito”, conforme cita o Público.

Há também suspeitas de que as imparidades registadas na CGD foram uma via para “limpar” créditos cuja concessão violou “normas de racionalidade na gestão”.

O acórdão refere que “se detectou que clientes que apresentavam operações vencidas e tido [como] pagas foram classificadas no segmento ‘créditos sem incumprimento'”, situação que “aponta para uma acção deliberada no sentido de omitir o passivo gerado na esfera do banco”.

Estas práticas suspeitas podem ter “relevância criminal, sendo passíveis de configurar, pelo menos, a comissão de crime de administração danosa”, menciona ainda o documento citado pelo Público.

O Banco de Portugal ainda não foi notificado da decisão e não conhece os seus termos, pelo que só depois decidirá como actuar.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A banca pública que deveria ser um exemplo para o país afinal está metida num atoleiro igualzinho à banca privada, evitam de vir os defensores de alguma das partes dizer que uma é melhor que a outra, são ambas lixo!.

  2. Os meus parabéns ao Ministério Público.
    Têm vindo a mostrar trabalho, agora é preciso conseguir condenações com penas exemplares, que ajam como factor dissuasor para que estes comportamentos não se repitam.

    • Não temos juízes à altura do trabalho do MP ou da PJ. Estão comprados pelo poder político, uns, e outros julgam-se deuses

RESPONDER

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …