MP investiga maus tratos e agressões em lar para menores em risco

Seis funcionários da Casa dos Rapazes, uma instituição de Viana do Castelo que acolhe menores em risco, são acusados de maus-tratos e agressões a jovens com idades entre os 11 e os 15 anos. O caso está a ser investigado pelo Ministério Público, depois de uma denúncia.

O jornal Público apurou que a Casa dos Rapazes de Viana do Castelo está a ser investigada pelo Ministério Público sob suspeita de práticas de violência e de maus tratos contra algumas das 46 crianças e jovens que a instituição acolhe.

O caso terá sido despoletado por denúncias de educadores da própria instituição.

O Público divulga dois vídeos que ilustram as alegadas práticas de violência. Num deles, datado de 2015, num dos encontros habituais da equipa técnica da instituição com rapazes com idades entre os 11 e os 15 anos/16 anos, há um rapaz que é questionado por ter usado a palavra “p***”, enquanto o coordenador da unidade lhe dá “repetidas palmadinhas na cabeça” e diz “Anda caramelo!”, conforme reporta o jornal.

“A violência ter-se-á tornado uma prática educativa no lar”, aponta o Público, realçando que os “superiores hierárquicos” terão recomendado a técnicos e educadores para recorrerem a “práticas de controlo do comportamento” como “insulto verbal, humilhação e castigo”.

Noutro vídeo divulgado pelo Público, datado de 2 de Março de 2017, o coordenador da unidade fala com um rapaz que terá roubado lápis. E embora não seja visível nas imagens, depreende-se que acaba por agredir o adolescente, que terá 13 anos. A directora técnica estará presente e chama “porco” à criança, relata o diário.

“Pouco-a-pouco, a violência verbal, emocional ou mesmo física ter-se-ão tornado num modo aceitável de lidar com a experimentação sexual dos rapazes e com outros comportamentos considerados desviantes”, relata o Público.

O jornal conta que o rapaz que roubou lápis terá sido violentamente agredido por três educadores, depois de ter sido apanhado na cama com outro adolescente de 16 anos.

A denúncia ao Ministério Público terá sido feita depois disso, a 18 de Abril passado. A linha SOS Criança terá também sido alertada, tal como o Instituto de Segurança Social (ISS) que tutela o lar de acolhimento.

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco terá igualmente conhecimento do caso e alguns dos jovens da instituição já terão sido transferidos para outros lares.

Quanto aos seis funcionários suspeitos, continuam a trabalhar no lar, “alegadamente pressionando rapazes a alterar a versão dos acontecimentos”, refere o Público. Um dos arguidos terá sido mesmo alvo de uma promoção dentro da instituição, relata o jornal.

O presidente da direcção da Casa dos Rapazes, Luís Brito, refere ao Público que está em curso “um processo interno”, escusando-se a revelar mais detalhes.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Friends: regresso da série está em negociações

De acordo com o The Hollywood Reporter, encontram-se a decorrer negociações que podem levar a uma reunião da série intemporal Friends. Este retorno seria um trunfo exclusivo da plataforma HBO Max, que ainda não foi …

NASA rebatiza Ultima Thule. Antigo nome foi associado ao nazismo

O nome do Ultima Thule deu polémica e a NASA decidiu mudá-lo. A controvérsia surgiu pelo nome dado inicialmente ao mundo gelado do Cinturão de Kuiper estar vinculado à ideologia nazi. O anúncio foi feito esta …

Vídeo mostra orcas a perseguirem tubarões-brancos na África do Sul

O tubarão-branco é visto como o maior predador dos oceanos. Mas um novo vídeo mostra que nem este animal está assim tão seguro, sendo na verdade uma presa para outras espécies. De acordo com o Science …

Descoberta a primeira vespa polinizadora da época dos dinossauros

Uma equipa de cientistas encontrou a primeira vespa polinizadora (prosphex anthophilos), que conviveu com dinossauros há cerca de 100 milhões de anos. O animal foi encontrado num fragmento de resina fossilizada em Mianmar, na Birmânia, segundo …

China está a vender drones assassinos ao Médio Oriente

A China está a vender drones capazes de matar automaticamente, sem necessidade de controlo humano. Os seus principais clientes serão a Arábia Saudita e o Paquistão. Segundo o site Defense One, uma empresa chamada Ziyan está …

Aumento da temperatura pode vir a matar 1,5 milhões de indianos por ano

Se as emissões globais de gases de efeito de estufa não forem interrompidas, cerca de 1,5 milhões de indianos podem vir a morrer anualmente até 2100 devido ao aumento das temperaturas. Os números contam de …

O vencedor do Tour de France, Egan Bernal, pode ter beneficiado de uma vantagem genética

O ponto de viragem da Tour de France deste verão ocorreu no alto de uma montanha nos Alpes franceses. Foi o resultado de anos de treinamento e, de acordo com um estudo divulgado na segunda-feira, …

Mina Chang utilizou uma capa falsa da Time no CV e conseguiu chegar ao Governo de Trump

Mina Chang, vice-secretária adjunta do Gabinete de Operações de Conflitos e Estabilização do Departamento de Estado dos Estados Unidos, mentiu no seu currículo para conseguir alcançar um lugar no Governo de Donald Trump. De acordo com …

Jovem norueguesa controla 450 perfis no Instagram para tentar evitar suicídios

Uma norueguesa de 22 controla 450 perfis privados no Instagram para tentar evitar suicídios, conta a emissora britânica BBC, revelando ainda que a jovem recebeu já o apelido de "salva-vidas" devido ao trabalho que leva …

Espanha vai tentar exumar 31 corpos que se encontram no Vale dos Caídos

As autoridades espanholas vão tentar exumar 31 dos milhares de corpos de pessoas enterradas no Vale dos Caídos, um grande mausoléu onde esteve enterrado o ditador Francisco Franco até ao mês passado. Segundo a agência Associated …