MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

2

António Lacerda / EPA

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de sementes de feijão.

Segundo um comunicado divulgado esta quarta-feira pelo Ministério Público Federal (MPF), a ação exige o pagamento de uma indemnização no valor de 300 mil reais (48 mil euros) por danos sociais e morais coletivos, noticiou a agência Lusa.

“A cobrança deve-se à divulgação de vídeos nos quais o religioso anunciava a venda de sementes de feijão com a falsa promessa de que, se cultivadas, elas curariam a covid-19. Valdemiro chegou a citar o caso de um fiel cuja recuperação plena da doença usando os feijões estaria comprovada por um atestado médico”, explicou o MPF.

Os procuradores avaliaram que o líder da Igreja Mundial do Poder de Deus incorreu “em prática abusiva da liberdade religiosa, ao colocar em risco a saúde pública e induzir fiéis a comprarem um produto sem nenhuma eficácia comprovada”.

As sementes foram anunciadas em três vídeos no YouTube por preços que alcançavam mil reais (cerca de 160 euros) cada. Segundo o pastor evangélico da Igreja Mundial do Poder de Deus, a simples germinação dos grãos teria o poder de curar a covid-19.

A ação do MPF refere que estes anúncios feriram e que “a dignidade da proteção constitucional que tutela a liberdade religiosa não constitui apanágio para a difusão de manifestações (ilegítimas) de lideranças religiosas que coloquem em risco a saúde pública, que explorem a boa-fé das pessoas”.

O pedido de abertura de processo considera que os vídeos têm gravidade adicional porque configuram atos de “cooptação de ganhos financeiros ancorados em falsa premissa terapêutica, às custas da aflição e do sofrimento que atinge a sociedade”.

O MPF pediu igualmente que o Ministério da Saúde responda à ação por ter removido da sua página oficial uma mensagem de alerta contra os anúncios enganadores do pastor Valdemiro Santiago. A publicação, feita após pedido do MPF, ficou na internet durante alguns dias, mas foi removida sem explicações.

A Igreja Mundial do Poder de Deus é uma denominação evangélica neopentecostal fundada na cidade de Sorocaba, no interior do estado de São Paulo, em 1998, pelo próprio pastor Valdemiro Santiago. Atualmente conta com 6.000 templos no Brasil e noutros países.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 2,8 milhões de casos e 95.819 óbitos), depois dos Estados Unidos.

  // Lusa

2 Comments

  1. O Bolsonaro recomenda a hidroxicloroquina, que até pode ser prejudicial à saúde, nada lhe acontece… este recomenda semente de feijões! Bom, se forem semeadas devidamente devem dar feijões, servem para comer… não fazem mal à saúde!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.