Mortalidade provocada por vagas de calor vai aumentar drasticamente

Earthworm / Flickr

Um novo estudo revela que a mortalidade provocada pelas ondas de calor vai aumentar de forma drástica em muitos locais do planeta, devido às alterações climáticas.

O trabalho recolheu dados de 412 cidades, de 20 países, que cobriu o período entre 1971 e 2010 e faz uma previsão para o intervalo de tempo entre 2031 e 2080. No caso concreto de Espanha, os cientistas preveem um aumento de 292% neste tipo de morte.

Os cientistas relacionaram a mortalidade com as ondas de calor em diferentes cenários em função dos níveis de emissão de gases com efeitos de estufa, da adaptação e da densidade da população.

Não obstante, advertiu-se no trabalho, aquele aumento seria reduzido nos cenários em que se aplicassem estratégias de mitigação dos efeitos das alterações climáticas.

“Por tudo isto, a estratégia de adaptação às alterações climáticas deveria ser o objetivo prioritário para Espanha”, resumiu o investigador do Conselho Superior de Investigações Científicas Aurélio Tobias, do Instituto de Diagnóstico Ambiental e Estudos da Água e um dos autores desta investigação.

O estudo foi publicado esta terça-feira na revista Plos Medicine e teve a participação de centros de investigação de 19 países, dirigidos pela Universidade de Monash, em Austrália, segundo comunicados divulgados pelo CSIC e pela universidade.

Segundo o artigo, se a população não conseguir adaptar-se ao aquecimento global resultante das alterações climáticas, no próximo meio século o número de mortes pelas ondas de calor vai aumentar de forma drástica nas regiões tropicais e subtropicais do planeta, seguidas de perto por Austrália, Europa e Estados Unidos.

Por exemplo, em alguns locais dos EUA, a variação percentual da mortalidade relacionada com vagas de calor situar-se-ia no intervalo 400-525% em relação ao período 1971-2010.

Segundo a nota da Universidade de Monash, num cenário extremo, vai haver um aumento de 471% das mortes por ondas de calor em três cidades australianas: Brisbane, Sydney e Melbourne.

Os autores do estudo indicam que os resultados podem ajudar os responsáveis pela tomada de decisões a planificar estratégias de adaptação e mitigação das alterações climáticas.

Para Aurélio Tobias, “os estudos mais recentes demonstram que as ondas de calor vão ser mais frequentes, mais intensas e durar muito mais tempo devido aos efeitos das alterações climáticas”, segundo a nota do CSIC.

“Se não pudermos encontrar uma maneira de mitigar as alterações climáticas, reduzir os dias de vagas de calor e ajudar as pessoas a adaptar-se a elas, no futuro vai haver um aumento substancial de mortes relacionadas com estes fenómenos, particularmente nos países mais pobres, situados em torno do equador”, avançou-se no texto.

Com este alertas, os cientistas recomendaram uma série de medidas, entre as quais políticas específicas ou regulações, planificação urbanística, plantação de árvores nas cidades, acessibilidade a fontes públicas de água potável ou a adequação das habitações para altas temperaturas.

Recomendaram ainda a melhoria dos serviços de cuidados de saúde, redução de pobreza, redistribuição dos recursos e a criação de um sistema de alerta de vagas de calor.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Teerão vai enviar caixa negra do avião abatido para a Ucrânia

O Irão vai enviar para a Ucrânia as gravações da caixa negra do avião ucraniano que abateu acidentalmente, na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais. Hassan Rezaeifer, chefe de investigações de acidentes do …

António Folha já não é treinador do Portimonense

O treinador apresentou a demissão do comando técnico do Portimonense, este sábado, depois de perder na deslocação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves, por 3-0. "Antes de me fazerem qualquer pergunta sobre o jogo, queria transmitir que …

Há pombos cowboys em Las Vegas (e voluntários estão a tentar salvá-los)

Por alguma razão, alguém decidiu colar chapéus vermelhos minúsculos de cowboy em pombos de Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, a equipa do Lofty Hopes Pigeon Rescue está a tentar salvá-los. Há uma missão para resgatar …

Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual …

Paulo Gomes é o novo presidente do Vitória de Setúbal

O ex-vice-presidente, líder da lista D, foi eleito presidente do Vitória de Setúbal para o mandato 2020-2023, com um total de 875 votos. Paulo Gomes, de 50 anos, foi o mais votado das cinco listas candidatas, …

O mercado online de leite materno está a crescer (mas pode ser mau para os bebés)

https://vimeo.com/385229063 Para os pais que querem que o seu filho beba leite materno, mas que não conseguem produzi-lo, a possibilidade de o poder comprar na Internet pode parecer uma boa solução. No entanto, este mercado não …

Regina Duarte convidada para suceder a secretário da Cultura demitido

A atriz brasileira confirmou, na sexta-feira, ter sido convidada pelo Presidente do país para liderar a Secretaria da Cultura do Governo, após a exoneração de Roberto Alvim por ter parafraseado um discurso nazi. "É isso, recebi …

Universidade de Harvard quer criar 127 novos estados nos EUA

A Harvard Law Journal, da Universidade de Harvard, publicou um plano ousado - mas, segundo os autores, completamente constitucional - para salvar a democracia: criar 127 novos e minúsculos estados. Atualmente, todos os estados dos Estados …

IL quer reduzir IVA da alimentação infantil e retirar limitação etária nas deduções do IRS

A Iniciativa Liberal apresentou, esta sexta-feira, duas propostas para reduzir o IVA da alimentação para crianças pequenas para 6% e para eliminar a limitação etária na dedução do IRS para famílias que tenham mais do …

Sintra comemora 25 anos como Património da UNESCO com mais de 200 eventos

O município de Sintra assinala os 25 anos da elevação a Património Mundial com a realização de mais de 200 eventos, nomeadamente uma exposição que reúne obras sobre o concelho desde a antiguidade à contemporaneidade. Sintra, …