Morreu Fernando Pinto Monteiro, antigo Procurador-Geral da República

1

RTP / Flickr

Fernando Pinto Monteiro, Procurador-Geral da República entre 2006 e 2012

Morreu, aos 80 anos, vítima de cancro, Fernando Pinto Monteiro, Procurador-Geral da República entre 2006 e 2012.

A notícia foi avançada esta quarta-feira pela SIC e confirmada ao Observador. O antigo Procurador-Geral da República morreu em casa.

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, Pinto Monteiro era o titular do mais alto cargo da magistratura em Portugal quando foram julgados processos como os da Casa Pia, “Apito Dourado” ou “Envelope 9”.

Em 2015, quatro dias após ser eleito presidente do Sindicato do Ministério Público, António Ventinhas disse à Antena 1 que Pinto Monteiro abria processos disciplinares ou de averiguações contra todos os procuradores que ousassem investigar os mais poderosos. “No tempo do Dr. Pinto Monteiro, quem tinha processos mediáticos acabava com processos disciplinares”, referiu na altura.

Pinto Monteiro foi delegado do Procurador da República em Idanha-a-Nova, foi juiz desembargador no Tribunal da Relação de Lisboa, juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça e Alto Comissário Adjunto na Alta Autoridade Contra a Corrupção.

  Lusa //

1 Comment

  1. Parcial, Incobridor, Abafador de Inqueritos, Defensor da Pedofilia… Fez e faz ca uma falta como uma viola num enterro…!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.