Morreu aos 53 anos Carlos Marín, cantor dos Il Divo

Il Divo / Facebook

Carlos Marín, cantor dos Il Divo

O cantor espanhol Carlos Marín, do grupo musical Il Divo, morreu este domingo, aos 53 anos, num hospital do Reino Unido, anunciou o grupo musical nas suas redes sociais.

“É com grande pesar que anunciamos a morte do nosso amigo e companheiro Carlos Marín. Os amigos, familiares e fãs vão sentir a sua falta. Nunca haverá outra voz ou espírito como o do Carlos”, pode ler-se na mensagem.

“Durante 17 anos, nós os quatro estivemos juntos nesta incrível jornada dos Il Divo, e vamos sentir falta do nosso querido amigo. Esperamos e oramos para que a sua bela alma descanse em paz”, escreveram os restantes membros do grupo.

Marín encontrava-se internado na Unidade de Cuidados Intensivos de um hospital em Manchester, no Reino Unido, entubado e em coma induzido, pelo que, na quinta-feira, a promotora dos concertos agendados para Lisboa e Gondomar tinha anunciado o seu adiamento para julho de 2022, “por motivos de saúde”.

Il Divo foi fundado por Simon Cowell, seguindo o desejo de criar um quarteto lírico integralmente masculino para interpretar canções míticas.

Marín forjou a sua carreira como ator de musicais como “Os Miseráveis” ou “A Bela e o Monstro” e entrou em 2003 neste projeto, onde se encontravam ainda Urs Bühler, Sébastien Izambard e David Miller.

Juntos editaram até hoje nove discos, desde o homónimo “Il Divo” (2004) até ao mais recente “For Once In My Life: A Celebration of Motown” (2021), com os quais venderam cerca de 40 milhões de cópias em todo o mundo.

A solo, o barítono editou o disco intitulado “Portrait”, no qual criou uma versão de “Bohemian Rhapsody” dos Queen, entre outros êxitos.

Os Il Divo apresentaram-se oito vezes em Portugal – sempre com salas completamente esgotadas – e iam regressar com um espetáculo de celebração do Natal para decorrer este domingo, na Altice Arena, em Lisboa, e segunda-feira, no Multiusos de Gondomar, adiados para 24 e 23 de julho de 2022, respetivamente.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.