Morre infetado senador brasileiro que criticava isolamento social para combater pandemia

Senado Federal / Flickr

O senador Arolde de Oliveira

O senador brasileiro Arolde de Oliveira, de 83 anos, que frequentemente se posicionava contra as medidas de isolamento social para travar a pandemia, morreu na noite de quarta-feira vítima de covid-19.

“Comunicamos que nesta noite (21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de covid-19 e como consequência a falência dos órgãos. A família agradece o carinho e orações”, comunicou a conta oficial do senador no Twitter, noticiou a agência Lusa.

O octogenário, aliado do Presidente, Jair Bolsonaro, era empresário e tinha uma extensa carreira política. Depois de nove mandatos como deputado federal, chegou ao Senado nas eleições de 2018.



Desde a chegada da pandemia da covid-19 ao Brasil, registada oficialmente no país em 26 de fevereiro, o senador posicionou-se contra as medidas de isolamento social decretadas por governadores e prefeitos e referiu-se ao novo coronavírus como “vírus chinês”.

“Os números do vírus chinês no mundo e no Brasil demonstram a inutilidade do isolamento social. Autoridades, alarmistas por conveniência, destruíram o setor produtivo e criaram milhões de desempregos. O Presidente Jair Bolsonaro estava certo desde o início”, escreveu Arolde de Oliveira no Twitter, em abril.

Num outro posicionamento, o senador defendeu que a covid-19 não teria no Brasil o mesmo impacto que estava a ter na Europa. “Não sejamos idiotas (…) Em Itália o clima está frio, população é idosa, há elevado número de fumantes. Não é o nosso caso. O Brasil não pode parar”, frisou o político.

O senador brasileiro também manifestava publicamente o seu apoio a Bolsonaro e à forma como o chefe de Estado se mostrava cético em relação à gravidade da pandemia, defendendo uma rápida reabertura económica.

“Conclamo os patriotas, comprometidos com a nação, a continuarem apoiando sem restrições o Presidente Jair Bolsonaro, que é sensato em evitar o pânico. O caos só interessa aos inimigos do Brasil (esquerdopatas e aliados que devastaram o país) corja de irresponsáveis”, disse, na mesma rede social.

Fernando Bizerra / Lusa

O senador, que estava internado numa unidade de cuidados intensivos num hospital do Rio de Janeiro, acabou por não resistir à doença.

O Senado do Brasil decretou luto oficial de três dias.

“É com tristeza que recebi a notícia de que perdemos o senador Arolde de Oliveira. Infelizmente, mais um brasileiro perdeu a vida por consequência desse vírus que já ceifou mais de 150 mil pessoas no nosso país. (…) O Senado Federal decreta luto oficial em homenagem à memória do senador. Um dia triste para esta casa”, disse o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em comunicado.

Vários senadores lamentaram a morte de Arolde de Oliveira, que ocorreu no dia em que o Brasil ultrapassou as 155 mil mortes devido à covid-19.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de mortos (mais de 5,2 milhões de casos e 155.403 óbitos), depois dos Estados Unidos.

Bolsonaro sem máscara com ministro da Saúde, infetado

Na quinta-feira, Bolsonaro publicou um vídeo no Facebook ao lado do ministro da Saúde brasileiro, Eduardo Pazuello, que testou positivo à covid-19 na terça-feira. Ambos estavam sem máscara e não mantinham qualquer distância, revelou o Observador.

No vídeo, Pazuello disse que tomou três medicamentos para a covid-19: a hidroxicloroquina – usada para tratar a malária e cuja utilização não é aconselhada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) -, a annitta – um antiparasitário utilizado para tratar gastroenterites -, e a azitromicina – trata infeções bacterianas.

“A experiência que eu tenho é positiva”, afirmou o ministro, referindo-se aos medicamentos. Já Bolsonaro frisou: “Mais uma prova que tomou e deu certo. Alguns reclamam que a hidroxicloroquina não tem uma comprovação científica. Não tem para a covid, mas tem para outras coisas e não tem efeito colateral”.

Pazuello indicou que o medicamento já tem “uma nova certificação científica” e vai ser aprovada. “Siga as prescrições do médico, se o médico prescrever [hidroxicloroquina] tome o mais rápido possível”, acrescentou. Caso o médico se recuse a receitar o medicamento, o paciente deve chamar outro “e se quiser tomar, assina o compromisso e toma”, sublinhou.

O Presidente, que contraiu o coronavírus em julho, elogiou a prestação de Pazuello: “Foi um dos melhores ministros da Saúde que tivemos, falei isso para a imprensa, pode ter certeza o trabalho dele está sendo excecional”.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …