Misterioso morador voltou a habitar uma vila fantasma na Escócia (enterrada em areia)

(dr) UNAVCO

Vila fantasma de Broo, na Escócia

Uma equipa de arqueólogos descobriu novos detalhes sobre uma pequena vila na Escócia, que foi abandonada depois de ter sido “enterrada” na areia, há mais de 300 anos.

As mudanças climáticas durante a Pequena Idade do Gelo, um período de temperaturas mais amenas entre 1645 e 1715, podem ter contribuído para a acumulação extrema de areia na vila de Broo, em Shetland, Escócia. Mais de 300 anos depois de ter sido enterrada na areia, cientistas revelaram novos detalhes sobre a vila fantasma.

O assentamento de Broo, com apenas quatro casas, foi abandonado no final da década de 1690, com a invasão de depósitos de areia a expulsar os residentes da vila. No entanto, novas evidências mostram agora que alguém, ou algum grupo, regressou ao local anos depois, tendo construído uma entrada para um anexo submerso.

A equipa de Gerry Bigelow, do Shetland Islands Climate and Settlement Project, teve de cavar dois metros de areia para chegar aos níveis originais da vila e, lá, encontraram uma grande variedade de artefactos: cerâmicas, um cachimbo de argila, ossos de animais, moedas e “artefactos de elefante” que pertenciam à família Sinclair, líderes de Broo.

Segundo o Ancient-Origins, com base nas descobertas dos arqueólogos, a pessoa – ou as pessoas – que regressaram a Broo transformaram um edifício anexo submerso num espaço habitável, dando vida à vila fantasma.

Os investigadores não sabem quem voltou a Broo nem por que motivo escolheram viver num verdadeiro buraco de areia, rodeados por uma paisagem árida cheia de areia. No entanto, esta descoberta indica que algo nesta vila fantasma “deve ter tido valor para alguém”.

Bigelow deverá apresentar estas descobertas numa palestra online marcada para dia 30 de outubro. Além de discutir por que motivo a aldeia fantasma escocesa foi abandonada, também tentará explicar como é que a areia enterrou a vizinha comunidade Quendale, localizada a cerca de 2 quilómetros.

De acordo com um artigo publicado no Astro, a “Pequena Idade do Gelo de 1645 a 1715” foi causada por mudanças nas correntes oceânicas. Gerry Bigelow acredita que os humanos se adaptaram a estas mudanças nas paisagens e sugere que os ilhéus podem ter cultivado aveia na areia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Falta de transparência". Sindicato acusa Ryanair de violar Código do Trabalho com despedimento coletivo no Porto

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou a Ryanair de violar o Código do Trabalho, ao iniciar um despedimento coletivo na base do Porto enquanto promove cursos de formação para …

Supremo arrasa MP no e-toupeira. Espião do Benfica safa-se de quase todos os crimes

O Supremo Tribunal de Justiça deixou cair a maioria dos crimes no que se refere ao funcionário judicial do Tribunal de Guimarães Júlio Loureiro, conhecido como o espião do Benfica no caso e-toupeira, deixando reparos …

Espanha, França e Bélgica com descida de casos. Itália limita Natal e Madrid cancela festas de Ano Novo

Madrid, assim como Paris e Bruxelas, têm boas notícias - mas não o suficiente para suavizar medidas. Já em Itália há restrições adicionais e a cidade de Londres também considera também passar ao nível três, …

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …