Bom filho a casa torna? Montenegro convidou Santana Lopes a voltar para o PSD em encontro secreto

6

Miguel A. Lopes / Lusa

Pedro Santana Lopes

Santana Lopes recebeu Luís Montenegro na Câmara Municipal da Figueira da Foz e o líder social-democrata terá convidado o autarca a regressar ao PSD. O convite ainda está em aberto.

Depois de ter batido a porta do PSD com um estrondo em 2018 após perder as directas contra Rui Rio e ter fundado o partido Aliança — de onde entretanto também saiu após os maus resultados nas europeias e nas legislativas —, Pedro Santana Lopes pode mesmo estar perto de voltar a vestir a camisola laranja.

Luís Montenegro terá feito questão de se encontrar com o Presidente da Câmara da Figueira da Foz logo no primeiro dia de mandato. A reunião foi secreta e ficou fora das agendas oficiais de ambos, mas um jornalista do Diário das Beiras fez uma espera aos dois políticos e o Observador avança mesmo que Montenegro terá convidado Santana Lopes a voltar a ser militante do PSD, algo que o autarca não rejeitou.

Em declarações ao Diário das Beiras, o novo líder social-democrata deixou a porta aberta a um possível regresso de Santana Lopes. “Conhecemo-nos há muitos anos e não precisamos de nos andarmos a convencer um ao outro. Conversámos e, depois, mais para a frente, vamos ver”, revelou, descrevendo o ex-primeiro-ministro e antigo colega na bancada como “um amigo” com fez “questão de poder estar”.

Já Pedro Santana Lopes foi mais parco nas palavras, dizendo que recebeu Montenegro com “muito gosto” e também não rejeitou um eventual regresso ao PSD. Mesmo assim, essa questão é matéria para “outras conversas”.

Montenegro pode estar assim perto de pôr já em práctica um dos maiores desafios que tem de enfrentar enquanto novo líder do PSD — sarar as feridas de um partido dividido que tem sofrido com as guerras internas e os constantes desafios à liderança.

Trazer uma figura histórica como Santana Lopes de volta ao partido pode ajudar a reforçar a imagem de união entre todas as facções, união essa que o partido precisa para fazer frente a um PS maioritário nas próximas idas às urnas.

Para além disto, o retorno ajudaria o PSD a recuperar a autarquia da Figueira da Foz, já que o apoio dos sociais-democratas a uma eventual recandidatura de Santana Lopes nas autárquicas de 2025 seria garantido.

  Adriana Peixoto, ZAP //

6 Comments

  1. Rui Rio quis limpar a casa, mas não conseguiu na totalidade, ainda limpou alguns mafiosos, os que conseguiu, mas, foi entendido como não saber gerir o partido, note-se, um homem de economia que nem sequer necessita de dar provas de nada, não sabe gerir (dizem) :/ !!!!

    E, foi assim julgado pelos do próprio partido e até mesmo, pelos partidos opostos que logo disso se aproveitaram para seguirem em frente com o discurso de enguia como o povo gosta !

    Assistimos agora, ao ao regresso dos ditos cujos, como se não houvesse mais gente capaz, a fim de arrumar com o mofo…

    Já alguém viu bem aqueles conselheiros de estado? Parecem (alguns) cadáveres andantes :/

    Espero bem que não ganhe, e que o povo abra a pestana, porque os abutres andam todos por lá, à espera de uma brecha para continuar a atacar, enquanto o povo, discute uns com os outros o sexo dos anjos:/

    Que país este, que dá vontade de os passar todos a ferro :/

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.