//

Monte Evereste pode ter encolhido após o terramoto de 2015

O Monte Evereste pode ter encolhido como resultado de um terramoto devastador. Uma equipa de topógrafos vai ao cume da montanha mais alta do mundo para confirmar esta hipótese colocada pelo Governo do Nepal.

O pico do Monte Evereste foi medido pela primeira vez por uma equipa de cientistas indianos em 1954. No entanto, o país foi atingido, em 2015, por um terramoto de magnitude 7,8 e acredita-se que, devido a esse fenómeno, a maior montanha do mundo encolheu.

Depois de dois anos a treinar, um grupo de quatro especialistas vai agora tentar descobrir se a altura oficial de 8.848 metros continua a mesma. “Não será fácil trabalhar neste terreno, mas estamos confiantes de que a nossa missão será bem sucedida”, afirmou o líder da expedição, Khim Lal Gautam, citado pelo The Independent.

A equipa vai subir até ao cume da montanha e lá ativará um sistema global de navegação por satélite. “As sessões de observação podem durar cerca de 10 minutos no pico. O dispositivo será ligado no cume da montanha para receber dados de satélites”, explicou Susheel Dangol, coordenador da expedição, em entrevista separada ao Kathmandu Post.

Para subir até ao cimo da montanha, a equipa terá de suportar as duras condições climáticas e o terreno acidentado, carregando ainda o equipamento de medição.

Esta não é a primeira vez que são desencadeados rumores sobre a altura do Evereste. Em 2017, uma equipa de especialistas estava também preparada para medir o terreno e, dias depois, corroborou a medida oficial, fixada em 1954.

Contudo, a altura exata do Evereste é um assunto que não reúne consenso. Em 1999, o Governo dos Estados Unidos usou a tecnologia GPS para medir a montanha mais alta do mundo, concluindo que era dois metros mais alta do que a medida obtida em 1954. Mas o valor obtido pelos EUA não é aceite.

Anos depois, o Nepal entrou num conflito diplomático com a China pois este último país afirmava que a montanha era quatro menos mais baixa do que a medida oficial.

Agora, alguns geólogos suspeitam de que o terramoto de 2015 fez “encolher” o Monte Evereste. A verdade é que, após o sismo, o topo da montanha tornou-se num objeto de interesse não apenas para cientistas, como também para todo o mundo.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.