Montanhas perdidas no tempo revelam segredos de um dos maiores eventos de extinção em massa

Há milhões de anos, uma cadeia de montanhas que faria a cordilheira dos Andes parecer anã erguia-se sobre o que é atualmente o sul da África.

Os remanescentes dessas montanhas – chamadas Gondwanides – atravessaram os continentes do sul da América do Sul, da Antártica, da África do Sul e da Austrália, e parte agora forma as montanhas perto da Cidade do Cabo.

Foi na sombra dessas montanhas antigas que a Dra. Pia Viglietti, pós-doutorada do Instituto de Estudos Evolutivos (ESI) da Universidade Wits, encontrou os segredos de um dos maiores eventos de extinção em massa que a Terra já viu. A pesquisa foi publicada em Scientific Reports.

“Estabelecemos que mudanças climáticas, relacionadas com o evento de extinção em massa devastador do Permiano, há cerca de 250 milhões de anos, começaram antes do que se pensava”, diz Viglietti ao EurekAlert!.

A extinção Permiano-Triássico foi um dos maiores eventos de extinção da Terra, em que até 96% de todas as espécies marinhas e 70% de espécies de vertebrados terrestres se extinguiram.

Para o seu doutoramento, Viglietti estudou os sedimentos ricos em fóssil presentes no Karoo, depositados durante os eventos tectónicos que criaram as Gondwanides, e descobriu que os animais vertebrados na região começaram a extinguir-se ou tornaram-se menos comuns muito mais cedo do que se pensava.

“A Bacia do Karoo ocupa uma grande parte da África do Sul e a maior parte dos que a atravessam não pensa muito nisso. Mas se sabemos o que procurar o Karoo tem uma grande riqueza de conhecimento sobre a história da vida na Terra“, diz Viglietti.

“As Gondwanides não só influenciaram como e onde os rios fluíram (depositando sedimentos), também teve um efeito significativo no clima e, portanto, na antiga fauna da Bacia do Karoo”, diz Viglietti.

As grandes cadeias de montanhas colocam muito peso na crosta terrestre, criando uma depressão na crosta. Isso pode ser descrito usando a analogia de uma pessoa parada na ponta de um trampolim, prestes a mergulhar numa piscina.

A pessoa representa a “carga” (ou peso) da montanha enquanto o trampolim é a crosta terrestre. A depressão faz com que o sedimento se acumule em torno da base da montanha. É neste sedimento, onde são preservadas rochas e fósseis.

À medida que as montanhas erodem, colocam menos peso sob a crosta terrestre, e a depressão diminui, tal como o trampolim reagiria ao banhista a saltar para a piscina. Este foi o efeito que as Gondwanides tiveram na sedimentação na Bacia do Karoo ao longo de 100 milhões de anos. Os vestígios desta dança tectónica são preservados por períodos de deposição e não deposição.

“Durante o meu doutoramento, identifiquei um novo evento de carregamento tectónico (evento de construção da montanha) que iniciou a sedimentação na última Bacia do Pira Permiano”, diz Viglietti.

Os sedimentos durante este evento de carregamento também forneceram provas de mudanças climáticas, bem como de uma mudança drástica na fauna local, que era até então ignorada e que aponta para o início do evento final de extinção em massa do Permiano.

“Nos últimos milhões de anos antes desta grande crise, os animais já começaram a reagir. Interpreto essa mudança na fauna como resultado dos efeitos climáticos relacionados com o evento de extinção em massa no final do Permiano – ocorrendo apenas muito antes do identificado anteriormente”, diz Viglietti.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. nUMA GRANDE EXTINÇÃO, OS QUE SOBRAREM ESTARÃO EM ZONAS REMOTAS CONVIVENDO HARMONIOSAMENTE COM UMA NATUREZA LONGINQUA E POUCO EXPLORADA… SE AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS O PERMITIREM. eSTRAGAMOS TODOS MUITO PARA VIVER, MUITAS LAVAGENS, MUITOS GUARDANAPOS E SUJAMOS MUITOS PRATOS. PASSEAMOS MUITOS E FAZEMOS MUITAS FESTAS. TODOS MUITO LIMPINHOS SEREMOS EXTINTOS… ATÉ QUE VOLTE A CALMA, A PAZ E A TRANQUILIDADE DOS QUE RESPEITAM A NATUREZA E SUAS FORÇAS… E U SEU DEUS

  2. Tanta descoberta e conhecimento sobre um passado tão longínquo e parece que ainda ninguém se apercebeu nem se interessa de que estamos tão próximos de uma extinção fatal que em vez de a remediarmos contribuímos tão infantil-mente para esse fim.

RESPONDER

OE. Costa promete salário mínimo em 850 euros em 2025 e aumento de pensões em janeiro

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou esta sexta-feira que é intenção do Governo elevar o salário mínimo aos 850 euros em 2025 e aumentar o mínimo de existência no próximo ano, isentando de IRS …

Cientistas portugueses ajudam a descobrir novo mecanismo para regeneração muscular

O músculo é conhecido por se regenerar através de um processo complexo que envolve várias etapas e depende de células-tronco. Mas uma nova pesquisa apresenta um novo mecanismo. Um novo estudo liderado por investigadores do Instituto …

Investigadores de Harvard utilizam corantes para armazenar dados

Na era digital, quase tudo é possível. Uma equipa de químicos de Harvard desenvolveu um novo sistema que utiliza misturas de sete corantes fluorescentes disponíveis comercialmente para armazenar ficheiros de dados. É comum pensarmos no armazenamento …

Uma impressão artística de um impacto gigantesco no sistema estelar HD 17255

Dois planetas envolveram-se num choque tão violento que um deles perdeu a atmosfera

Uma equipa de astrónomos encontrou provas de uma gigantesca colisão entre dois planetas num sistema planetário jovem, localizado a 95 anos-luz da Terra. A poeira à volta da jovem estrela HD 172555, de 23 milhões de …

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …