Monkeypox. Reino Unido recomenda vacina a homens gays e bissexuais em maior risco de exposição

Fehim Demir / EPA

A Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido (UKHSA) recomendou na terça-feira que a vacina Imvanex seja oferecida a homens homossexuais e bissexuais que estejam em maior risco de contrair a varíola dos macacos.

A vacina em causa mostrou-se eficaz contra o vírus e pode ser aconselhada pelos médicos a homens que “tenham múltiplos parceiros sexuais, participem em grupos de sexo ou frequentem locais de prostituição”, referiu a UKHSA em comunicado.

Ao oferecer a vacina, apontou a chefe de imunologia daquela entidade, Mary Ramsay, as autoridades de saúde esperam quebrar as cadeias de transmissão do vírus.

Embora não seja classificada como uma doença sexualmente transmissível, pode ser contraída durante relações sexuais. Os dados apontam para níveis mais elevados de transmissão entre homens homossexuais e bissexuais, mas qualquer pessoa apanhar a doença, recordou a UKHSA.

Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que o nome dado à doença provocada pelo Monkeypox, varíola dos macacos, será alterado em breve. A tomada de decisão foi anunciada na sequência de um artigo científico assinado por 29 peritos.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.